As equipes esportivas mais valiosas do mundo 2021

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Jerry Jones, o dono do time de futebol americano Dallas Cowboys, a equipe esportiva mais valiosa do mundo

O ano passado não foi bom para esportes de elite: temporadas reduzidas, torneios cancelados  e tudo, desde a MLB (Major League Baseball, Liga de Beisebol) ao futebol global, disputado em locais vazios.

Um Super Bowl aclamado como “único para a era” teve a audiência de TV mais baixa desde 2007. Dois meses depois, o torneio “March Madness” da “NCAA” (National Collegiate Athletic Association, Associação Atlética Universitária Nacional, da sigla em inglês)  voltou, mas sem seus quatro times mais poderosos – e quatro de seus maiores empates – suas próprias classificações comemoradas por evitar o declínio acentuado de outros eventos.

LEIA MAIS: Os 20 times de futebol mais valiosos do mundo em 2021

Então, com as notícias das enormes dificuldades financeiras do Barcelona ainda frescas, o time de futebol mais valioso do mundo e 11 outros clubes europeus surpreenderam o mundo dos esportes ao anunciar uma Superliga separatista que visava obter mais receita, ideia que fracassou em poucos dias e sucumbiu ao ridículo global. Agora, enquanto a indústria luta para se recuperar das paralisações pandêmicas de 2020, fala-se que a Olimpíada de Tóquio corre o risco de ser cancelada, um ano depois de ter sido adiada.

Nenhum desses eventos, nem a própria pandemia, prejudicaram muito os proprietários das principais franquias esportivas.

O valor médio das 50 equipes esportivas mais valiosas aumentou 9,9% em relação ao ano passado, para US$ 3,4 bilhões, um aumento de 55% em relação há cinco anos. O Dallas Cowboys mais uma vez reivindicou o primeiro lugar com uma avaliação de US$ 5,7 bilhões, seguido pelo New York Yankees, com US$ 5,25 bilhões.

O New York Knicks da NBA (National Basketball Association, Liga de Basquete) completa o pódio na terceira posição, com US$ 5 bilhões. Os clubes de futebol europeus Barcelona e Real Madrid, cada um com uma avaliação um pouco acima de US$ 4,7 bilhões, deixaram o Los Angeles Lakers e o Golden State Warriors da NBA fora dos cinco primeiros colocados.

Não são apenas as partidas jogadas que estão trazendo esses retornos. Os proprietários bilionários, que pagam somas cada vez maiores por seus troféus, provaram que são adeptos a encontrar novas maneiras para extrair valor da atividade.

Veja o caso do proprietário do Cowboys, Jerry Jones (patrimônio líquido: US$ 8,8 bilhões). Ele comprou a franquia em 1989 por US$ 150 milhões e, desde então, adicionou uma série de amenidades de alto custo, incluindo um estádio moderno repleto de camarotes de luxo, uma nova sede corporativa e instalações de prática chamada The Star, um negócio de merchandising e acordo de licenciamento com a NFL (National Football League, Liga de futebol americano) e uma participação acionária na empresa de gerenciamento de estádios Legends, bem como investimentos em esportes eletrônicos e uma plataforma construída para apoiar os esportes juvenis. A equipe gerou lucros operacionais de US$ 425 milhões sobre receita de US$ 980 milhões na temporada de 2019, resultados recorde para a franquia.

LEIA MAIS: Conheça 40 novos bilionários que entraram no ranking graças ao combate da Covid-19

Esses números parecem ainda melhores para a família Steinbrenner, que comprou o New York Yankees da MLB por US$ 8,8 milhões em 1973 e, desde então, acrescentou o Yankee Global Enterprises (que possui 20% do New York City FC da Major League Soccer, Liga de Futebol), que se tornou a maior detentora do YES (a rede regional de esportes mais assistida do país) e pegou um pedaço do Legends.

Os 50 times da lista deste ano vêm de quatro esportes: futebol americano (26), basquete (9), futebol (9) e beisebol (6), todos impulsionados por acordos de direitos de transmissão cada vez maiores, o maior fator para aterrissar no top 50. A “Premier League” (Campeonato Inglês) lidera o mundo do futebol com um acordo de direitos de transmissão doméstico no valor de US$ 2,18 bilhões anuais e é a liga de futebol mais bem representada no ranking, com cinco times.

A NFL recentemente licenciou uma década de direitos de TV por US$ 10,3 bilhões ao ano a partir de 2023, um aumento de 80% em relação ao acordo atual. A MLB receberá uma média de US$ 1,84 bilhão por ano de seus negócios com a mídia nacional no início da próxima temporada, um aumento de 19%, enquanto a NBA receberá uma média de US$ 2,6 bilhões por ano até 2024-25 em seu acordo atual.

A NHL (National Hockey League, Liga de Hóquei), por sua vez, fechou acordos com a mídia que pagarão a ela apenas US$ 625 milhões por ano, começando com a temporada de 2021-22 e não tem times entre os 50 primeiros. Todas as ligas norte-americanas compartilham essa receita igualmente entre suas franquias.

Esse tipo de segurança econômica estava no cerne dos planos para a Superliga, que tinha os proprietários eliminando a tradição do futebol de fazer os clubes competirem a cada temporada pela classificação para a liga, algo que as ligas americanas não fazem. Com essa garantia – e os espólios de mídia que dela decorreria – os 12 clubes fundadores da Superliga teriam juntos aumentado o valor em US$ 12,7 bilhões, de acordo com a análise da Forbes, e o Barcelona teria tirado os Cowboys da posição número 1 pela primeira vez em seis anos.

LEIA MAIS: Os 10 músicos mais bem pagos dos últimos 10 anos

Ainda assim, o belo jogo está se mantendo. Três clubes de futebol estão entre os seis times que mais dobraram de valor nos últimos cinco anos: Paris Saint-Germain (207%), Liverpool (165%) e Manchester City (108%). Os outros três – Los Angeles Rams (176%), Golden State Warriors (147%) e Las Vegas Raiders (117%) – devem essa apreciação aos novos estádios. A maior mudança de valor em um ano entre as franquias dos EUA – a Forbes não avaliava clubes de futebol em 2020 – foi compartilhada pelo New York Jets, Philadelphia Eagles e Seattle Seahawks, todos subindo 11% em relação ao ranking do ano passado.

Veja, na galeria de fotos abaixo, as 50 equipes esportivas mais valiosas de 2021:

  • 1. Dallas Cowboys (NFL)

    Valor: US$ 5,7 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 43%
    Proprietário:Jerry Jones
    Ano de compra: 1989
    Preço pago: US$ 150 milhões

    Reprodução/Forbes
  • 2. New York Yankees (MLB)

    Valor: US$ 5,25 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 54%
    Proprietário: família Steinbrenner
    Ano de compra: 1973
    Preço pago: US$ 8,8 milhões

    Divulgação
  • 3. Knicks de Nova York (NBA)

    Valor: US$ 5 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 67%
    Proprietário: Madison Square Garden Sports
    Ano de compra:1997
    Preço pago: US$ 300 milhões

    Divulgação
  • 4. Barcelona (futebol)

    Valor: US$ 4,76 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 34%
    Proprietário: sócios do clube
    Ano de aquisição: não aplicável
    Preço pago: não aplicável

    Divulgação
  • 5. Real Madrid (futebol)

    Valor: US$ 4,75 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 30%
    Proprietário: sócios do clube
    Ano de aquisição: não aplicável
    Preço pago: não aplicável

    Divulgação
  • 6. Golden State Warriors (NBA)

    Valor: US$ 4,7 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 147%
    Proprietário: Joe Lacob, Peter Gruber
    Ano de compra: 2010
    Preço pago: US$ 450 milhões

    Divulgação
  • 7. Los Angeles Lakers (NBA)

    Valor: US$ 4,6 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos:70%
    Proprietário:/ Jerry Buss Family Trusts, Philip Anschutz
    Ano de compra: 1979, 1998
    Preço pago: US$ 20 milhões e US$ 268 milhões

    Divulgação
  • 8. New England Patriots (NFL)

    Valor: US$ 4,4 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 38%
    Proprietário: Robert Kraft
    Ano de compra: 1994
    Preço pago: US$ 172 milhões

    Divulgação
  • 9. New York Giants (NFL)
    Valor: US$ 4,3 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 54%
    Proprietário: John Mara, Steven Tisch
    Ano de compra: 1925, 1991
    Preço pago: US$ 500, US$ 150 milhões

    Divulgação
  • 10. Bayern de Munique (futebol)

    Valor: US$ 4,21 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 57%
    Proprietário: sócios do clube
    Ano de aquisição: não aplicável
    Preço pago: não aplicável

    Divulgação
  • 11. Manchester United (futebol)

    Valor: US$ 4,2 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 27%
    Proprietário: família Glazer
    Ano de compra: 2005
    Preço pago: US$ 1,4 bilhão

    Divulgação
  • 12. Liverpool (futebol)

    Valor: US$ 4,1 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 165%
    Proprietário: John Henry, Tom Werner
    Ano de compra: 2010
    Preço pago: US$ 476 milhões

    Divulgação
  • 13. Los Angeles Rams (NFL) (empate)

    Valor: US$ 4 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 176%
    Proprietário: Stanley Kroenke
    Ano de compra: 2010
    Preço pago: US$ 750 milhões

    Divulgação
  • 13. Manchester City (futebol) (empate)

    Valor: US$ 4 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 108%
    Proprietário: Sheikh Mansour bin Zayed Al Nahyan
    Ano de aquisição: 2008
    Preço pago: US$ 385 milhões

    Divulgação
  • 15. San Francisco 49ers (NFL)
    Valor: US$ 3,8 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 41%
    Proprietário: Denise DeBartolo York, John York
    Ano de compra:1977
    Preço pago: US$ 13 milhões

    Divulgação
  • 16. Los Angeles Dodgers (MLB)

    Valor: US$ 3,57 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 43%
    Proprietário: Guggenheim Baseball Management
    Ano de compra: 2012
    Preço pago: US$ 2 bilhões

    Reprodução/Forbes
  • 17. New York Jets (NFL)

    Valor: US$ 3,55 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 37%
    Proprietário: família Johnson
    Ano de compra:2000
    Preço pago: US$ 635 milhões

    Divulgação
  • 18. Chicago Bears (NFL)

    Valor: US$ 3,53 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 44%
    Proprietário: família McCaskey
    Ano de compra: 1920
    Preço pago: US$ 100

    Divulgação
  • 19. Washington Football Team (NFL)

    Valor: US$ 3,5 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 23%
    Proprietário: /Daniel Snyder
    Ano de compra: 1999
    Preço pago: US$ 750 milhões

    Divulgação
  • 20. Boston Red Sox (MLB)

    Valor: US$ 3,47 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 51%
    Proprietário: John Henry, Tom Werner
    Ano de compra: 2002
    Preço pago: US$ 380 milhões

    Divulgação
  • 21. Philadelphia Eagles (NFL)

    Valor: US$ 3,4 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos:42%
    Proprietário: Jeffrey Lurie
    Ano de compra: 1994
    Preço pago: US$ 185 milhões

    Divulgação
  • 22. Chicago Cubs (MLB)

    Valor: US$ 3,36 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 53%
    Proprietário: família Ricketts
    Ano de compra: 2009
    Preço pago: US$ 700 milhões

    Divulgação
  • 23. Houston Texans (NFL) (empate)

    Valor: US$ 3,3 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 32%
    Proprietária: Janice McNair
    Ano de compra: 1999
    Preço pago: US$ 700 milhões

    Divulgação
  • 23. Chicago Bulls (NBA) (empate)

    Valor: US$ 3,3 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 43%
    Proprietário: Jerry Reinsdorf
    Ano de compra: 1985
    Preço pago: US$ 16,2 milhões

    Divulgação
  • 25. Denver Broncos (NFL) (empate)

    Valor: US$ 3,2 bilhões
    Mudança de cinco anos no valor: 65%
    Proprietário: Pat Bowlen Trust
    Ano de compra: 1984
    Preço pago: US$ 78 milhões

    Dustin Bradford/Getty Images
  • 25. Boston Celtics (NBA) (empate)

    Valor: US$ 3,2 bilhões
    Mudança de cinco anos no valor: 52%
    Proprietário: Wycliffe Grousbeck, Irving Grousbeck, Robert Epstein, Stephen Pagliuca
    Ano de compra: 2002
    Preço pago: US$ 360 milhões

    Divulgação
  • 25. Chelsea (futebol) (empate)

    Valor: US$ 3,2 bilhões
    Mudança de cinco anos no valor: 93%
    Proprietário: Roman Abramovich
    Ano de compra: 2003
    Preço pago: US$ 233 milhões

    Divulgação
  • 28. San Francisco Giants (MLB)

    Valor: US$ 3,18 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos:41%
    Proprietário: Charles Johnson
    Ano de compra: 1993
    Preço pago: US$ 100 milhões

    Divulgação
  • 29. Las Vegas Raiders (NFL)

    Valor: US$ 3,1 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 117%
    Proprietário: Mark Davis
    Ano de compra: 1966
    Preço pago: US$ 180 mil

    Divulgação
  • 30. Seattle Seahawks (NFL)

    Valor: US$ 3,08 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 64%
    Proprietário: Paul G. Allen Trust
    Ano de compra: 1997
    Preço pago: US$ 194 milhões

    Divulgação
  • 31. Green Bay Packers (NFL)

    Valor: US$ 3,05 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 56%
    Proprietário: acionistas
    Ano de compra: 1921
    Preço pago: US$ 100

    Dylan Buell/Getty Images
  • 32. Pittsburgh Steelers (NFL)

    Valor: US$ 3 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos:58%
    Proprietário:Daniel Rooney Trust, Arthur Rooney II
    Ano de compra:1933
    Preço pago: US$ 2.500

    Shelley Lipton/Getty Images
  • 33. Baltimore Ravens (NFL)

    Valor: US$ 2,98 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 54%
    Proprietário: Stephen Bisciotti
    Ano de compra: 2004
    Preço pago: US$ 600 milhões

    Bryan Bennet/Getty Images
  • 34. Minnesota Vikings (NFL)

    Valor: US$ 2,95 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 86%
    Proprietário: Zygmunt Wilf
    Ano de compra: 2005
    Preço pago: US$ 600 milhões

    ReyDelRio/Getty Images
  • 35. Miami Dolphins (NFL)

    Valor: US$ 2,9 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 57%
    Proprietário: Stephen Ross
    Ano de aquisição: 2008
    Preço pago: US$ 1,1 bilhão

    Timothy T Ludwig/Getty Images
  • 36. Atlanta Falcons (NFL)

    Valor: US$ 2,88 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 72%
    Proprietário: Arthur Blank
    Ano de compra: 2002
    Preço pago: US$ 545 milhões

  • 37. Indianapolis Colts (NFL)

    Valor: US$ 2,85 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 52%
    Proprietário:James Irsay
    Ano de compra: 1972
    Preço pago: US$ 14 milhões

    Bryan Bennett/Getty Images
  • 38. Arsenal (futebol)

    Valor: US$ 2,8 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 39%
    Proprietário: Stanley Kroenke
    Ano de compra: 2011
    Preço pago: US$ 1,1 bilhão

    TF Images/Getty Images
  • 39. Los Angeles Clippers (NBA)

    Valor: US$ 2,75 bilhões
    Mudança de cinco anos no valor: 38%
    Proprietário: Steve Ballmer
    Ano de compra: 2014
    Preço pago: US$ 2 bilhões

    Harry How/Getty Images
  • 40. Brooklyn Nets (NBA)

    Valor: US$ 2,65 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 56%
    Proprietário: Joseph Tsai
    Ano de compra: 2019
    Preço pago: US$ 3,2 bilhões

    Al Bello/Getty Images
  • 41. Los Angeles Chargers (NFL)

    Valor: US$ 2,6 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 70%
    Proprietário: Dean Spanos
    Ano de compra: 1984
    Preço pago: US$ 72 milhões

    Nick Tre Smith/Getty Images
  • 42. Carolina Panthers (NFL)

    Valor: US$ 2,55 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 63%
    Proprietário: David Tepper
    Ano de compra: 2018
    Preço pago: US$ 2,28 bilhões

    Jared C.Tilton/Getty Images
  • 43. Paris Saint-Germain (futebol) (empate)

    Valor: US$ 2,5 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 207%
    Proprietário: Qatar Sports Investments
    Ano de compra: 2011
    Preço pago: US$ 100 milhões

    Offside/Getty Images
  • 43. Kansas City Chiefs (NFL) (empate)

    Valor: US$ 2,5 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 63%
    Proprietário: família Hunt
    Ano de compra: 1960
    Preço pago: US$ 25 mil

    Icon Sportswire/Getty Images
  • 43. Houston Rockets (NBA) (empate)

    Valor: US$ 2,5 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 67%
    Proprietário: Tilman Fertitta
    Ano de compra: 2017
    Preço pago: US$ 3,3 bilhões

    Carmen Mandato/Getty Images
  • 46. New Orleans Saints (NFL)

    Valor: US$ 2,48 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: <strong>63%
    Proprietário: Gayle Benson
    Ano de compra: 1985
    Preço pago: US$ 70,2 milhões

    Chris Graythen/Getty Images
  • 47. Jacksonville Jaguars (NFL) (empate)

    Valor: US$ 2,45 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 66%
    Proprietário:Shahid Khan
    Ano de compra: 2011
    Preço pago: US$ 770 milhões

    Justin Casterline/Getty Images
  • 47. New York Mets (MLB) (empate)

    Valor: US$ 2,45 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 48%
    Proprietário: Steve Cohen
    Ano de compra: 2020
    Preço pago: US$ 2,42 bilhões

    Dilip Vishwanat/Getty Images
  • 47. Dallas Mavericks (NBA) (empate)

    Valor: US$ 2,45 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 75%
    Proprietário: Mark Cuban
    Ano de compra: 2000
    Preço pago: US$ 280 milhões

    Michael Reaves/Getty Images
  • 50. Cleveland Browns (NFL)

    Valor: US$ 2,35 bilhões
    Mudança de valor em cinco anos: 57%
    Proprietário: Dee e Jimmy Haslam
    Ano de compra: 2012
    Preço pago: US$ 987 milhões

    Jamie Squire/Getty Images

1. Dallas Cowboys (NFL)

Valor: US$ 5,7 bilhões
Mudança de valor em cinco anos: 43%
Proprietário:Jerry Jones
Ano de compra: 1989
Preço pago: US$ 150 milhões

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).