10 sinais de que está na hora de trocar de terapeuta

Falta de afinidade, dependência ou desconforto são alguns dos obstáculos que impedem o total aproveitamento de um processo terapêutico

Jessica Booth
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

O processo terapêutico também tem muito a ver com o match entre o paciente e o terapeuta – e, às vezes, é preciso trocar de profissional

Acessibilidade


Encontrar um ótimo terapeuta nem sempre é tão simples quanto marcar uma consulta com o primeiro profissional que você encontra online ou por recomendação de um amigo ou familiar. Para aproveitar ao máximo os benefícios da terapia, é essencial ter alguém com quem você se conecte e se sinta à vontade para conversar.

E mesmo depois de achar um psicólogo que parece se encaixar muito bem e fazer algumas sessões, você pode sentir que algo não está funcionando. Talvez não esteja vendo nenhum resultado em sua vida pessoal ou se sinta desconfortável em conversar com ele sobre certos assuntos. Seja qual for o caso, não há nada de errado em trocar de terapeuta para encontrar alguém que melhor atenda às suas necessidades.

Razões para mudar de terapeuta

Há muitas razões para desejar substituir seu terapeuta. “Alguém pode querer trocar quando a terapia está sendo ineficaz por razões irreconciliáveis”, explica Kamran Eshtehardi, Ph.D, psicólogo clínico em Pasadena, Califórnia. Algumas dessas razões podem incluir uma incompatibilidade de personalidade, falta de treinamento na área em que você precisa de ajuda ou o estilo terapêutico, acrescenta o profissional.

Leia mais: Como cuidar da saúde mental no trabalho em 2022

Às vezes, você pode sentir vontade de trocar de terapeuta, mas não consegue articular exatamente o porquê – e tudo bem. No final, você não precisa se explicar quando se trata de querer continuar o processo terapêutico com alguém novo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Se você está considerando ou não, aqui estão alguns sinais de que pode ser hora de procurar um novo terapeuta.

1. Você não está vendo melhorias

Uma das razões mais óbvias para fazer a troca é se você não notar nenhuma melhora, mesmo após vários meses ou mesmo anos de terapia. “É importante ter uma ideia clara do que você considera ser melhoria”, diz o Dr. Eshtehardi. Segundo ele, é preciso sempre estabelecer um plano de tratamento com seu terapeuta e definir metas que possam perseguir juntos.

Se você fez isso e sente que não atingiu nenhum de seus objetivos, tente discutir isso com ele. Dê mais algum tempo, mas se ainda não notar nenhum progresso, então não é uma boa opção. “Apenas tente ter expectativas razoáveis ​​para o tempo que pode levar para ver melhorias na terapia, dependendo de seus objetivos”, acrescenta.

2. Terapia parece muito impessoal

Embora conversar com um psicólogo não seja exatamente como conversar com um amigo, deve parecer pessoal em algum nível. Se as interações parecerem frias e estranhas, isso é um sinal de que algo não está funcionando. “Alguns terapeutas adotam uma abordagem de lousa em branco, que pode parecer impessoal, enquanto outros podem ser mais apresentáveis ​​e podem até se expor às vezes”, diz o Dr. Eshtehardi. “Uma abordagem não é necessariamente melhor que a outra, é apenas sobre a combinação de personalidade entre o paciente e o profissional.”

3. É difícil para você ser honesto com seu terapeuta

Ser aberto e honesto com seu terapeuta é uma parte essencial para fazer a terapia funcionar. “Seu relacionamento é a base do trabalho”, diz Lauren Donelson, uma terapeuta familiar e matrimonial licenciada em Seattle. “Se você não está se sentindo seguro para se abrir ou se não confia nele, considere mudar.”

4. Ele não tem a experiência que você procura

Quando você está procurando tratamento para um problema mais especializado, como um distúrbio alimentar, é importante encontrar um terapeuta que seja bem versado nesse tipo de trabalho – caso contrário, a terapia simplesmente não funcionará.

Leia mais: Bem-estar emocional no trabalho gera aumento de performance

Embora a maioria dos psicólogos possa ajudar com ansiedade e depressão, nem todos se concentram em questões mais especializadas, de acordo com o Dr. Eshtehardi. Esses tipos de desafios de saúde mental “exigem alguém com treinamento e experiência mais direcionados”, explica ele. Mesmo que você tenha tido uma ótima experiência com eles até agora, se tiver novos problemas nos quais eles não têm treinamento, talvez seja hora de mudar para outra pessoa.

5. Ele está agindo de forma inadequada

Nunca é aceitável que um terapeuta se aproveite de sua posição para agir de forma inadequada. “Não é incomum que os clientes comecem a desenvolver sentimentos românticos por seu terapeuta”, diz o Dr. Eshtehardi. “A discussão terapêutica desses sentimentos às vezes pode levar ao crescimento e ao insight para o paciente, mas isso é o máximo. Nunca é apropriado que os terapeutas ajam com base em sentimentos românticos ou sexuais com eles”. Ele enfatiza que se você sentir que está sendo pressionado, manipulado ou explorado de alguma forma, romântica ou sexualmente, é preciso encontrar outra pessoa.

6. Seu terapeuta ocupa mais espaço do que você

Os psicólogos têm que andar na linha tênue entre dar conselhos e ajudá-lo a descobrir como lidar com uma situação. Alguns conselhos são bons, mas Donelson diz que se eles estão apenas os dando em vez de ajudá-lo a resolver uma questão, isso é um problema. Também pode ser frustrante se eles estiverem sempre falando sobre si mesmos durante o pouco tempo que você tem em uma sessão. “A auto-revelação do terapeuta pode ser benéfica e pode fortalecer o relacionamento”, diz ela. “Mas se ele fala muito sobre seus próprios problemas, provavelmente é hora de seguir em frente.”

7. Você tem dificuldade em falar com ele

Conversar com seu terapeuta deve ser confortável e fácil, e se isso não acontecer, é a indicação que há um problema. “É normal ocasionalmente não saber sobre o que você quer falar”, diz Donelson. “Mas se este for um problema consistente, pode ser que seu terapeuta não seja o ideal para você.”

8. Você sente que ele não está realmente te ouvindo

Mesmo que se sinta à vontade para conversar com ele sobre qualquer coisa, você precisa sentir que ele está ouvindo e absorvendo o que está dizendo. “Sentir-se ouvido e compreendido é a base da boa terapia”, diz o Dr. Eshtehardi, acrescentando que se você sentir que seu terapeuta não está realmente ouvindo você, você deve tentar esclarecer o que quer dizer. “Mas se o esclarecimento e a correção não forem bem recebidos ou não parecerem ter impacto, pode fazer sentido encontrar um novo profissional.”

Leia mais: Praticar o simples é cuidar da nossa saúde mental

9. Você é muito dependente do seu terapeuta

Há uma diferença entre contar com a ajuda do seu terapeuta e sentir que não pode funcionar sem ele. Você nunca quer estar em um relacionamento que te faça sentir muito dependente dele. “A terapia eficaz deve capacitar os pacientes a eventualmente atender às suas próprias necessidades”, diz o Dr. Eshtehardi. Se a dependência nos relacionamentos é um padrão em sua vida, então é algo a ser explorado na terapia. Mas, ele diz, se você tem uma sensação incômoda de que seu terapeuta está permitindo a dependência ao manter limites fracos ou te mimando, isso é inaceitável.

10. Você sente que não sabe mais por que está indo

“As metas podem mudar e evoluir com o tempo, mas você deve sempre ter uma noção do motivo pelo qual está investindo em terapia”, diz Donelson. Se você entrar em cada sessão pensando: “Por que estou fazendo isso?”, então pode ser um sinal de que não está recebendo o tratamento de que precisa ou simplesmente não está se conectando com seu terapeuta.

Benefícios da troca de terapeutas

Ficar com um terapeuta que não está lhe dando a ajuda que você precisa é um desperdício de tempo e dinheiro. Mudar para um novo, com quem você trabalha melhor, não é apenas um melhor uso do seu dia e do seu salário, mas também é um melhor uso dos recursos dele.

O maior benefício, porém, é que a terapia se tornará mais eficaz quando você mudar para alguém com quem convive melhor. “Mudar para um profissional que seja mais adequado para você pode fazer com que a terapia pareça mais envolvente e, como resultado, o tratamento seja mais eficaz”, diz o Dr. Eshtehardi. Você pode se surpreender com o quanto ela é mais útil quando se está trabalhando com alguém com quem você se conecta melhor.

Isso também ocorre porque um novo psicólogo pode fornecer uma nova perspectiva sobre seus problemas, principalmente se eles se especializarem em um tipo diferente de terapia. “Uma modalidade diferente pode ser mais útil para suas preocupações específicas”, diz Donelson.

Como posso mudar de terapeuta?

Romper com seu terapeuta pode parecer tão difícil quanto terminar um relacionamento com qualquer outra pessoa em sua vida. Você pode ficar tentado a simplesmente cancelar agendamentos futuros e sumir sem explicação, mas tanto o Dr. Eshtehardi quanto Donelson sugerem que você converse honestamente com seu terapeuta.

Leia mais: Como se recuperar de um burnout

“Um terapeuta habilidoso daria muito apoio e seria compreensivo”, diz Donelson. “Eles podem até dar referências para alguém que se encaixe melhor.”

Se você acha que quer mudar, mas não tem certeza, Dr. Eshtehardi diz que definitivamente é algo a ser discutido. “Você pode começar com uma conversa sobre como a terapia está indo para você. Idealmente, seu terapeuta será receptivo e o ajudará a explorar sua experiência terapêutica até o momento e a discutir suas opções no futuro. Mas se eles forem defensivos ou reagirem mal, isso definitivamente apoia a ideia de trocar de profissional.”

Se você se sentir inseguro com seu terapeuta, Donelson sugere enviar um e-mail em vez de discutir pessoalmente.

Trabalhar com um terapeuta com o qual você se sinta confortável e seja eficaz para ajudá-lo a alcançar seus objetivos pessoais é vital para colher todos os benefícios que a terapia tem a oferecer. Encontrar o ajuste perfeito às vezes leva tempo, mas você deve se sentir capacitado para encontrar o psicólogo certo para você e suas necessidades.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: