Anvisa inicia inspeção em fábricas russas da Sputnik V na segunda-feira

Anton Vaganov/Reuters
Anton Vaganov/Reuters

Os inspetores irão vistoriar duas fábricas que produzem o imunizante, uma da empresa Generium, na cidade de Vladimir, e outra da UfaVita, em Ufa

Uma equipe com cinco inspetores da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) viajou hoje (16) para a Rússia a fim de iniciar já na próxima segunda-feira a inspeção das fábricas onde é produzida a vacina Sputnik V, que age contra a Covid-19.

A viagem foi acertada na semana passada, depois de um telefonema entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente russo, Vladimir Putin, onde foi acertado as dificuldades que a Anvisa vem enfrentando para ter acesso a dados necessários para autorização de uso emergencial.

LEIA MAIS: Anvisa recebe complementação de pedido de autorização para a Sputnik V

Em nota, a Anvisa explica que os inspetores irão vistoriar duas fábricas que produzem o imunizante, uma da empresa Generium, na cidade de Vladimir, e outra da UfaVita, em Ufa.

A expectativa do governo brasileiro é que a viagem sirva para a Anvisa, além de certificar as fábricas, também tenha acesso a documentos necessários para a autorização de uso emergencial, como dados da pesquisa clínica em fase 3 e de acompanhamento de eventos adversos depois da aplicação da vacina.

O Ministério da Saúde já assinou contrato para compra de 10 milhões de doses da Sputnik V, mas a vacina não pode ser importada sem a autorização da agência. Da mesma forma, diversos governos estaduais acertaram com a empresa União Química, que irá produzir a Sputnik V no Brasil, a compra do imunizante, e os governadores pressionam pela liberação para poderem ter acesso ao medicamento. (Com Reuters)

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).