Como fazer uma road trip inesquecível pela costa central da Califórnia

ReproduçãoForbesgettyimages-Ian.Cuiyi
Brilhantes mares de cor safira, colinas verde-esmeralda e rochas gigantescas são algumas das protagonistas desse lado da costa

Resumo:

  • A viagem de carro pela costa central da Califórnia é realizada por meio de um trecho de estrada de duas pistas da rodovia Highway 1;
  • O caminho é pouco povoado e com vista para os brilhantes mares de cor safira, colinas verde-esmeralda e rochas imponentes;
  • Ao longo deste passeio panorâmico, as três principais cidades, Monterey, Carmel-by-the-Sea e Big Sur, são imperdíveis, cada uma com suas peculiaridades encantadoras. 

Dirigindo pela rodovia  Highway 1, pouco povoada, entre Monterey e Big Sur, você descobrirá outro lado da Califórnia. Esse trecho de estrada de duas pistas é uma joia escondida com vista para os brilhantes mares de cor safira, colinas verde-esmeralda e rochas tão grandes que você ficará cego pela luz do sol se olhar diretamente para elas.

Nas duas extremidades deste passeio panorâmico, você encontrará destinos adoráveis. As três principais cidades (Monterey, Carmel-by-the-Sea e Big Sur) que compõem a costa central são um pedaço do paraíso, que é melhor explorar do assento do motorista.

VEJA MAIS: Os 25 melhores lugares para viver após a aposentadoria

Portanto, pegue um carro alugado, abra as janelas e siga a viagem do Forbes Travel Guide por essa parte encantadora dos Estados Unidos.

  • Chegada

    Embora você provavelmente tenha um voo de conexão, chegar ao singular Aeroporto Regional de Monterey (o estabelecimento possui apenas cinco portões) não é difícil e encontrar o balcão de aluguel de carros é ainda mais fácil – quase todas as grandes empresas estão representadas na faixa do corredor entre a central de segurança e a saída.

    Depois de pegar seu automóvel (opte por um conversível, se possível), dirija menos de 10 minutos a leste até a antiga vila de pescadores de Monterey -é possível reconhecer o lugar como o cenário do drama da HBO “Big Little Lies”. Admire a arquitetura colonial espanhola enquanto passeia pela Alvarado Street até uma das principais atrações da cidade: Old Fisherman’s Wharf.

    O calçadão é cafona da maneira certa, com lojas de suvenires, barracas de frutos do mar e a brisa do oceano o recebem com uma atmosfera festiva. Os vendedores se localizam do lado de fora de cada um dos inúmeros restaurantes, acenando para você experimentar o prato local, que é o “clam chowder”, uma sopa cremosa de mariscos. Experimente também o pão de fermentação natural de São Francisco.

    Após um almoço saboroso, aventure-se na cidade em direção a sua outra atração de destaque, Cannery Row. Assim nomeado para um romance de John Steinbeck que narra a indústria de conservas de sardinha em Monterey, essa tragédia histórica está em meio a um renascimento. Antigos espaços industriais estão sendo reformados em modernos restaurantes, cervejarias e galerias. Enquanto estiver aqui, visite o Monterey Bay Aquarium (a floresta de algas de três andares e as galerias de milhões de litros de mar aberto são exposições imperdíveis).

  • Pegue a estrada

    Após a sua aventura em Monterey, é hora de atravessar a estrada. Pegue a Highway 1 e continue para o sul em direção a Big Sur a fim de observar vistas deslumbrantes em quase todos os cantos. Não se surpreenda se você vir vários Ford Mustangs. A descida de São Francisco no veículo icônico é um item da lista de experiências essenciais dos Estados Unidos para muitos turistas internacionais.

    Ao longo do caminho, certifique-se de parar o carro e tirar algumas fotos da costa dramática ou apenas apreciar as vistas espetaculares, há muitos acostamentos estrategicamente posicionados ao longo do caminho que permitem que você estacione com segurança. Para uma imagem marcante da Big Sur, pare um pouco antes da Bixby Creek Bridge, uma passagem elegantemente arqueada de 80 metros de altura que é frequentemente apontada como uma das pontes mais fotografadas do estado.

    Se atravessar uma ponte como essa não for aventureiro o suficiente, pare em uma das reservas naturais da região (a Point Lobos State Natural Reserve e o Garrapata State Park são destaques) para uma caminhada ou uma oportunidade rápida de fotografar.

  • Conecte-se com a natureza em Big Sur

    Há uma atmosfera do noroeste do Pacífico no enclave remoto da Big Sur. Este é um dos poucos lugares em que você encontrará a árvore mais alta do mundo: a sequoia. Veja essas gigantes deslumbrantes com todo o seu esplendor ao visitar o Ventana Big Sur. O refúgio oferece caminhadas matinais guiadas por uma encantadora floresta de sequoias.

    Todavia, os passeios matinais diários não são a única maneira de se comunicar com a natureza neste resort de 64,7 hectares. O estabelecimento luxuoso, no estilo de acampamento, abriga um onsen japonês (piscina aquecida) sob as estrelas, uma banheira de hidromassagem com borda infinita de frente para a montanha, um terraço com vista para o mar no restaurante The Sur House e até um espaço de glamping (tenda luxuosa). Instale-se em uma das 59 acomodações inspiradas em chalés. Você estará longe de desconforto, com uma banheira de imersão, um minibar artesanal e uma lareira a lenha para uma boa noite de descanso.

    Na manhã seguinte, estique-se com uma aula de ioga (ou tente o tai chi às sextas-feiras) antes de explorar mais os arredores impressionantes. Caso esteja ambicioso, opte por outra caminhada em um dos parques estaduais próximos.

    Quando sentir fome, ande por cerca de 10 minutos pela estrada rumo a um almoço no Nepenthe. Este restaurante em Big Sur, com 70 anos de idade, é essencial por uma razão: as vistas do Pacífico observadas do terraço são de tirar o fôlego. Pegue um assento de frente para o mar (você pode até avistar baleias durante a temporada de migração no inverno) e peça uma salada fresca ou o Ambrosia Burger enquanto aproveita o sol.

  • Siga rumo a Carmel

    Após um almoço descontraído, volte para o carro e se prepare para outra tarde cênica na direção. Antes de sair da Big Sur, pare a fim de comer um doce no hotel Big Sur River Inn, onde uma colorida van de sorvete está sempre preparada para servir uma bola cremosa.

    Continue o caminho por cerca de 45 minutos ao norte pela Highway 1 até chegar ao peculiar Carmel-by-the-Sea. Você também pode desligar o GPS ao entrar neste bairro charmoso, uma vez que a cidade de 2,797 km² não tem números de rua.

    Visite o Tradewinds Carmel, para fazer o check-in e estacionar o carro durante o restante da sua estadia. A pousada de 60 anos, de inspiração asiática, é um pequeno espaço zen, com detalhes de bambu, um pátio pitoresco com uma estátua de Buda em uma fonte e duas esculturas de leões chineses, que guardam a área da recepção. Lareiras que ganham vida com o toque de um botão e banheiras no estilo jacuzzi o ajudam a se aquecer durante as noites frias de Carmel.

    Por mais tentador que seja ficar no quarto, você não vai querer perder nenhuma das butiques, galerias e cafés que compõem essa parada digna de cartão postal. Entre na Carmel Valley Coffee Roasting Company para uma refeição antes de passear pela cidade.

    É fácil perder a noção do tempo ao andar pelos encantadores arredores de Carmel-by-the-Sea, mas não se atrase para a sua reserva de jantar no restaurante 5 estrelas Aubergine at L’Auberge Carmel, também recomendado pelo Forbes Travel Guide. Uma noite neste espaço de inspiração europeia é algo que você nunca esquecerá, pois são apresentados pratos perfeitamente preparados com frutos do mar do Pacífico e produtos locais, consumidos e retirados com a eficiência e o tempo de um musical da Broadway.

    Os destaques do banquete de oito pratos incluem três “presentes do mar” (aperitivos amuse-bouche) para começar sua refeição e um ribeye de dar água na boca finalizado na mesa pelo chef executivo Justin Cogley (ou um dos outros talentosos) com um bastante purê de raiz de aipo. Antes de sair do restaurante, você recebe um presente de despedida: um pedaço de pão de nozes em miniatura.

  • Um dia a pé

    Depois de uma noite de sono após seu fabuloso banquete da noite anterior, você provavelmente sentirá a necessidade de fazer algum exercício. Coloque um tênis e desça a Ocean Avenue até Carmel Beach para uma caminhada adorável ao longo da costa. Chegue cedo para aproveitar o local vazio, pois a praia pet-friendly é popular nas brincadeiras com animais ao final da manhã.

    Para explorar mais a deslumbrante costa de Carmel, você precisará de um pouco de impulso. Para isso, vá a Mad Dogs & Englishmen, uma loja de bicicletas de propriedade local, especializada em bicicletas elétricas de estilo vintage. Esses passeios facilitam muito a caminhada pelas ruas notoriamente montanhosas do centro da Califórnia, e tornam muito mais acessíveis rotas mais longas, como a 17-Mile Drive, para Pebble Beach. Enquanto permanece sobre duas rodas, não deixe de pedalar pelo Mission Ranch, um rancho e hotel do século 19 resgatado de demolições e restaurado pelo ex-prefeito de Carmel, Clint Eastwood.

    Depois de aumentar o apetite, é hora do brunch. A melhor opção pode ser Stationaery, um restaurante de 34 lugares com um menu sazonal e aberto durante todo o ano. Esse endereço de gerência familiar é especializado em café (o coproprietário Anthony Carnazzo tem experiência no ramo de grãos), mas os chilaquiles (tortilhas levemente fritas em camadas com salsa, ovo, chouriço e abacate) são o alimento imperdível. O restaurante recebeu tantas reclamações quando o prato saiu do menu, que se tornou uma opção permanente.

    Após comer, passe no hotel e se arrume para mais uma tarde de passeios. Carmel abriga 20 salas de degustação de vinhos e quase 100 galerias de arte, de modo a facilitar a permanência por mais um ou dois dias. Entre goles, não tenha medo de passear pelas 41 passagens e pátios que apimentam o charmoso centro da cidade – nunca se sabe que tipo de butiques exclusivas você encontrará.

    Para sua última noite na cidade, confira um dos mais novos restaurantes, Seventh & Dolores. Esta churrascaria contemporânea possui uma mistura de clássicos com um toque moderno: anéis de cebola recebem um twist de “todos” os temperos; a couve-flor é passada no curry; e um hambúrguer básico recebe um upgrade com filé mignon dry-aged, tutano e cebola assada com conhaque.

    Termine sua refeição com a opção divertida 7D Cigar, uma tuile (biscoito finíssimo francês) de chocolate em forma de tubo, cheio de ganache picante e apresentada em uma caixa de charutos de madeira. Certamente, esta é uma maneira extravagante de concluir sua deliciosa viagem pela Costa Central.

Chegada

Embora você provavelmente tenha um voo de conexão, chegar ao singular Aeroporto Regional de Monterey (o estabelecimento possui apenas cinco portões) não é difícil e encontrar o balcão de aluguel de carros é ainda mais fácil – quase todas as grandes empresas estão representadas na faixa do corredor entre a central de segurança e a saída.

Depois de pegar seu automóvel (opte por um conversível, se possível), dirija menos de 10 minutos a leste até a antiga vila de pescadores de Monterey -é possível reconhecer o lugar como o cenário do drama da HBO “Big Little Lies”. Admire a arquitetura colonial espanhola enquanto passeia pela Alvarado Street até uma das principais atrações da cidade: Old Fisherman’s Wharf.

O calçadão é cafona da maneira certa, com lojas de suvenires, barracas de frutos do mar e a brisa do oceano o recebem com uma atmosfera festiva. Os vendedores se localizam do lado de fora de cada um dos inúmeros restaurantes, acenando para você experimentar o prato local, que é o “clam chowder”, uma sopa cremosa de mariscos. Experimente também o pão de fermentação natural de São Francisco.

Após um almoço saboroso, aventure-se na cidade em direção a sua outra atração de destaque, Cannery Row. Assim nomeado para um romance de John Steinbeck que narra a indústria de conservas de sardinha em Monterey, essa tragédia histórica está em meio a um renascimento. Antigos espaços industriais estão sendo reformados em modernos restaurantes, cervejarias e galerias. Enquanto estiver aqui, visite o Monterey Bay Aquarium (a floresta de algas de três andares e as galerias de milhões de litros de mar aberto são exposições imperdíveis).

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).