"Fui sabatinado por meses": Edu Lyra conta como recebeu doação de MacKenzie Scott

ONG Gerando Falcões, liderada por Lyra, anunciou ontem que recebeu R$ 27 milhões da bilionária MacKenzie Scott, ex-mulher do fundador da Amazon.

Fabiana Corrêa
Compartilhe esta publicação:

Edu Lyra (de pé ao centro), da Gerando Falcões, foi sabatinado por meses antes de saber quem era o doador misterioso

Acessibilidade


A ONG Gerando Falcões, liderada pelo empreendedor social Edu Lyra, anunciou ontem a doação recebida de MacKenzie Scott, bilionária e ex-mulher do fundador da Amazon, Jeff Bezos, e que vem doando quantias enormes de sua fortuna para causas sociais. Até agora, ela doou R$ 1 bilhão – de sua fortuna de R$ 236 bilhões – para projetos sociais. E não pretende parar por aí.

Os R$ 27 milhões, maior doação já recebida pela GF, serão empregados em ações de combate à pobreza, entre elas o trabalho na Favela dos Sonhos, em Ferraz de Vasconcelos (SP). “Vamos destinar R$ 5 milhões para fazer desse lugar um exemplo de desenvolvimento”, diz Lyra. Entre os objetivos está zerar a fila de espera nas creches, redução drástica do desemprego e melhorias na educação. 

Lyra conta que foi sondado, há alguns meses, por uma consultoria especializada em filantropia. “Fui sabatinado por meses, me pediram dados, números. Mas não sabia quem era o investidor e nem o valor”, conta. Foi só no final do processo, há cerca de duas semanas, que recebeu a informação completa, com o nome de MacKenzie no topo e a quantia que seria destinada às obras da Gerando Falcões.

Fundo para 3.700 favelas

Uma terceira parte do dinheiro será destinada a criar um fundo para investir nas 670 Ongs que fazem parte do guarda-chuva criado pela GF e que representam 3.700 favelas no país. “Serão R$ 5 milhões para incentivar a criação de tecnologias sociais pelos próprios moradores”, diz Lyra. Os investimentos da sua Ong são auditados pela consultoria KPMG e têm um modelo de estratégia desenhado em conjunto com a Accenture, empresa que vem apoiando as captações feitas por Edu Lyra. O empreendedor esteve na lista Forbes Under 30 em 2014.

Em 2021, a GF fez dois eventos para levantar fundos, um deles em Miami, que teve Guilherme Benchimol, fundador da XP, como um dos anfitriões, e outro em Nova York, em que Jorge Paulo Lemann ajudou a passar o chapéu a favor da erradicação da pobreza. O bilionário fundador da Ambev é apoiador de longa data da GF. “Precisamos deixar claro que a pobreza é uma ameaça à estabilidade global”, diz Lyra.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Na próxima semana, Lyra fará dois eventos, um em Londres e outro em Lisboa, com a participação de empresários brasileiros dispostos a assinar o cheque em mais uma rodada para captação de fundos para o combate à miséria e transformação social. Entre os convidados estão Otto Baumgart e Luciana Rique, ambos do ramo de shopping centers. 

Compartilhe esta publicação: