Maior consumidora global, China vai tomar medidas para estabilizar preços de suínos

Dominique Patton/Reuters
Dominique Patton/Reuters

Porcos em fazenda na província de Henan, na China

O governo da China afirmou hoje (28) que irá intensificar os ajustes de emergência para suas reservas de carne de porco e adotará medidas após extrema volatilidade no maior mercado de carne suína do mundo.

Os preços dos porcos da China caíram bruscamente este ano, corroendo os lucros para os produtores e aumentando preocupações de que muitos poderiam parar de criar porcos.

LEIA TAMBÉM: Minério de ferro tem pior semana em 17 meses com restrições da China ao aço

A China afirmou que era necessário estabilizar as políticas de apoio de longo prazo, incluindo as financeiras para proteger os produtores, alertando contra o corte de empréstimos à vontade aos fazendeiros.

As autoridades também reiteraram a necessidade de apoio aos produtores de pequeno e médio porte e instaram o governo local a oferecer um alívio temporário aos produtores quando os estoques de reprodutores caírem muito.

Muitos pequenos agricultores na importante província produtora de suínos de Henan foram atingidos pelas enchentes neste mês.

O governo também precisa fazer um bom trabalho em prevenir e controlar maiores surtos de doenças, acrescentou o gabinete chinês, enquanto fortalece os ajustes de emergência dos estoques de carne de porco. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).