Sacola de brindes do Oscar 2021 vale US$ 205 mil e tem mimos que vão de bebida com ouro a retiro em spa

Presentes oferecidos aos 25 principais indicados ao prêmio mais cobiçado de Hollywood somam US$ 5,1 milhões.

Dawn Chmielewski
Compartilhe esta publicação:
Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Todos os anos, a Distinctive Assets presenteia os indicados a melhor ator, atriz e diretor

Acessibilidade


A pandemia acabou com várias tradições de Hollywood no ano passado, mas a sacola recheada de brindes da temporada do Oscar não foi uma delas.

Todos os anos, a Distinctive Assets, empresa de marketing de placemente de produtos e celebridades, prepara uma sacola de presentes que os 25 indicados aos prêmios de melhor ator, atriz e diretor levam para casa, independentemente de ganharem ou não.

LEIA MAIS: Os atores indicados ao Oscar 2021 mais bem pagos

Neste ano, cada uma das sacolas está avaliada em cerca de US$ 205 mil, o que totaliza US$ 5,1 milhões em presentes. A quantia perde em US$ 1 milhão para o valor da bilheteria de um dos filmes preferidos da noite, “Nomadland”, que narra a vida de uma mulher que perdeu tudo durante a Grande Recessão.

O valor teve uma redução de US$ 20 mil em relação ao ano passado. É a primeira queda desde 2016, quando o orçamento foi cortado pela metade após uma disputa legal entre a Distinctive Assets e a Academia. 

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Realizando seu 93º Oscar, a instituição reclamou da natureza “nada saudável” de alguns dos presentes, além da impressão negativa em torno deles. Em 2021, os “mimos” refletem alguns eventos que impactaram a cerimônia, como o assassinato de George Floyd e o surto de Covid-19.

“Queríamos que as sacolas parecessem ter um propósito maior do que apenas ‘Aqui está uma sacola cheia de coisas grátis’”, disse o fundador da Distinctive Assets, Lash Fary, cuja empresa de marketing se esforça para deixar claro que a Academia não tem associação com os brindes. “Dessa maneira, todas as sacolas deste ano são feitas com itens de empresas de propriedade de mulheres, negros, pessoas portadoras de deficiências ou outra causa de impacto social”, disse. 

As marcas absorvem o custo de todos os presentes, que vão desde biscoitos com cobertura de chocolate e wafers de nozes, até serviços pessoais caros, como um pacote de treinamento físico com o personal de celebridades Alexis Seletzky, uma lipoaspiração com o cirurgião plástico Thomas Su e um projeto de reforma na casa. O custo para ser incluído na sacola chamada “Everyone Wins” (“Todos ganham”, em tradução livre) começa em US$ 4.000 e aumenta para US$ 25.000 no caso de “patrocinadores”. Muito dinheiro? Sim, mas muito menos do que os US$ 2 milhões que as marcas pagam por um anúncio de 30 segundos durante a premiação desta noite.

Além disso, as empresas colhem os frutos de seus gastos com marketing por meio de menções de celebridades em talk shows ou redes sociais. Em 2019, por exemplo, a indicada a melhor atriz coadjuvante Melissa McCarthy exibiu na televisão um quadro de Reian Williams que estava entre os presentes da bolsa. Já Amy Adams foi fotografada usando uma camiseta com os dizeres “Strong is the New Skinny” (“Forte é o novo magro”, em tradução livre), item que também era um dos presentes do ano. Quem ganha os mimos também paga impostos sobre os itens da sacolinha.

A sacola de brindes de 2021 é visivelmente mais leve quando se trata de itens de viagem, dado às políticas de isolamento durante a pandemia global. Vários dos presentes, entretanto, promovem a saúde e o bem-estar, com máscaras, injeções de vitaminas que reforçam a imunidade – e dão fim na ressaca -, antioxidantes e suplementos para a saúde dos seios. Outros presentes curiosos são o disco de acupuntura sonora do Instituto Taiyi, que usa ondas em vez de agulhas para promover a cura, além das velas de óleos essenciais da Soul Shropshire. 

VEJA TAMBÉM: Champanhe oficial do Oscar custa R$ 400 em e-commerce

Isso não quer dizer que não haja itens luxuosos, como uma estadia de quatro noites para um casal no Golden Door, um spa do sul da Califórnia onde a diária sai em torno de US$ 3.000. Aqueles que procuram uma escapadela mais segura do vírus podem se refugiar em uma estadia de três noites no Farol Pater Noster, na ilha de Hamneskär, costa oeste da Suécia, onde um antigo farol foi convertido em um hotel boutique de nove quartos. “Não dá para ficar muito mais isolado do que isso”, disse Fary.

Nos últimos anos, a bolsa de mimos do Oscar também ganhou as manchetes do mundo por incluir itens relacionados maconha – e este ano não será exceção. A sacola incluirá vapers de ouro 24 quilates da Hollowtips e cápsulas para dormir que misturam CBD com melatonina, além de uma pomada de cânhamo da Fifth Element para recuperação dos músculos no pós-treino. 

Os artistas que preferirem podem relaxar com uma boa bebida, escolhendo entre a tequila Antigua Cruz Anejo Cristalino, um reserva especial de tequila de agave puro feita em pequenos lotes; o Weed Straight Bourbon Whiskey e duas garrafas especiais de Trust Me Vodka que levam flocos de ouro 23 quilates comestível. Apelando para algo mais personalizado, outro presente disponível é um comprador pessoal de tênis chamado Kicksnation, que entregará três pares de sapatos selecionados para cada um com base nas respostas a um questionário de estilo. Outros itens aconchegantes incluem um moletom Happiest Tee e meias da London Sock Company.

Já entre os brindes mais ecléticos estão um martelo de emergência para salvar cães presos em carros, o jogo “Poetry for Neanderthals” (“Poesia para Neandertais”, em tradução livre), um Tractive, que é um localizador GPS e rastreador de atividades para animais de estimação, e o Muse S, um ​​rastreador de sono. Além disso, a sacola tem um NFT (token não fungível), a moda da atualidade. A AdVenture Media e a Taillard Capital ofereceram uma chave digital que autentica uma peça de arte a ser leiloada, revertendo os lucros para uma instituição de caridade à escolha do candidato. Os fundos arrecadados com o leilão de um NFT em homenagem a Chadwick Boseman, ator que morreu em agosto, aos 43 anos, beneficiarão fundações que lutam contra câncer de cólon. Boseman está indicado postumamente ao prêmio de melhor ator.

Com a pandemia, as sacolas gigantes chegarão às casas dos indicados – ou quartos de hotel –  via Postmates. “Acontece que você pode ter qualquer coisa entregue com eles”, brincou Fary. 

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: