Conheça o homem que pagou US$ 360 mil em um protótipo “Nintendo Playstation”

HERITAGE AUCTIONS
Protótipo de Nintendo Playstation será exposto em museus sobre a história dos videogames

O “Nintendo PlayStation”, um protótipo extremamente raro, resultou de uma falha na colaboração entre a Nintendo e a Sony no início dos anos 1990, vendido por US$ 300 mil em um leilão ao vivo na Internet (incluindo um adicional de US$ 60 mil). Mas não foi o famoso cofundador do Oculus VR, Palmer Luckey, quem foi embora com o console, e sim o empresário e ávido colecionador de videogames Greg McLemore.

Nascido em Los Angeles, com pouco mais de 50 anos, McLemore é um empreendedor imobiliário e de tecnologia mais conhecido por fundar a Toys.com e a Pets.com. Em 1999, a Amazon adquiriu uma participação próxima de 50% quando a Pets.com foi inaugurada, outro exemplo da bolha das pontocom. A empresa encerrou suas atividades em 2000.

LEIA MAIS: Os 10 games mais esperados para 2020

De acordo com um perfil na “Robb Report”, o dinheiro desses empreendimentos pontocom o ajudou a iniciar uma jornada de 20 anos colecionando itens de videogame, desde máquinas de teste de força da década de 1880 até protótipos de passeios a cavalo mecânicos operados por moedas na década de 1920, ao primeiro jogo de arcade comercialmente vendido, o “Computer Space”, de 1971.

Essencialmente um Super NES com uma unidade de CD-ROM, o Nintendo PlayStation é apenas um dos 200 protótipos fabricados e agora é o item de videogame mais caro já vendido. Mesmo assim, com jogos individuais como uma cópia original de “Super Mario Bros.” sendo vendida a US$ 100.150, McLemore disse à Forbes que o console parece “barato” dessa perspectiva.

“Estou querendo não deixar esta máquina parada em um armário em algum lugar”, disse McLemore à Forbes, dizendo que quer usar sua coleção, que ele estima incluir mais de 800 máquinas operadas por moedas e inúmeros outros jogos menores, revistas especializadas e artes originais, para construir um museu permanente.

Trabalhando em direção a essa perspectiva, ele está começando a desenvolver exposições com parceiros externos para exibir os itens, incluindo uma temporada futura com o Museu da Ásia Pacífica da Universidade da Califórnia do Sul na primavera e no verão de 2021, ilustrando a influência asiática na indústria de videogames: o Nintendo PlayStation será incluído

McLemore também administra uma enciclopédia de jogos online, que hospeda fóruns e milhares de páginas sobre a história do setor.

“Estou interessado em compartilhar minha paixão por jogos”, diz McLemore. “Uma das minhas áreas de foco é a evolução dos games, incluindo como os jogos arcade anteriores inspiraram os videogames e como os primeiros influenciaram as inovações posteriores. Acredito que o Nintendo PlayStation se encaixa bem nesse foco”.

LEITA TAMBÉM: Sucesso de “Sonic” mostra que Hollywood precisa ouvir os gamers

O vendedor do Nintendo PlayStation recusou uma oferta de US$ 1,2 milhão para colocar o dispositivo em leilão, de acordo com o “Kotaku” (blog de jogos eletrônicos). O blog sobre assuntos eletrônicos “Engadget” escreveu que o homem adquiriu o dispositivo em um leilão de falências por US$ 75 em 2009 sem realmente saber o que era. Ele reencontrou o produto em 2015 em seu sótão. McLemore diz que se ofereceu para comprar o console por US$ 100 mil há alguns anos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).