10 melhores tequilas do mundo segundo especialistas brasileiros

Divulgação
Divulgação

Foi na cidade de Tequila, nos planaltos do estado de Jalisco, no México, que a tequila surgiu

Um dos destilados mais famosos do mundo, a tequila tem o seu nome intimamente ligado à sua origem. Foi na cidade de Tequila, nos planaltos do estado de Jalisco, no México, que a bebida nasceu. Em tempos ancestrais, povos náuatles já exploravam as riquezas de uma planta nativa da região, a agave-azul, sem saber que esse se tornaria o ingrediente principal de um destilado muito apreciado por especialistas e amantes da coquetelaria.

Assim como o champanhe, que carrega seu nome por ser produzido na região francesa de Champagne, a tequila, para ser rotulada como tal, depende de uma típica origem mexicana. Isso acontece porque o solo vulcânico, as grandes altitudes e o clima árido da região de Jalisco são muito propícios para o crescimento da agave-azul. Com a ausência dessas condições geográficas, a matéria-prima da bebida perde saudabilidade e qualidade, fazendo com que o próprio governo mexicano não permita que a produção se dê muito longe de Jalisco. Em 2006, a própria Unesco declarou a cidade de Tequila, onde grande parte das destilarias estão localizadas, como um Patrimônio Mundial.

LEIA TAMBÉM: Em busca da pizza perfeita: especialistas dão 5 dicas para virar expert no assunto

“É um produto que tem DOC (denominação de origem controlada), podendo ser produzido somente em Jalisco ou em regiões limitadas de Guanajuato, Michoacán, Nayarit e Tamaulipas”, explica Ana Paula Ulrich, bartender do Palácio Tangará. “Além disso, para um produto ser considerado tequila, deve conter pelo menos 51% de agave-azul em sua composição.” De certa forma, é essa porcentagem que define a qualidade do destilado. Quanto maior a proporção de agave, melhor e mais cara é a bebida.

Por isso, existem duas classificações para a tequila: as 100% agave-azul, produtos de qualidade superior, e as tequilas mistas, com até 49% de concentração advinda de outras matérias-primas. Além disso, como Ana explica bem, o destilado também se divide em quatro categorias de acordo com o seu envelhecimento: blanco ou silver, quando é armazenado por, no máximo, dois meses; reposado, envelhecido em períodos de dois meses a um ano; añejo, envelhecido por até três anos; e extra añejo, que pode ser armazenado por mais de três anos.

“O envelhecimento resulta em produtos com características diferentes. Não é que um seja melhor do que o outro, são apenas produtos distintos”, explica Ana. “O que impacta mesmo na qualidade do envelhecimento é a matéria-prima e a barrica utilizada.” Uma bebida com 100% de agave-azul e armazenamento em barrica de carvalho francês, por exemplo, tem forte potencial para entrar nas listas de melhores opções do mercado.

Neste Dia da Tequila, a Forbes conversou com seis especialistas em coquetelaria e mixologia e elaborou uma lista com as melhores indicações fornecidas por eles. Além de Ana Paula Ulrich, fizeram parte da consulta Márcio Silva, bartender paulistano e apresentador do programa “Bar Aberto”, da Band; Jean Ponce, do Guarita Bar; Gabriel Santana, do Santana Bar; Marcelo Sant’Iago, publisher do “Difford’s Guide”; e Isadora Bello Fornari, consultora de bebidas. O ranking foi elaborado de acordo com o maior número de indicações. Veja, na galeria a seguir, quais são elas:

  • Patrón (seis votos)

    Citada por todos os especialistas, a tequila da Patrón Spirits Company é uma das melhores ofertas do mercado – com opções de envelhecimento para todos os gostos, de blanco a añejo. O Patrón Añejo, por exemplo, é feito com agave 100% e é cuidadosamente destilado em pequenos lotes na Hacienda Patrón en Jalisco, México. Em seguida, é envelhecido em uma combinação de barricas de carvalho francês, carvalho húngaro e de uísque americano. Um exemplar de 750 ml com 40% de teor alcoólico custa, em média, R$ 559. “Na minha visita à destilaria no México, pude perceber a preocupação da marca em incentivar os produtores locais e as medidas de proteção ao ecossistema local”, diz Ana.

    Divulgação
  • Don Julio (quatro votos)

    Também muito elogiada pelos especialistas, a Don Julio Añejo é envelhecida por 18 meses em pequenos barris de carvalho branco até chegar às prateleiras do mundo inteiro. Com 40% de teor alcoólico, possui um aroma cítrico com notas de especiarias e essências de mel silvestre. “Além de super suave, a garrafa é linda e chama a atenção em qualquer bar. Perfeita para degustar”, diz Marcelo Sant’Iago, publisher do “Difford’s Guide”. Uma garrafa de 750 ml da marca custa cerca de R$ 339.

    Divulgação
  • Altos Tequila (três votos)

    Criada em 2010, a marca nasceu com o objetivo de ser premium, 100% agave-azul. Produzida no coração de Los Altos, em Jalisco, é considerada excelente para coquetéis por conta da suavidade e da versatilidade que o seu sabor proporciona. “Uma curiosidade dessa marca é que ela foi criada por bartenders. Sua percepção de entrada é de uma tequila leve”, explica Ana. Uma garrafa de 750 ml da Altos Tequila Reposado custa, em média, R$ 255.

    Divulgação
  • Herradura Selección Suprema (dois votos)

    “É envelhecida em barris de carvalho ex-bourbon. Quase chorei quando tomei a última gota da garrafa”, recorda Sant’Iago sobre sua experiência com a Herradura Selección Suprema. A oferta premium da marca possui um envelhecimento extra, de 49 meses, que propicia uma cor âmbar escura extremamente rica com especiarias e notas florais. Excepcionalmente suave, tem um gosto final duradouro e sutilmente doce. Uma garrafa de 750 ml com 40% de teor alcoólico custa cerca de US$ 4 mil (cerca de R$ 20 mil).

    Divulgação
  • 1800 Reposado (dois votos)

    Como diz o nome, a 1800 Reposado é envelhecida em barris de carvalho americano e francês por períodos de, no máximo, um ano. Seu excepcional sabor amadeirado e levemente doce, com notas de baunilha e laranja, proporciona uma experiência única em degustações do destilado em sua forma pura – embora também seja uma boa opção para coquetéis. Uma garrafa de 750 ml custa na faixa de R$ 229.

    Divulgação
  • Tequila Espolòn (dois votos)

    A tequila da Espolòn é fabricada em uma das mais renomadas destilarias do México, a San Nicolas. O seu principal diferencial – além da qualidade por ser produzida com 100% de agave-azul – é a apresentação para o consumidor final. Sua garrafa tem um formato arredondado e os rótulos são inspirados em obras de artistas mexicanos do século 19. Os desenhos representam momentos importantes da história do país, como a independência no rótulo da Espolòn Blanco. Já o Espolòn Reposado, muito indicado pelos especialistas, homenageia a fundação da Cidade do México e possui notas de frutas tropicais, baunilha, especiarias e um final picante com toque de caramelo. Sua garrafa de 750 ml custa cerca de R$ 219,90.

    Divulgação
  • Casamigos Blanco (dois votos)

    Famosa marca fundada por George Clooney, a tequila Casamigos foi vendida por US$ 1 bilhão para a Diageo e explica o seu alto valor pela qualidade que entrega ao mercado. Armazenada por dois meses, a versão Casamigos Blanco é fresca e limpa com notas de citrinos, baunilha e agave doce. Segundo os especialistas, é ótima para shots e degustações puras. Uma garrafa de 750 ml custa, em média, R$ 400.

    Divulgação
  • DeLeón (um voto)

    Produzida 100% de agave-azul das terras de Los Altos, no estado mexicano de Jalisco, esta tequila é feita da torrefação lenta em fornos tradicionais de tijolo e barro combinada com a fermentação lenta. Com destilação cuidadosa, tem aromas cítricos super interessantes, segundo Isadora Bello Fornari. A coleção da marca tem três versões: blanco, reposado e añejo, todos com 40% de teor alcoólico. Uma garrafa de 750 ml, ainda não disponível no Brasil, pode custar até US$ 57 (quase R$ 300) no exterior. Em 2012, foi lançada a edição especial ultra luxuosa Leona, cujo processo de produção envolve mais de um ano de descanso em barris franceses Sauternes – e que pode ser encontrada, hoje, por até US$ 980 (cerca de R$ 5 mil).

    Divulgação
  • Cazadores Añejo Cristalino (um voto)

    Também produzida com 100% de agave-azul, essa tequila leva tempo para ficar pronta: primeiro, a planta precisa ter maturidade mínima de seis anos para garantir o alto teor de açúcar. Após um processo de dupla fermentação de sete dias e duas rodadas de destilação, a bebida ainda é envelhecida por dois anos em barris de carvalho americano virgem e filtrada em carvão ativado, para mais suavidade. Com 40% de álcool, uma garrafa de 750 ml pode ser encontrada no Brasil por, em média, R$ 400.

    Divulgação
  • Casa Dragones Joven (um voto)

    A Casa Dragones Joven harmoniza dois tipos de tequila: uma 100% agave-azul que foi armazenada por apenas dois meses e outra com envelhecimento extra. Esse elegante blend de tequilas resulta em um sabor complexo e suave, que é complementado por notas de baunilha e alguns tons condimentados, além de equilibrado com delicadas notas de pera. Não disponível no Brasil, uma garrafa de 750 ml custa, em média, US$ 299 (um pouco mais de R$ 1.500) no mercado internacional.

    Divulgação

Patrón (seis votos)

Citada por todos os especialistas, a tequila da Patrón Spirits Company é uma das melhores ofertas do mercado – com opções de envelhecimento para todos os gostos, de blanco a añejo. O Patrón Añejo, por exemplo, é feito com agave 100% e é cuidadosamente destilado em pequenos lotes na Hacienda Patrón en Jalisco, México. Em seguida, é envelhecido em uma combinação de barricas de carvalho francês, carvalho húngaro e de uísque americano. Um exemplar de 750 ml com 40% de teor alcoólico custa, em média, R$ 559. “Na minha visita à destilaria no México, pude perceber a preocupação da marca em incentivar os produtores locais e as medidas de proteção ao ecossistema local”, diz Ana.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).