Anvisa aprova trâmite para uso emergencial de vacinas contra Covid-19

Justin Tallis/Reuters
Justin Tallis/Reuters

Novo rito segue o modelo de autorizações adotadas em outros países e vale apenas para o período de pandemia

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou hoje (10), por unanimidade, a criação de um trâmite para concessão de autorização temporária de uso emergencial em caráter experimental de vacinas contra a Covid-19 durante a epidemia.

O novo rito estabelecido pela Anvisa segue o modelo de autorizações emergenciais adotadas em outros países, como Reino Unido, Estados Unidos e Canadá, e vale apenas para o período de pandemia e até a vacina receber o registro definitivo.

LEIA MAIS: Ministério da Saúde confirma 1º caso de reinfecção por Covid-19 no país

De acordo com as regras aprovadas pela agência, o pedido deve ser apresentado pelo próprio laboratório e aprovado pela diretoria colegiada da Anvisa. Apesar do rito sumário, o medicamento deverá cumprir requisitos mínimos de segurança, qualidade e eficácia da agência e precisarão ter a aplicação no país monitorada pelos laboratórios.

Em seu relatório, a diretora Alessandra Bastos afirmou que é pertinente e talvez imprescindível a previsão de autorizações emergenciais, já que, em meio à pandemia, “os benefícios conhecidos podem ser maiores que os riscos”.

“A resolução resolve sim, ainda que parcialmente o problema do acesso”, disse.

Entre os pontos previstos na resolução da Anvisa está, também, que as vacinas aprovadas nesse sistema devem ser usadas por programas públicos de vacinação sob a coordenação do Ministério da Saúde, impedindo a exploração comercial.

LEIA TAMBÉM: Governo pretende vacinar toda população contra Covid em 2021, diz Pazuello

A resolução prevê, ainda, que a autorização emergencial pode ser suspensa, modificada ou cancelada.

A empresa também precisa se comprometer a concluir o processo de desenvolvimento da vacina e seguir com o processo de registro definitivo. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).