6 marcas de uísque japonês para manter no radar

DivulgaçãoKanosuke/ForbesUSA
Destilarias de bebidas tradicionais japonesas estão expandindo seus negócios para englobar a produção de uísque

Resumo:

  • O Japão viu um boom recente de destilarias de uísque;
  • O investimento de algumas empresas é tão alto que novas instalações estão sendo construídas exclusivamente para comportar a produção e estocagem;
  • Uma parte das equipes no comando de novas marcas da bebida é composta de jovens com grande potencial e paixão pelo que fazem;
  • O mercado em expansão pode ser uma armadilha para novos aventureiros, mas uma grande oportunidade para quem já está produzindo.

No mundo do uísque japonês, a impressão é que novos planos de destilarias são anunciados todos os meses. Produtores de saquê e shochu com problemas financeiros estão buscando entrar no crescente mercado, e grandes corporações estão construindo novas estruturas de ponta na esperança de que a categoria continue a crescer. Com tantas destilarias, a competição parece ser o principal obstáculo da indústria da bebida no Japão. Apesar disso, algumas marcas novas chegaram no momento certo. A combinação de uma boa história, propagandas atrativas e métodos de produção cuidadosamente pensados permitiu aos produtores construir uma base sólida de fãs de suas bebidas que esperam ansiosamente as novidades.

LEIA MAIS: Anitta vira head de inovação de marca de bebida

Veja a seguir lista de seis produtores japoneses de uísque que você precisa conhecer:

Kanosuke

Komasa Jyozo, produtora de shōchū em Kagoshima por décadas, é o nome da empresa que controla a destilaria Kanosuke. Os traços e as histórias da empresa são conhecidos por todo o país: a família criou o primeiro shochu envelhecido em barril do Japão.

A nova destilaria simplista opera desde 2018 e está localizada perto do oceano, com um lindo bar de madeira encarando a praia de Fukiagehama. Com alambiques de de formatos variados, a equipe quer criar uma variedade ampla de sabores. A maturação em barris de sherry, bourbon e shochu também é feita com a intenção de expandir as notas do uísque da Kanosuke no futuro.

Prove o New Born 2018 para experimentar o progresso da destilaria até agora.

Sakurao

Com fábrica em Hiroshima, a Chugoku Jozo produz saquê desde 1918. Nos últimos anos, a empresa criou uma linha internacional de uísque chamada Togouchi. Procurando demonstrar transparência, a companhia começou a produzir seu próprio single malte na destilaria Sakurao.

Apesar de a destilaria estar no meio da produção do primeiro single malte de Hiroshima, os produtos ainda não estão prontos. Apesar disso, a empresa conseguiu grande sucesso com seus lançamentos de gim artesanal. Esse tipo de bebida utiliza muitos ingredientes locais de Hiroshima, incluindo conchas de ostra, limões e flores da ilha de Miyajima, um local protegido pela Unesco.

A maioria dos novos produtores de uísque pelo Japão lançam novos tipos e marcas da bebida envelhecidas por menos de um ano para manter o fluxo de dinheiro e os fãs satisfeitos. Apesar disso, o presidente e CEO Koichiro Shirai garante que quer lançar o primeiro uísque do lugar apenas quando ele estiver maduro o suficiente para oferecer profundidade e sabor.

LEIA TAMBÉM: 4 dicas para quando houver bebida alcoólica no ambiente de trabalho

Experimente o Sakurao Original ou os gins de edições limitadas.

Nagahama

Criada em 2016, a Nagahama é a menor produtora artesanal de uísque do país, operando em um espaço de 26,5 metros quadrados. Primariamente, uma produtora de cerveja artesanal, a destilaria Nagahama produz uísque em pequena quantidade e, até agora, tem lançado diversas garrafas de novidades defumadas e não defumadas, assim como lançamentos pouco envelhecidos.

Experimente o novo blended, Amahagan (Nagahama ao contrário) com uísque importado e de Nagahama.

Nukada

É provável que você já tenha ouvido falar da cerveja japonesa Hitachino Nest, famosa pelo logo de coruja. Mas além da cerveja e saquê, desde 2016, a empresa tem produzido uísque em sua destilaria em Nukada. Chefiada pelo distiller meio japonês e meio escocês (uma grande combinação para um produtor de uísque) Sam Yoneda, a equipe tem trabalhado duro.

Em abril de 2019, para a surpresa de todos, a destilaria lançou seu primeiro produto: highball (drinque à base de uísque e carbonatado) enlatado. Bastante otimista com o futuro do uísque japonês, a empresa vai começar a operar em um segundo local, a destilaria de Yasato, em breve.

Experimente o Hitachino Highball para um olhar novo no progresso da Nukada.

Asaka

Distribuída em muitos lugares do mundo, as variedades de blended uísque da Yamazakura recebem críticas, no melhor dos casos. Em 2016, a empresa dona da destilaria, Sasanokawa, decidiu mudar a cara da marca e construir uma nova destilaria, chamada Asaka.

Ela é chefiada por uma equipe jovem e apaixonada, e uma das opiniões mais comuns na indústria é que mesmo as bebidas jovens da marca têm muito potencial. Em 2017, a série New Born de barris individuais foi lançada, com uísques envelhecidos de três a dez meses em diversos barris. Hoje, a destilaria já tem mais de três anos de idade, e rumores indicam que o lançamento de sua primeira linha de single maltes está para ser lançada.

Experimente a New Born Mizunara para provar o potencial da Asaka.

Akkeshi

Quando a Akkeshi abriu, em 2016, era a segunda destilaria de uísque em Hokkaido, depois da Yoichi, endereço famoso da Nikka. Infelizmente, a fábrica está longe da cidade central de Sapporo e não é simples de ser acessada. É ainda mais difícil conseguir uma visita, mas isso não tira o mérito da Akkeshi ter realizado um ótimo trabalho em juntar seguidores apaixonados por todo o país. Comumente descrita como a Islay do Japão, o local se especializa em uísque altamente turfado usando matéria-prima de áreas ao redor.

E TAMBÉM: Salted Beer é a nova tendência dos coquetéis

Até hoje, a Akkeshi lançou diversas garrafas de sua série New Born Foundation, uma variedade de bebidas turfadas e não-turfados envelhecidas entre oito e 23 meses. A terceira edição foi lançada em março de 2019 e envelhecida em carvalho mizunara de Hokkaido, um tipo que está cada vez mais difícil de achar. As ideias da Akkeshi são interessantes, mas o preço de lançamento é um pouco alto demais para uma bebida tão jovem. Espera-se que isso seja equilibrado conforme a marca se desenvolve.

Experimente o Akkeshi New Born Foundations 3 para sentir o gosto do famoso carvalho mizunara de Hokkaido.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).