Os 10 músicos mais bem pagos dos últimos 10 anos

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Entre 2011 e 2020, Taylor Swift apareceu em todas as listas e fez sucesso com álbuns como “Fearless”, “Reputation”, “Lover” e “Folklore”

A indústria musical movimenta bilhões de dólares todos os anos. Segundo dados da empresa alemã Statista, só em 2020 – ano de pandemia e de distanciamento social – o setor movimentou cerca de US$ 59,4 bilhões. A pesquisa, que reúne dados da PwC, Ovum e “IQ Magazine”, mostra que a indústria vem crescendo desde 2012. As projeções indicam que, em 2023, ela será responsável por US$ 65,1 bilhões em nível global.

Anualmente, a Forbes publica uma lista com os músicos (incluindo bandas e cantores solo) mais bem pagos do ano, suas respectivas fortunas e uma curta retrospectiva sobre suas carreiras. Entre 2011 e 2020, 77 nomes apareceram nos rankings, alguns mais recorrentes do que outros.

VEJA TAMBÉM: Como o investimento de Jay-Z em uma fintech pode inspirar a inovação na indústria musical

Ao longo dos últimos dez anos, Elton John, Jay-Z, Paul McCartney e Taylor Swift apareceram em todas as listas. Outros dois importantes artistas – U2 e Katy Perry – ocuparam o ranking em cinco e nove edições, respectivamente, apesar da diferença geracional.

2020 foi um dos anos que mais sofreu variação, com uma nova geração de cantores conquistando o público e quebrando recordes. Foi a primeira vez, por exemplo, que Billie Eilish, Shawn Mendes, Jonas Brothers, Post Malone e Marshmello apareceram na lista, que incluiu, ainda, a boyband sucesso dos anos 1990 Backstreet Boys.

Mesmo com um cenário incomum, que impediu a realização de shows e grandes turnês, a indústria musical e suas estrelas não deixaram de faturar. O ano foi repleto de grandes lançamentos, muitos deles figurando nos rankings da “Billboard” e quebrando recordes, como “Future Nostalgia”, de Dua Lipa, “After Hours”, de The Weeknd, e “Folklore” e “Evermore”, de Taylor Swift.

Metodologia

As informações sobre as fortunas dos artistas foram divulgadas pelas Forbes entre 2011 e 2020, com base em dados da Pollstar e Nielsen Music e entrevistas com fontes que fazem parte da indústria. Os valores são referentes aos ganhos antes dos impostos e não há dedução de taxas com agentes, gestores e advogados.

Veja, na galeria de imagens a seguir, os 10 músicos mais bem pagos dos últimos 10 anos:

  • 10. The Eagles

    Valor recebido: US$ 430,5 milhões

    Ao longo de seis aparições nas listas da Forbes, a banda de rock norte-americana fundada em 1971 desbancou, em algumas ocasiões, artistas como Elton John e Bon Jovi. 2014 e 2019 foram os anos mais rentáveis da carreira do grupo musical. Em 2014, a banda embolsou US$ 100 milhões com os bons resultados da turnê “History of the Eagles”, que passou pela América do Norte, Europa e Oceania.

    Getty Images
  • 9. U2

    Valor recebido: US$ 440 milhões

    A banda irlandesa ocupou o topo da lista de 2011 com ganhos estimados em US$ 195 milhões. Parte significativa desse valor veio da turnê internacional “U2 360° Tour”, que arrecadou cerca de US$ 700 milhões e superou “A Bigger Bang Tour”, dos Rolling Stones. Depois de ficar cinco anos sem fazer parte do top 10 – entre 2013 e 2017 –, a banda voltou em 2018 novamente ao topo com ganhos de US$ 118 milhões. O sucesso veio da turnê “The Joshua Tree Tour”, que arrecadou US$ 316 milhões e reuniu cerca de 2,7 milhões de fãs no que, segundo a Forbes, foi a turnê mais lucrativa daquele ano.

    Getty Images
  • 8. Jay-Z

    Valor recebido: US$ 488,5 milhões

    Desde 2011, Jay-Z esteve presente em todas as listas da Forbes, sendo que 2018 foi o mais rentável da última década, com ganhos estimados em US$ 81 milhões. Mesmo sem lançamentos musicais recentes, o cantor norte-americano construiu um império bilionário baseado em diversos empreendimentos e investimentos. Em 2019, ele tornou-se o primeiro bilionário do hip hop. Em março, a Forbes anunciou que o patrimônio do rapper saltou 40%, após a venda de sua participação majoritária na empresa de streaming de música Tidal, em uma operação que rendeu ao artista cerca de US$ 149 milhões. Atualmente, a fortuna de Jay-z é avaliada em US$ 1,4 bilhão.

    Reprodução/Forbes
  • 7. Katy Perry

    Valor recebido: US$ 524 milhões

    Nos últimos 10 anos, Katy Perry só não esteve presente na lista em 2017, dois anos após ocupar a primeira posição do ranking, com ganhos estimados em US$ 135 milhões. Dona de hits como “Dark Horse” e “Roar”, a norte-americana lançou, em agosto do ano passado, o seu sexto álbum de estúdio, “Smile”. Katy é atualmente uma das juradas do “American Idol”, ao lado de Lionel Richie e Luke Bryan – este último fez parte da lista entre 2015 e 2018.

    Reprodução/Forbes
  • 6. Paul McCartney

    Valor recebido: US$ 536,5 milhões

    Embora Paul McCartney não tenha ocupado a primeira posição de nenhuma lista dos últimos dez anos, é um dos artistas mais recorrentes do ranking, já que entre 2011 e 2020 esteve em todas elas. Nesse período, o ano mais rentável para ex-Beatle foi 2014, com ganhos estimados em US$ 71 milhões. Em 2019, o cantor acumulou US$ 100 milhões em shows solo, mas o coronavírus forçou uma pausa na boa temporada, com o cancelamento da turnê “Freshen Up”, que ainda passaria pela Europa. Em 2018, o artista lançou seu 17º álbum de estúdio, “Egypt Station”, que se tornou seu primeiro trabalho a alcançar as paradas musicais em mais de 36 anos.

    Reprodução/Forbes
  • 5. Beyoncé

    Valor recebido: US$ 543 milhões

    Uma das maiores estrelas do pop começou 2021 quebrando recordes. Em março, Beyoncé levou para casa quatro Grammy e se tornou a artista feminina com o maior número de vitórias na história da premiação. Um dos prêmios foi direcionado ao clipe de “Brown Skin Girl”, que conta com a presença de Blue Ivy, filha da cantora com Jay-Z. Embora Queen B não tenha aparecido na última lista dos músicos mais bem pagos, ela marcou presença em quatro top 10, sendo que 2017 foi o ano mais rentável da carreira dela na última década. Parte dos ganhos vieram da “The Formation World Tour”, que, ao longo de 2016, arrecadou cerca de US$ 250 milhões.

    Reprodução/Forbes
  • 4. Diddy

    Valor recebido: US$ 576 milhões

    Sean Combs, mais conhecido como Diddy, figurou em nove listas da Forbes e, entre 2016 e 2017, pulou da décima colocação (US$ 62 milhões) para o primeiro lugar, com US$ 130 milhões em ganhos. O bom desempenho do artista é atribuído especialmente à “Bad Boy Family Reunion Tour”, ao acordo comercial com a marca de vodka Ciroc e à venda de um terço da marca de roupas Sean John por cerca de US$ 70 milhões.

    Reprodução/Forbes
  • 3. Elton John

    Valor recebido: US$ 645,5 milhões

    2011, 2019 e 2020 foram os anos mais rentáveis para o britânico Elton John, que arrecadou US$ 100 milhões, US$ 84 milhões e US$ 81 milhões, respectivamente. Em quinto lugar na lista de 2019, o músico teve parte dos ganhos advinda da “#EltonFarewellTour”. No mesmo ano, foi lançado nos cinemas “Rocketman”, filme biográfico do artista protagonizado por Taron Egerton, que levou para casa um Globo de Ouro de melhor ator em comédia ou musical por interpretar a lenda da música. A produção ainda rendeu à Elton John um Oscar de melhor canção original com “(I’m Gonna) Love Me Again”, que foi composta para o filme.

    Reprodução/Forbes
  • 2. Taylor Swift

    Valor recebido: US$ 743,5 milhões

    Os últimos dez anos foram de sucesso para a cantora norte-americana Taylor Swift, que deixou de lado o country para se tornar uma das principais artistas pop da atualidade. No período analisado, Taylor figurou em todas as listas da Forbes e ocupou o primeiro lugar em 2016 e 2019, com ganhos estimados em US$ 170 milhões e US$ 185 milhões, respectivamente. Com nove álbuns de estúdio, a cantora, que lançou dois álbuns em 2020 – “Folklore” e “Evermore” –, quebrou recordes na indústria musical e se consagrou como um sucesso global. Segundo dados da “Billboard”, a artista colocou 29 músicas no top 10, sete deles no topo do ranking. No mês passado, Taylor venceu o Grammy de melhor álbum do ano com “Folklore”. Na última semana, a artista lançou a regravação de “Fearless”, álbum originalmente lançado em 2008.

    Reprodução/Forbes
  • 1. Dr. Dre

    Valor recebido: US$ 811 milhões

    O rapper, produtor musical e empresário norte-americano figurou nas listas da Forbes apenas quatro vezes e, mesmo assim, ocupa uma posição confortável no ranking em relação aos outros artistas. 2014 foi o ano mais rentável de sua carreira, quando ganhou cerca de US$ 620 milhões, principalmente após vender sua empresa de headphones Beats para a Apple por US$ 3 bilhões.

    Reprodução/Forbes

10. The Eagles

Valor recebido: US$ 430,5 milhões

Ao longo de seis aparições nas listas da Forbes, a banda de rock norte-americana fundada em 1971 desbancou, em algumas ocasiões, artistas como Elton John e Bon Jovi. 2014 e 2019 foram os anos mais rentáveis da carreira do grupo musical. Em 2014, a banda embolsou US$ 100 milhões com os bons resultados da turnê “History of the Eagles”, que passou pela América do Norte, Europa e Oceania.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).