Marcus Buaiz volta às origens com investimento em gim capixaba Dry Cat

Divulgação
Divulgação

Empresário Marcus Buaiz está investindo na marca capixaba de gim Dry Cat

Nove anos depois de deixar seus empreendimentos da noite, o empresário Marcus Buaiz, 41 anos, resolveu investir em uma das bebidas cujo hype ele viu nascer: o gim. “Vivi o boom do uísque, o da vodca e, no fim, o do gim. Sempre olhei como oportunidade de negócios”, conta ele, que deixou as boates (chegou a ter 13 casas noturnas) na época do nascimento do filho.

Inspirando-se em histórias de artistas que investiram em marcas de bebidas –como George Clooney, que criou a tequila Casamigos e depois vendeu a marca para a Diageo por US$ 1 bilhão–, ele viu no gim capixaba (como ele) Dry Cat a brecha perfeita para dar seu passo nessa direção. “Queria um investimento embasado em qualidade. A Dry Cat é premiada e começou a dominar o mercado do Espírito Santo. Isso chamou a minha atenção.” A entrada do fundador da rede Hortifruti, Gilberto Lopes, no negócio deu a ele mais confiança.

LEIA MAIS: Como Carlos Pazetto levou a Chocolate Q para São Paulo

O Dry Cat foi criado há três anos em Vitória, capital do Espírito Santo, pelos amigos Luiz Flávio Zanon Breda e Ari Oliveira. Hoje, eles têm uma destilaria urbana na cidade e quatro rótulos da bebida, incluindo a novidade Pink Gin Dry Cat, feito com hibisco e cereja, que surfa na moda do líquido colorido. A marca também está fazendo testes para lançar um negroni engarrafado.

Como estratégia de negócios, Buaiz aposta agora na expansão para outros estados e na reformulação da destilaria: com investimento de R$ 5 milhões, o local quer se tornar um destino turístico, com loja, bar e tour de visitação. “O primeiro marco já foi alcançado: o domínio do estado. Para se ter ideia, tivemos falta de produto no fim do ano. Temos duas missões em 2021: expandir e entrar no segmento que não conseguimos ainda”, diz ele, referindo-se às casas noturnas, impedidas de funcionar desde o começo da pandemia.

Divulgação/Ari de Oliveira

Novidade da Dry Cat, o Pink Gin é feito com hibisco e cereja

Ele acredita que a localização da produção deve ajudar. “O Espírito Santo tem uma vantagem logística, unindo Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais e São Paulo”, pontua. “Além disso, a vantagem do Dry Cat é que ele não dependeu das casas noturnas. A bebida passou a ser preferida no supermercado.” Esse “trabalho inverso”, que acabou fazendo a marca passar praticamente incólume pela crise de Covid-19, deve continuar fazendo diferença. Para dar cabo das ideias de expansão, a ideia é aumentar a produção de 60 mil para 360 mil garrafas ao ano. “É o aumento da capacidade sem perder a qualidade”, conta Buaiz.

Ele, que se diz bebedor de gim, mas prefere a bebida pura (a dica é o Nut Gin Dry Cat, mais amadeirado, apenas com gelo) ou gim tônica, contou que a marca foi o mote perfeito para fazer uma espécie de volta às origens. “Sou apaixonado pelo Espírito Santo e acho que pode ser grande protagonista, por conta da logística, além de ser lindo e pouco explorado. Sempre amei, mas me afastei para criar minha independência. Foi a pandemia que acabou me aproximando.” Ele comenta que, com as regras de distanciamento social, passou mais tempo no estado de origem e que participa mensalmente das reuniões de conselho do Grupo Buaiz, da sua família. “Foi acaso e oportunidade. Voltar [completamente] não dá, mas o amor está lá”, finaliza.

***

Eataly apresenta programação com foco em destinos italianos

Divulgação

Até 7 de março, o Eataly promove o evento “Un Giorno in Italia”, que visa promover a gastronomia local de uma série de destinos famosos italianos: Milão, Roma, Florença e Nápoles, com duas semanas de evento para cada uma. Entre uma série de atrações, o centro gastronômico terá menus exclusivos e kits especiais para preparar pratos em casa. A primeira parada, Milão, terá foco em risotos, com um restaurante pop-up que servirá cinco variedades, incluindo o Risotto Milanese (foto).

***

Foodtech Raizs expande atuação para litoral e interior de SP

Responsável por cerca de um terço do mercado de alimentos orgânicos na capital paulista, a startup Raízs, como parte de seu plano de expansão de 2021, começa a atender também cidade do litoral e do interior. “Acreditamos que a busca por uma boa alimentação, seja um caminho sem volta em um pós-pandemia. A projeção é que as mudanças de hábitos que ganharam espaço perdurem e que cada vez mais se tenha consciência do alimento que está sendo ingerido e nós queremos fazer parte disso, ampliando o acesso a esse alimento. Começamos a expansão em cidades estratégicas no interior e litoral paulista, a partir de uma demanda grande dessas regiões e até o final do próximo ano queremos expandir para outros locais do Brasil”, explica Tomás Abrahão, fundador da Raízs. O próximo passo é partir para fora do estado.

***

Morre fundador da vinícola Dal Pizzol

Divulgação

Antônio Dal Pizzol morreu no último dia 9 de janeiro, aos 71 anos. A causa da morte não foi informada. Entusiasta dos vinhos brasileiros, ele fundou a Vinícola Monte Lemos –a reconhecida Dal Pizzol Vinhos Finos, em 1974, no interior de Bento Gonçalves (RS). “Perdemos todos nós, pois não teremos mais sua presença carismática, cheia de paixão pelo vinho e pela vida. Daqui para frente nossos brindes não serão mais os mesmos, mas não deixaremos de brindar. Aliás, agora, mais do que nunca, vamos nos esforçar ainda mais para que o seu exemplo não se apague e permaneça vivo em cada brinde, como gostava de viver”, diz a nota enviada pela assessoria de imprensa.

***

Museu Paulista da USP dá curso gratuito sobre história da alimentação

Ministrado pela pós-doutoranda no Museu Republicano “Convenção de Itu”, extensão do Museu Paulista da USP, a Profa. Dra. Eliane Morelli Abrahão, o curso “A alimentação e seus múltiplos significados: dos artefatos aos menus” tem como base cardápios reunidos pelo presidente Washington Luís (1869-1957) e é centrado no período republicado da segunda metade dos anos 1920. As aulas são online, gratuitas e acontecem de 25 a 29 de janeiro. Inscrições podem ser feitas pelo site https://www.uspdigital.usp.br/apolo, selecionando a unidade Museu Paulista (São Paulo).

***

Wines4U inicia série de masterclasses

A importadora de vinhos já tem as três primeiras edições de uma série de masterclasses online agendadas para o início do ano. No dia 28, os vinhos da África do Sul são o tema da aula que abordará história, geografia, uvas e produtores. Em 18 de fevereiro, o foco é Norte da Espanha e, em 4 de março, os young guns da Austrália. O valor das aulas é de R$ 50 com valor revertido em desconto no e-commerce da marca.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).