7 lições inspiradoras de Miley Cyrus para os negócios

Jim Dyson/Contributor
Se redescobrir é um grande processo para a vida. Miley Cyrus vive isso ao máximo

Resumo:

  • Miley Cyrus é um exemplo de cantora que sabe se recriar e não tem medo de mudanças, uma atitude interessante para todas as áreas; 
  • Quebrar barreiras do convencional pode nos beneficiar em nosso trabalho e vida; 
  • O papel da mulher nos negócios também está mudando, e para melhor.

Os profissionais mais cativantes são aqueles que estão em constante mudança, mantendo a nossa atenção voltada para os seus passos. Miley Cyrus, 26 anos, cantora, compositora e atriz que já emplacou três álbuns no topo da Billboard 200 e tem um sétimo previsto para o segundo semestre, “She is Miley Cyrus”, faz parte desse grupo.

Estou surpresa de estar escrevendo sobre Miley Cyrus. Eu, que me lembro de quando Hannah Montana era estrela de uma série infantil. Sua evolução de astro da Disney para cantora solo e ativista é uma trajetória que mostra quão poderosa ela é como mulher de negócios com talento para se recriar. Miley Cyrus foi a primeira mulher a entrar na lista da Billboard com três nomes diferentes.

Seja para nos surpreender, causar admiração ou até nos irritar algumas vezes, quando bem realizadas, inovações nos negócios podem antecipar mudanças e nos guiar para novas formas de ser. Miley Cyrus segue provocativa, de muitas maneiras.

Veja, na galeria de fotos abaixo, algumas lições inspiradoras da cantora Miley Cyrus para quem quer se manter no topo — e ser uma pessoa melhor nos negócios:

  • 1. Esteja disposto a errar e arriscar

    Boa parte das tentativas de negócio dá errado, mas deixar de tentar não é solução: quem conquista o sucesso corre o risco de perdê-lo se não mudar o suficiente para permanecer no topo. Miley Cyrus tem gerido a carreira de modo a sempre se recriar, fazendo com que sua marca pessoal e plataforma cresçam continuamente.

    De princesa da Disney e estrela adolescente à desconstrução e exploração de novas identidades, ela realizou mais transformações do que a maioria dos donos de negócios ousam fazer. É claro que nada é garantido e que experimentar é tomar riscos, e Miley é tão conhecida pelas falhas quanto pelos acertos. Mas não experimentar também é um grande risco.

  • 2. O egoísmo não é necessariamente ruim

    Em uma recente entrevista à revista “Elle”, Miley compartilhou sua visão da palavra “egoísmo”, um termo que ela odeia. “Por que somos ensinados que amor significa colocar você em segundo plano e aqueles que você ama em primeiro lugar? Se você se ama, e aí? Você vem primeiro.” Está tudo bem se colocar em primeiro lugar.

    A um dono de um negócio, o egoísmo serve de dois modos. Primeiro, você tem de focar em você mesmo para continuar no mundo dos negócios. Segundo, você pode se colocar no lugar do seu consumidor e pensar no que você (ele) mais quer e precisa.

  • 3. Não tenha medo de controvérsias

    Comentários de todo tipo e clamores populares são companheiros constantes de Cyrus e de suas decisões — sobretudo na fase em que ela passou de pré-adolescente com imagem cultivada e controlada pela Disney para uma adulta com comportamento sensual e ousado. “Eu não sou um mascote da Disney”, disse ela. “Sou uma pessoa.”

    Seu negócio vai precisar tomar partido de algum assunto, e algumas vezes abandonar conceitos antes adotados ou se afastar de um segmento da população. Está tudo bem — tudo ótimo — ser diferente e controverso.

  • 4. Apoie e torça pelos menos favorecidos

    O pai de Miley Cyrus, Billy Ray Cyrus, fez parte do último reboliço country, em torno de “Old Time Road”, hit que chegou ao topo das listas de mais ouvidas — não sem uma tonelada de histórias e recomeços problemáticos. Lançada em dezembro de 2018, a música alcançou a posição número 19 no Billboard Hot Country Songs antes de a revista a desclassificar como country. Começou aí um intenso debate sobre o que qualifica uma música como country, e também uma grande produção de remixes, incluindo um com a participação de Billy Ray Cyrus. A produção se manteve em primeiro lugar na lista da Billboard por catorze semanas consecutivas, e, parece, vem aí agora um remix com Mariah Carey, também surfando no fenômeno.

    Miley Cyrus falou sobre a carona que o pai pegou em “Old Time Road”. “Ele prefere fazer o que é certo e talvez perder do que ganhar trapaceando. E eu sempre fui assim também. Prefiro falhar do que trapacear”, disse.

  • 5. Ignore o “padrão da indústria” para não repetir o já feito

    Miley Cyrus é conhecida por contestar regras, por ajudar pessoas em situação de rua, apoiar a comunidade LGBTQIA e levantar questões de gênero, mesmo quando as pessoas não entendem isso.

    Ela tem contado a história sobre como, em uma de suas últimas músicas, seus produtores disseram que a canção não daria certo e a alertaram sobre certas letras. A cantora rebateu: “Você não diria nada disso se um homem entrasse aqui e fizesse esse som.” E então eles produziram a música.

    Se não há espaço para a sua música, a sua voz ou a sua mensagem na sua indústria, crie o espaço para ela. Tenha voz, conteste as regras e mude a forma como as coisas são sendo feitas.

  • 6. Faça o melhor com o que você tem

    Cyrus tem uma fundação, a Happy Hippie, voltada a jovens moradores de rua e outras pessoas vulneráveis, e por meio da instituição teve a clareza de que nem todo mundo que é talentoso e empenhado conquista aquilo que merece. “Eu conheci muitas pessoas incríveis pelo Happy Hippie que moram na rua”, disse para a “Elle” ao falar da sua fundação. “Artistas que super talentosos que nunca tiveram uma chance.”

    Um dos jeitos de se dar bem no mundo dos negócios é não perder oportunidades. Não há garantia de que vá funcionar, ou de que seja a hora certa para aquilo. Faça o melhor que você conseguir com o que você tem, e algumas vezes isso vai funcionar, outras não. Tudo bem.

  • 7. O poder da voz feminina nos negócios

    Miley está defendendo a terra e as mulheres mais do que nunca, e sabe que são duas lutas ardentes. “Está se praticando contra a terra o mesmo erro praticado contra as mulheres. Apenas retiramos e retiramos dela e esperamos que, mesmo assim, ela continue produzindo.”

    Miley faz parte de um momento forte do feminismo, e sabe a potência política que isso tem. Ela não vai parar. Em um mundo em que as mulheres tomam a maior parte das decisões familiares e tem um número crescente de interesses em negócios, não podemos continuar tomando decisões baseadas em um único segmento da população.

  • O mundo do trabalho muda com o mundo

    Não deveria nos surpreender o fato de que Miley Cyrus, um dia uma estrela do pop em ascensão, é uma das faces a nos guiar no universo do trabalho. Se mais de nós puderem ter voz como ela de tempos em tempos, eu me pergunto o que faremos depois.

    Se redescobrir — como pessoa, trabalhadora, ou em qualquer relacionamento — é um grande processo para a vida. Cyrus, mais do que nunca, vive isso ao máximo.

1. Esteja disposto a errar e arriscar

Boa parte das tentativas de negócio dá errado, mas deixar de tentar não é solução: quem conquista o sucesso corre o risco de perdê-lo se não mudar o suficiente para permanecer no topo. Miley Cyrus tem gerido a carreira de modo a sempre se recriar, fazendo com que sua marca pessoal e plataforma cresçam continuamente.

De princesa da Disney e estrela adolescente à desconstrução e exploração de novas identidades, ela realizou mais transformações do que a maioria dos donos de negócios ousam fazer. É claro que nada é garantido e que experimentar é tomar riscos, e Miley é tão conhecida pelas falhas quanto pelos acertos. Mas não experimentar também é um grande risco.

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

Baixe o app de Forbes Brasil na Play Store e na App Store

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).