Neymar e Casimiro invertem a lógica de estreia da Netflix

Lançamento do documentário “Neymar – O Caos Perfeito” teve primeiro episódio comentado na Twitch, da Amazon, e reuniu meio milhão de pessoas

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:

“Neymar – O Caos Perfeito” estreou terça-feira, 25, na Netflix (Crédito: Reprodução)

Acessibilidade


O mundo do streaming anda diferente. O conceito de exclusividade, ou até mesmo restrições entre plataformas, faz cada vez menos sentido. Pelo contrário, as empresas estão apostando no potencial dos streamers, principalmente aqueles ligados aos games e e-sports, que movimentam milhares de pessoas em suas lives, para promover séries e campeonatos. Na terça-feira, (25), a Netflix estreou o documentário “Neymar – O Caos Perfeito”.

De forma inédita, um dia antes, o streamer Casimiro, conhecido do mundo dos games,  transmitiu o episódio na Twitch, plataforma da Amazon, que concorre diretamente com a Netflix por meio do Prime Vídeo. A liberação ocorreu após Casimiro iniciar uma campanha para reagir ao conteúdo, o que logo foi liberado pela Netflix e diretamente por Neymar transformando -se em uma ação de marketing. Mais de 510 mil pessoas assistiram à transmissão simultaneamente, recorde da plataforma e também de Casimiro.

Gaules, NBA e F1

Gaules fechou um acordo que foi renovado para a transmissão de alguns jogos da NBA pela Twitch (Crédito: Divulgação)

O streamer Gaules, também protagonista de vários recordes na Twitch, tornou-se exemplo de inovação em transmissões. No ano passado, iniciou uma parceria com a NBA na exibição de alguns jogos da temporada de basquete que foi renovada para a segunda fase. Em novembro, outro feito inédito, a transmissão do Grande Prêmio São Paulo de F1 em seu canal. E nesta semana, em parceria com o ex-jogador Ronaldo, Gaules anunciou que vai transmitir o Campeonato Carioca.  Em entrevista recente para a Forbes Brasil, o ex-jogador profissional de Counter-Strike, explicou a força da conexão entre os games e outros segmentos, o que justifica o sucesso que ações deste tipo vêm tendo nas lives.

LEIA TAMBÉM: Os princípios de gestão de 5 CEOs que lideram o mundo dos e-sports

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Os e-sports estão cada vez mais presentes na vida dos brasileiros em diferentes idades e atingindo gerações diversas. O público dos jogos eletrônicos no Brasil é de quase 20 milhões de pessoas. Estamos trabalhando para estender a conexão do streaming integrando com esportes considerados ‘tradicionais’. Com isso, marcas apostam e enxergam oportunidades de atingir esse novo público”, explica.

O segmento mencionado por Gaules e da qual Casimiro também é originário, dos e-sports, deve movimentar US$ 2 bilhões até 2030, segundo a NewZoo. Ainda de acordo com Gaules, é fundamental levar em consideração a força da comunidade e dos fãs nos jogos eletrônicos. “O que conquistei até aqui é fruto de muito trabalho e de uma comunidade, a Tribo, que me acompanha desde o começo. Estamos trabalhando muito para fazê-la crescer e buscando oportunidades que não seriam possíveis se nosso trabalho não tivesse sendo reconhecido pela massa”, explicou Gaules.

Compartilhe esta publicação: