Nova informação da Apple revela melhoria de velocidade no iPhone 14

Celular terá aumento de até 30% no desempenho gráfico, além de tela always-on

Gordon Kelly
Compartilhe esta publicação:
Imagem mostra diferentes versões dos novos celulares da Apple
Reprodução/Forbes

Novos modelos de IPhone da Apple ganharão melhoria de desempenho e tela always-on

Acessibilidade


Espera-se que o desempenho do iPhone 14 Pro deixe os modelos do iPhone 14 comendo poeira, e agora podemos ter uma ideia de quão melhor o modelo será.

Jason Cross, da MacWorld, publicou uma análise detalhada de todos os componentes vazados do iPhone 14 Pro e os combinou com informações públicas de fornecedores para revelar “desempenho além de um aumento de velocidade”. Os destaques são um aumento de 25 a 30% no desempenho gráfico e um aumento maciço de 50% na largura de banda da memória. Mas há decepção quando se trata da CPU.

Leia mais: Além da China: 6 países onde a Apple produz partes do iPhone

Cross estima que o chip A16 da Apple fornecerá apenas um aumento de 15% no desempenho da CPU em comparação com o chip A15 da linha iPhone 13, que deve ser usado novamente no iPhone 14 e no iPhone 14 Max. Esse é um choque, dado que um vazamento no mês passado reivindicou um salto de CPU de mais de 40%, embora essa fonte concorde com as estimativas de cerca de 30% da GPU.

Isoladamente, um aumento de 15% não seria surpreendente porque a Apple teve ganhos de CPU mais iterativos nos últimos anos. Dito isso, 2022 marca o ano em que a Apple aumentará a diferença entre os modelos iPhone Pro e não-Pro com mudanças significativas no design, resolução da câmera e gerações de chipset.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A memória RAM provavelmente será o grande driver aqui. Conforme relatado anteriormente, a Apple está inclinada a fazer a transição dos modelos do iPhone 14 Pro para a RAM LPDDR5, que é 1,5x mais rápida (6400 Vs 4266 Mbps) do que a LPDDR4x e 30% mais eficiente em termos de energia. A RAM tem sido a maneira mais fácil de aumentar o desempenho do sistema, e os modelos do iPhone 14 Pro parecem prontos para deixar uma marca aqui.

Além disso, os modelos do iPhone 14 Pro também são propensos a ganhar um carregamento muito mais rápido. Alcançando uma carga de 50% em aproximadamente 15 minutos (metade do tempo de seu antecessor) e durando mais de duas horas além do iPhone 13 Pro.

Claro, tudo isso tem um custo, com os modelos iPhone 14 Pro e Pro Max esperados para serem mais caros do que nunca. Por outro lado, com toda a linha do iPhone 14 com tendência de aumentar em pelo menos US$ 100 (R$ 517,28), o que pode ser um incentivo para o investimento no Pro, que gera mais vendas.

Always-on

Outra novidade é sobre a primeira tela always-on do iPhone. A primeira versão beta do iOS 16 da Apple revelou detalhes sobre a funcionalidade. O site 9to5Mac vasculhou o código da mais recente versão beta do iOS 16 da Apple e encontrou um novo modo ‘Sleep’, que conseguiu ativar.
Quando ativado, o modo de suspensão escurece e “tinge” a tela do iPhone quando o dispositivo está bloqueado, em vez de desligar a tela completamente. “O relógio e os widgets escolhidos pelo usuário também ficarão visíveis quando a tela estiver desligada”, explica 9to5Mac.

Esse é o comportamento de um display always-on, e a Apple tem histórico com essa funcionalidade. Como observa o 9to5Mac:

“Basicamente, parece que a Apple vai replicar o mesmo efeito do Apple Watch no iPhone 14 Pro. Isso significa que os usuários ainda verão seus papéis de parede de alguma forma, mesmo quando a tela estiver desligada. O papel de parede será exibido com brilho total assim que o usuário tocar na tela.”

Leia mais: Patente revela uma nova (e incrível) atualização do iPhone

E sim, isso também revela uma pegadinha: o recurso será exclusivo para os modelos iPhone 14 Pro e Pro Max. Por quê? Porque apenas os modelos Pro serão enviados com uma nova tela com taxa de atualização variável que cai de 120Hz até 1Hz. A tela quase não consome energia nesse nível mais baixo, portanto, o recurso não prejudica o consumo de bateria. Por outro lado, significa que é altamente improvável que os iPhones existentes obtenham essa funcionalidade.

Embora muito esperado pelos fãs do iPhone, as telas always-on têm sido um dos pilares dos smartphones Android há muitos anos. Esperava-se também que a Apple lançasse essa tecnologia com o iPhone 13, mas não conseguiu.

Mais amplamente, suspeito que este seja apenas o começo dos vazamentos de código beta do iOS 16, porque a Apple tem um longo histórico de revelar detalhes de produtos futuros por meio de suas atualizações geracionais do iOS. As versões beta do iOS 12 incluíam a iconografia do iPhone XS Max; iOS 13 vazou o iPhone SE2 e Apple CarKey; O iOS 14 vazou o iPhone 12 Mini e o iOS 15 vazou MacBooks de última geração.

Portanto, prepare-se porque os relatórios da cadeia de suprimentos afirmam que o cronograma de lançamento do iPhone 14 continua no caminho certo. Isso significa que há menos de dois meses até o lançamento, que é quando a temporada de vazamentos atinge o limite.

Compartilhe esta publicação: