Bilionários: o que os mais ricos estão fazendo em resposta à pandemia de coronavírus

Reprodução Forbes
Bill Gates está doando milhões de dólares para ajudar na pesquisa de vacinas e doenças

Como o novo coronavírus atingiu quase todos os cantos do mundo, alguns dos mais ricos do planeta estão ajudando o esforço global para combater o surto de Covid-19 e fazer o que podem pela economia.

Alguns magnatas da tecnologia, como Bill Gates, estão doando milhões de dólares para ajudar na pesquisa de vacinas e doenças. Muitos donos de equipes esportivas, incluindo Mark Cuban, estão apoiando funcionários enquanto a temporada está em hiato. Outros, como Elon Musk, da Tesla, parecem muito menos preocupados com o surto ou, como Richard Branson, estão pedindo que seus funcionários assumam parte do problema.

VEJA TAMBÉM: Tudo sobre o coronavírus

Bill Ackman

O fundador da Pershing Square investiu em um hedge e obteve US$ 2,6 bilhões de um investimento de US$ 27 milhões. A fundação do seu fundo, conhecido por investimentos de impacto, está financiando uma empresa chamada Covaxx, que está desenvolvendo kits de anticorpos para coronavírus.

Gautam Adani

Adani tuitou em 29 de março que sua fundação prometeu aproximadamente US$ 13,3 milhões ao fundo de emergência do primeiro-ministro indiano. O Grupo Adani também fabricou 120 mil máscaras.

Sheldon Adelson

O magnata dos cassinos está fechando as propriedades da Las Vegas Sands Corp. na Strip –o Venetian e o Palazzo– até pelo menos 1 de abril. A empresa afirmou em comunicado que não haverá demissões ou licenças e todos os funcionários serão pagos durante o fechamento temporário.

Anil Agarwal

O magnata de metais e mineração por trás do Vedanta Group prometeu cerca de US$ 13,1 milhões para combater a propagação da Covid-19.

Massimiliana Landini Aleotti

Landini Aleotti e seus três filhos são proprietários da Menarini, uma das maiores empresas farmacêuticas da Itália. A empresa anunciou em 19 de março que converteria uma linha de produção em sua fábrica de Florença para fabricar gel desinfetante que será distribuído gratuitamente à agência de proteção civil da Itália.

Bernard Arnault

O magnata dos artigos de luxo está convertendo três das fábricas de perfume da LVMH para fabricar desinfetante para as mãos. O produto será distribuído gratuitamente às autoridades francesas e ao maior sistema hospitalar da Europa.

Steve Ballmer

A fundação filantrópica do ex-CEO da Microsoft prometeu mais de US$ 25 milhões, incluindo US$ 1 milhão para organizações comunitárias em Los Angeles e US$ 10 milhões para o fundo de resposta a emergências da University of Washington Medicine. Ballmer também doou US$ 3 milhões ao fundo para Covid-19 da Seattle Foundation, que fornecerá subsídios operacionais únicos para organizações comunitárias que trabalham com populações vulneráveis, como residentes sem seguro de saúde.

Marc Benioff

O fundador da Salesforce tuitou em 15 de março que a Salesforce e a revista “Time”, de sua propriedade, continuarão pagando trabalhadores por hora, apesar de fechar todos os escritórios.

Giuliana, Luciano e Sabrina Benetton

O braço de investimentos da família Benetton, Edizione Srl, doou cerca de US$ 3,2 milhões para hospitais em Milão, Roma e na cidade de Treviso, no nordeste da Itália.

Marc Benioff

O fundador do Salesforce tuitou em 15 de março que a Salesforce e a revista “TIME”, de sua propriedade, continuarão pagando trabalhadores por hora, apesar de fechar todos os escritórios. Em 22 de março, Benioff disse que sua empresa doou 9.000 máscaras para a Universidade da Califórnia e acrescentou que a companhia trabalharia para entregar mais 5 milhões de marcas e equipamentos de proteção individual.

Gayle Benson

Três dias depois que a estrela do New Orleans Pelicans, Zion Williamson, prometeu pagar 30 dias de salário a todos os funcionários do Smoothie King Center, a proprietária bilionária do Pelicans anunciou em um comunicado em 16 de março que salários dos funcionários do que trabalham apenas dias de jogo serão pagos mesmo com as partidas adiadas. Ela também doou US$ 1 milhão para um fundo que será distribuído aos necessitados por meio da Greater New Orleans Foundation.

Silvio Berlusconi

O três vezes primeiro-ministro da Itália e atual membro do Parlamento Europeu doou US$ 10,7 milhões para a região da Lombardia, destinada ao novo hospital que será construído no antigo recinto da Fiera Milano em Milão.

Patrizio Bertelli, Miuccia Prada

Em 19 de março, os coCEOs da titã da moda Prada anunciaram que cada um doou duas unidades de terapia intensiva e reanimação para os hospitais Vittore Buzzi, Sacco e San Raffaele, em Milão.

Jeff Bezos

A pessoa mais rica do planeta anunciou em 2 de abril que doaria US$ 100 milhões à Feeding America, uma rede nacional sem fins lucrativos de bancos e despensas de alimentos. A Amazon investiu US$ 20 milhões na AWS Diagnostic Development Initiative para trazer os testes para o mercado mais rapidamente e está contratando 100 mil novas posições em período integral e meio período nos EUA para atender ao aumento da demanda e ao aumento dos salários com um adicional de US$ 2/hora na América e aumentos salariais em todo o mundo. A  empresa também doou US$ 1 milhão para fundos de emergência na região de Washington, D.C., criou um fundo de financiamento de US$ 5 milhões para pequenas empresas e contribuiu com US$ 1 milhão para uma nova fundação de Seattle para ajudar as pessoas afetadas pelo novo vírus. Em 20 de março, quatro senadores enviaram uma carta a Bezos expressando preocupação de que a companhia não estivesse fazendo o suficiente para proteger os trabalhadores do armazém da Covid-19.

LEIA AQUI: Governo pede ao Congresso reconhecimento de estado de calamidade por coronavírus

Arthur Blank

O proprietário da equipe da NFL Atlanta Falcons e da equipe da MLS Atlanta United recompensará os funcionários por hora no estádio Mercedes-Benz, embora um plano específico não tenha sido anunciado.

Michael Bloomberg

O bilionário da mídia lançou uma iniciativa de US$ 40 milhões para impedir ou retardar a disseminação do Covid-19 em países de baixa e média renda. A Bloomberg Philanthropies tem parceria com a Organização Mundial da Saúde e a organização global de saúde Vital Strategies.

Tim Boyle

O CEO da Columbia Sportswear reduziu seu salário para US$ 10.000; ele recebeu US$ 3,3 milhões em 2018. Os 3.500 funcionários de varejo da empresa continuarão recebendo seus salários regulares, de acordo com o “The Oregonian”.

Richard Branson

Os funcionários da companhia aérea Virgin Atlantic, do bilionário britânico, foram convidados em 16 de março a tirar oito semanas de férias não remuneradas devido a uma redução de 80% nos voos. A parlamentar trabalhista Kate Osborne, que foi diagnosticada com coronavírus, chamou a ação de “desgraça absoluta” no Twitter.

Nicola e Paolo Bulgari

A joalheria de luxo Bulgari, anteriormente pertencente aos irmãos bilionários até venderem uma participação majoritária à LVMH de Bernard Arnault por US$ 5,2 bilhões em 2011, prometeu uma doação ao Instituto Spallanzani em Roma.

Rick Caruso

O promotor imobiliário de Los Angeles anunciou que seus shoppings ao ar livre permanecerão abertos ao público, embora apenas os lojistas de supermercado e farmácia estejam funcionando. O estacionamento agora é gratuito para todos os visitantes. “Enquanto seguimos as diretrizes para ficar em casa, oficiais do governo e especialistas médicos aconselharam que sair, conversar e desfrutar de ar fresco ainda são opções saudáveis ​​desde que observemos o distanciamento social adequado”, disse Caruso em comunicado.

Adrian Cheng

O filho do bilionário de Hong Kong, Henry Cheng, anunciou em fevereiro que a fundação de caridade do New World Development Group fabricaria 200 mil máscaras em Hong Kong, com a produção programada para começar em março. A empresa imobiliária também investiu US$ 1,3 milhão para pesquisar e desenvolver novas máscaras antibacterianas e antivirais, doou outros US$ 1,3 milhão para ajudar a retardar a propagação da Covid-19 em Hong Kong e forneceu US$ 7 milhões pelos esforços de socorro na Grande China. Cheng anunciou em 23 de março que o grupo fornecerá, entregará ou doará 2,5 milhões de máscaras na Coreia do Sul, França, Itália e EUA.

Brian Chesk

O CEO do Airbnb anunciou no sábado, 14 de março, que permitirá que os hóspedes em todo o mundo cancelem sem incorrer em taxas até 14 de abril.

Yvon Chouinard

Na sexta-feira, 13 de março, sua fabricante de roupas para ambientes externos, Patagonia, fechou todas as lojas e escritórios, mas disse que continuará pagando seus funcionários.

John e Denise Coates

A família bilionária prometeu pagar funcionários do clube de futebol Stoke City por quatro jogos, apesar dos cancelamentos. Funcionários em tempo integral têm seu salário garantido por cinco meses.

Mark Cuban

Cuban é dono do Dallas Mavericks, que está oferecendo reembolso total aos funcionários pelas compras de café da manhã ou almoço feitas em estabelecimentos locais independentes na região de Dallas. Cuban confirmou à Forbes que os funcionários da arena do American Airlines Center serão pagos como se a temporada não tivesse sido interrompida.

Aliko Dangote

A pessoa mais rica da África doou aproximadamente US$ 524 mil para impedir a propagação do coronavírus na Nigéria.

Michael Dell

O gigante da empresa de tecnologia que leva seu nome doou US$ 284 mil (2 milhões de yuans) para fornecer suprimentos médicos, como máscaras cirúrgicas, para hospitais na China. A Dell também está doando US$ 853 mil (6 milhões de yuans) em serviços de TI para o Center for Disease Control and Prevention, na província de Hubei. A empresa também reservou US$ 3 milhões em fundos e doações em tecnologia para ajudar os esforços de combate à Covid-19 em todo o mundo.

Domenico Dolce, Stefano Gabbana

As duas metades da poderosa Dolce & Gabbana fizeram uma doação não revelada à Universidade Humanitas, em Milão, para avançar nas pesquisas sobre a resposta do sistema imunológico ao novo vírus.

Jack Dorsey

O bilionário do Twitter postou em 18 de março que está “enviando dinheiro para as pessoas” por meio do aplicativo Cash, pedindo aos usuários que respondam com sua “cashtag”.

James Dyson

Em 26 de março, a empresa de tecnologia homônima do bilionário britânico anunciou que começou a trabalhar em 10.000 ventiladores para o governo do Reino Unido.

Giovanni Ferrero, Maria Franca Fissolo

Giovanni Ferrero e sua mãe são donos da famosa Ferrero –cujos produtos icônicos incluem chocolates Nutella e Kinder–, e a empresa familiar doou US$ 10,7 milhões à comissão nacional de emergência do governo italiano para combater o coronavírus. Todos os funcionários estão sendo pagos para trabalhar em casa e os trabalhadores que precisam estar presencialmente na fábrica receberam um aumento.

Luca Garavoglia

A fabricante de bebidas espirituosas Campari Group, onde Luca Garavoglia é CEO, anunciou uma doação de aproximadamente US$ 1,1 milhão ao grupo de hospitais Fatebenefratelli Sacco em Milão.

Bill Gates

O cofundador da Microsoft anunciou em 5 de fevereiro que a Fundação Bill e Melinda Gates doaria US$ 100 milhões para ajudar na detecção, isolamento e tratamento global. Mais da metade será destinada ao desenvolvimento de vacinas, tratamento e diagnóstico.

David Geffen

Em 28 de março, o titã da música postou fotos de seu auto-isolamento em seu iate de US$ 570 milhões. Antes de excluir a postagem e tornar seu perfil privado, Geffen comentou que ele havia doado US$ 1 milhão para o combate à pandemia.

Dan Gilbert

O Fundo Comunitário Quicken Loans e a fundação da família Gilbert estão doando US$ 1,2 milhão combinados para ajudar nos esforços de combate ao novo coronavírus em Detroit. Gilbert é o proprietário majoritário do Cleveland Cavaliers, da NBA, que anunciou que está “desenvolvendo um plano de compensação para continuar pagando a equipe por hora”.

VEJA TAMBÉM: Trump quer enviar cheques de US$ 1.000 a norte-americanos para frear impacto econômico do coronavírus

Philip & Cristina Green

Seu grupo de varejo Arcadia, empresa controladora da Topshop, utilizou o esquema de retenção de empregos do governo com todos os 14 mil funcionários da loja. A Arcadia também planeja suspender as provisões de pensão por pelo menos três meses, de acordo com a Sky News.

Ken Griffin

Em 4 de fevereiro, a Citadel, empresa do bilionário, prometeu contribuir com US$ 7,5 milhões para ajudar a província chinesa de Hubei, o epicentro do surto de coronavírus.

Reed Hastings

A Netflix anunciou em 20 de março que havia criado um fundo de assistência de US$ 100 milhões para profissionais de produção –incluindo elenco e equipe– muitos dos quais são pagos por hora e por projeto. O fundo não se limita aos colaboradores nos projetos da Netflix, a gigante do streaming também se comprometeu a pagar duas semanas a todos os funcionários das produções que foram suspensas.

Marian Ilitch

O proprietário da Little Caesars Pizza criou um fundo de US$ 1 milhão para cobrir os salários de um mês para a equipe de meio período dos jogos cancelados dos Detroit Red Wings, Detroit Pistons e Detroit Tigers. O fundo também se aplica a funcionários afetados pelo adiamento de shows e outros eventos na Little Caesars Arena e Fox Theatre.

Jeremy Jacobs

O proprietário do Boston Bruins da NHL não anunciou planos de pagar funcionários por hora para a Delaware North, empresa de serviços alimentícios que fornece concessões em mais de 50 arenas esportivas, incluindo TD Garden, que é propriedade do Jacobs e é onde os Bruins jogar. Os Bruins e o Delaware North não responderam ao pedido de comentários da Forbes a tempo de serem publicados.

Kylie Jenner

A bilionária e influenciadora doou US$ 1 milhão ao Cedars Sinai Medical Center em Los Angeles. O dinheiro será usado para comprar milhares de máscaras e outros equipamentos de proteção individual.

Jim Justice

O governador bilionário da Virgínia Ocidental cancelou aulas até pelo menos 27 de março e proibiu funcionários do estado de viajar. Ele está satisfeito com a resposta do presidente norte-americano, Donald Trump, à pandemia de Covid-19. “Para aqueles que o criticam, é injusto e eles devem ser chutados”, disse à Forbes.

Phil Knight

O cofundador da Nike, o presidente executivo Mark Parker e o CEO John Donahoe estão doando US$ 10 milhões combinados em esforços de resposta ao vírus no estado de Oregon, incluindo US$ 7 milhões à Oregon Health & Science University.

Bob Kraft

O avião da equipe do New England Patriots, de propriedade de Kraft, trouxe 1,2 milhão de máscaras N95 de Shenzhen no dia 2 de abril. Outro carregamento de 500 mil máscaras deve chegar já na próxima semana. A gigante tecnológica chinesa Tencent, de propriedade de Pony Ma, forneceu uma equipe de 12 membros para ajudar a garantir os suprimentos no aeroporto de Shenzhen. A Kraft cobriu o custo de US$ 4 milhões dos suprimentos, bem como as despesas de voo. A maioria dos produtos será distribuída em Massachusetts, embora 300 mil sejam para o estado de Nova York e 100 mil para Rhode Island.

Aerin, Jane, Leonard, Ronald e William Lauder

A fundação de caridade da empresa de cosméticos da família contribuiu para um fundo de US$ 75 milhões para organizações sem fins lucrativos da cidade de Nova York; outros doadores incluem Michael Bloomberg, Jon Stryker e Ken Griffin. A fundação também concedeu uma doação de US$ 2 milhões para a organização Médicos Sem Fronteiras. O governador Andrew Cuomo anunciou em 25 de março que a Estée Lauder doará 10 mil garrafas de desinfetante para as mãos ao estado de Nova York semanalmente.

Ralph Lauren

A fundação de caridade de sua marca de roupas investiu US$ 10 milhões em esforços de assistência. Parte da contribuição será dada ao Conselho de Designers de Moda da América (CFDA) para apoiar os profissionais de moda americanos afetados pela pandemia. A Ralph Lauren também anunciou em 26 de março que está iniciando a produção de 250 mil máscaras e 25 mil roupas de isolamento.

Ted Leonsis

Proprietário dos Wizards da NBA, dos Capitals da NHL e dos Washington Mystics da WNBA, Leonsis anunciou que pagará todos os 500 funcionários programados para trabalhar na agora fechada Capital One Arena em Washington, DC, até o final de março.

Joe Lewis

O Tottenham cortou em 20% os salários de todos os 550 diretores e funcionários que não jogam em abril e maio, conforme anunciado pelo presidente do clube, Daniel Levy. Empregará “onde apropriado” no Reino Unido.

Jack Ma

O cofundador do Alibaba prometeu US$ 14 milhões para ajudar a desenvolver uma vacina contra a Covid-19. Em 13 de março, ele anunciou que também está doando 500 mil kits de teste e 1 milhão de máscaras para os EUA, com a primeira remessa saindo de Xangai em 15 de março.

Françoise Bettencourt Meyers e família

A L’Oréal, fundada pelo falecido avô de Meyers, doou US$ 1,1 milhão para organizações sem fins lucrativos em toda a Europa, US$ 260 mil para a organização de combate à fome Feeding America e US$ 720 mil para esforços de socorro na China. A gigante dos cosméticos começou a produzir desinfetante para as mãos na Europa e na América do Norte, que será fornecida gratuitamente a funcionários, parceiros e profissionais de saúde. A L’Oréal também está fornecendo máscaras N95 para hospitais perto de suas instalações em North Little Rock, Arkansas e Franklin, Nova Jersey, e congelando pagamentos de pequenas empresas em sua rede de distribuição –como salões de beleza– até que os negócios voltem.

Elon Musk

Na manhã de sexta-feira, 13 de março, Musk enviou um e-mail aos funcionários da SpaceX dizendo que eles são mais propensos a morrer em um acidente de carro do que por coronavírus, segundo o “Buzzfeed News”. Na semana anterior, ele tuitou que “o pânico com coronavírus é burro”.

Nicky Oppenheimer, Johann Rupert

As pessoas mais ricas da África do Sul estão doando aproximadamente US$ 57,1 milhões para ajudar pequenas empresas e funcionários afetados, de acordo com um discurso nacional dado pelo presidente Cyril Ramaphosa.

Amancio Ortega

O bilionário gastou quase US$ 68 milhões em equipamentos médicos para o sistema de saúde espanhol, incluindo 1.450 ventiladores, 3 milhões de máscaras e 1 milhão de kits de teste. O grupo Inditex de Ortega permitirá que o governo espanhol use suas fábricas e equipe de logística para fabricar máscaras para pacientes e profissionais da saúde.

Robert Pera

O CEO da Ubiquiti Networks e proprietário dos Memphis Grizzlies pagará todos os funcionários por todos os jogos perdidos durante toda a temporada. Isso não abrange todos os colaboradores da arena, como trabalhadores de concessão, pagos por um fornecedor terceirizado.

François Pinault

Seu conglomerado de luxo Kering prometeu fornecer 3 milhões de máscaras cirúrgicas para profissionais de saúde franceses. As grifes de alta moda Balenciaga e Yves Saint Laurent também estão se preparando para fabricar máscaras.

Azim Premji

O magnata indiano da tecnologia comprometeu US$ 134 milhões em doações por meio de sua fundação no fundo de emergência do primeiro-ministro. A Azim Premji Foundation também anunciou em 1º de abril que seus 1.600 funcionários colaborariam com funcionários do governo e da saúde. O desenvolvedor de software da Premji, Wipro Limited, prometeu outros US$ 13 milhões e a Wipro Enterprises Limited US$ 3,3 milhões.

J.B. Pritzker

O governador bilionário de Illinois limitou aglomerações a menos de 50 pessoas, fechou escolas e encerrou o serviço de refeições em bares e restaurantes. No entanto, a primária democrata de Illinois ontem (17), no mesmo dia da primeira morte do estado por Covid-19, não foi adiada.

Jerry Reinsdorf

O proprietário do Chicago Bulls da NBA e do Chicago White Sox da MLB está se unindo a Rocky Wirtz, proprietário do Chicago Blackhawks da NHL, para pagar os 1.200 funcionários que trabalham em dias de jogo no United Center durante o restante da temporada originalmente programada.

Antony Ressler

O bilionário de private equity e proprietário majoritário do Atlanta Hawks disse ao “Atlanta Journal-Constitution” que os funcionários da State Farm Arena, onde os Hawks jogam, ainda seriam pagos.

Brian Roberts

O CEO da Comcast e outros executivos seniores comprometeram seus salários inteiros a instituições de caridade, ajudando nos esforços de socorro da pandemia. A Comcast também prometeu US$ 500 milhões para fornecer a seus 190 mil funcionários salários e benefícios contínuos durante o isolamento. Em 2018, o salário de Roberts era de US$ 3,2 milhões.

Renzo Rosso

A empresa solicita doações para ajudar hospitais em vilas e cidades menores da Itália, que têm recebido menos apoio do que seus colegas em grandes centros como Milão e Roma. O império da moda de Rosso, OTB –as marcas da empresa incluem Diesel, Maison Margiela e Marni– fechou lojas na Europa e nos EUA, mas ainda está aberto para negócios na China e em outros lugares da Ásia.

Remo Ruffini

Ruffini é o presidente e CEO da marca de roupas esportivas de luxo Moncler, que contribuiu com US$ 10,9 milhões para as autoridades da região atingida da Lombardia pela construção de um novo hospital. A nova instalação estará localizada em uma área que anteriormente abrigava o centro de exposições Fiera Milano e abrigará mais de 400 unidades de terapia intensiva.

Igor Rybakov

O bilionário russo está oferecendo máscaras médicas aos moscovitas, que podem se registrar online para obter até nove máscaras médicas.

Sheryl Sandberg

A diretora de operações do Facebook fez parceria com outros bilionários da tecnologia –incluindo Scott Cook da Intuit, Aneel Bhusri da Workday e o investidor Reid Hoffman– para levantar um fundo de banco de alimentos de emergência no valor de US$ 7 milhões para a área da baía de São Francisco. Sandberg e seu noivo Tom Bernthal doaram o primeiro US$ 1 milhão.

Herb Simon

O magnata imobiliário e proprietário dos Pacers da NBA está dando auxílio financeiro a trabalhadores de meio período do Bankers Life Fieldhouse, de acordo com Bob Kravitz, do “The Athletic”.

E AINDA: Crise do coronavírus impulsiona aplicativos de entregas no Brasil

Liz Simons

A filha de um dos grandes nomes ligado aos fundos de hedge, Jim Simons, e seu marido, Mark Heising, doaram US$ 2 milhões para estabelecer uma iniciativa de resposta ao Covid-19 em um hospital público de São Francisco, apoiado por Mark Zuckerberg e sua esposa, Priscilla Chan.

Masayoshi Son

Em 10 de março, o CEO da SoftBank quebrou um hiato de três anos no Twitter para dizer que estava “preocupado” com o coronavírus. Em um segundo tuíte, ele prometeu doar um milhão de testes gratuitos. Depois que sua proposta foi criticada por sobrecarregar instalações médicas e profissionais de saúde, Son afirmou que havia reconsiderado seu plano. Um porta-voz da SoftBank confirmou ao “Business Insider” que Son havia desistido da ideia. No dia 12 de março, ele tuitou que doaria um milhão de máscaras para asilos e profissionais de saúde.

Kevin Systrom

O fundador do Instagram postou um modelo de propagação de coronavírus em 19 de março em seu blog.

Donald Trump

O primeiro presidente bilionário dos EUA declarou o coronavírus uma emergência nacional em 13 de março. O governo Trump subestimou repetidamente a gravidade do surto de Covid-19 e demorou a implementar testes para o vírus. Quando perguntado em uma coletiva de imprensa, o presidente Trump se recusou a assumir qualquer responsabilidade pela implantação com falhas.

Joe Tsai

O executivo da Alibaba e proprietário do Brooklyn Nets da NBA tuitou em 14 de março que funcionários horistas no Barclays Center, onde os Nets jogam, serão pagos ao longo de maio como se a temporada estivesse acontecendo.

Alice, Ann, Christy, Jim, Lukas, Nancy e Rob Walton

Em 23 de março, o Walmart anunciou que aumentaria o pagamento por hora de seus funcionários depósito em US$ 2 por hora. Anteriormente, a gigante do varejo havia se comprometido a oferecer US$ 550 milhões em bônus em dinheiro para sua equipe horária e a contratar 150 mil trabalhadores temporários. O Walmart e a fundação da empresa também estão doando US$ 25 milhões, dos quais US$ 10 milhões serão destinados a bancos de alimentos, programas de merenda escolar e outras organizações que ajudam a alimentar populações vulneráveis. A empresa também renuncia ao aluguel para todos os inquilinos do Walmart –como salões de beleza e unhas e franquias de restaurantes– para o mês de abril.

Ty Warner

O Four Seasons Hotel de Nova York, que é a propriedade mais valiosa da Warner, está abrigando trabalhadores de saúde gratuitamente.

Les Wexner

De acordo com um memorando enviado por Wexner aos funcionários da L Brands em 27 de março, todos os associados horistas que não puderem trabalhar em casa serão dispensados. Os funcionários afetados continuarão a ser pagos até o dia 4 de abril. 

Oprah Winfrey

A gigante da televisão anunciou em 2 de abril que doaria US$ 10 milhões para esforços de alívio do coronavírus e US$ 1 milhão para a nova iniciativa do chef José Andrés, o America’s Food Fund. A bilionária Laurene Powell Jobs também está contribuindo para o Fundo Alimentar dos EUA.

Eric Yuan

O fundador da Zoom Video Technologies está disponibilizando gratuitamente seu software de videoconferência para uso ilimitado em todas as escolas afetadas na China, Japão, Itália e EUA.

Ren Zhengfei

A Huawei Technologies, liderada por Ren, doou suprimentos médicos para instituições de saúde na Europa e América do Norte com 10.000 máscaras N95, 20 mil roupas de isolamento, 50 mil óculos médicos e 10.000 luvas para hospitais em Nova York.

Mark Zuckerberg

A Chan Zuckerberg está trabalhando com a UC San Francisco e a Universidade de Stanford para quadruplicar a capacidade de testes e diagnósticos da Bay Area –incluindo a compra de duas máquinas de diagnóstico aprovadas pelo FDA. Ontem (17), o Facebook anunciou uma doação de US$ 100 milhões para ajudar pequenas empresas afetadas pela pandemia. A gigante de mídia social também se comprometeu a conceder US$ 20 milhões em doações à Fundação das Nações Unidas, Organização Mundial da Saúde (OMS) e Centros de Controle de Doenças dos EUA (CDC).

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).