Anitta aposta em plant-based e vira sócia da Fazenda Futuro

Cantora anuncia sociedade com Marcos Leta, fundador da foodtech avaliada em mais de R$ 2 bilhões, e faz sua primeira incursão em uma empresa de alimentos

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:
Eduardo Bravin

Anitta: “É a primeira vez que me torno sócia em uma empresa de alimentos”

Acessibilidade


Presente no conselho do Nubank e líder criativa de Beats, dentre outras parcerias com marcas, a cantora Anitta anuncia sua estreia no mercado de alimentos. Desta vez, como sócia de Marcos Leta, fundador da Fazenda Futuro, foodtech especializada em produtos à base de plantas, segmento também conhecido como plant-based. “É a primeira vez que me torno sócia em uma empresa de alimentos. E o que é melhor, com tecnologia alimentar que faz bem para nós e para o meio ambiente. Isso também responderia o porquê escolhi a Fazenda Futuro.” A foodtech é avaliada em mais de R$ 2 bilhões e já está presente em 30 países.

À Forbes Brasil, Anitta explica que tem uma relação de aprendizado e evolução com a alimentação à base de plantas. A cantora já chegou a protagonizar uma ação com a marca Burger King para um hambúrguer a base de plantas. “Sempre que posso, minha alimentação é à base de plantas. Cheguei a ser vegana por um ano, mas meus compromissos e agenda tornaram essa tarefa quase impossível. Mas depois disso diminuí drasticamente meu consumo de produtos de origem animal, como por exemplo carnes, hambúrgueres”, destaca.

“Eu só associo minha imagem às questões e produtos que acredito. O futuro me interessa demais e não tem como falar dele ou desejar que ele seja mais democrático e consciente sem falarmos em tecnologia e inovações”, ressalta. Sobre a experiência em outros segmentos, Anitta reforça: “Tenho experiência em gestão de negócios e estarei à disposição da Fazenda Futuro a esse respeito também. Eu amo marketing e publicidade e o time todo da empresa sabe que pode contar comigo.”

Leia mais: Anitta será personagem do jogo Free Fire

Marcos Leta, fundador e CEO da Fazenda Futuro, afirma que existe grande sinergia entre ela e a marca. “Ela já havia demonstrado interesse pelo segmento de carnes à base de plantas há alguns anos e, hoje, entra como sócia da Fazenda Futuro para compartilhar dos mesmos propósitos da empresa. Acreditamos que a Anitta poderá nos ajudar na democratização da categoria e tornar o nosso produto ainda mais acessível aos brasileiros.”

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“A ideia de firmar esse acordo foi conjunta, afinal somos uma empresa que tem o que ela mais procura: propósito. Acreditamos muito no potencial dela como uma grande executiva, visto toda a gestão com a sua própria carreira, além da experiência como empresária e com marketing. É mais do que perceptível o sucesso dos projetos da cantora e seriedade com que ela conduz todas as suas produções, e é exatamente dessa visão de futuro que tem muito a agregar com o que a empresa já se posiciona”, diz Leta.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: