Campanha questiona práticas de pagamento no setor de marketing promocional

Empresas levam até 150 dias para pagar trabalhos entregues por agências de promoção e eventos.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Viaframe/Reuters
Viaframe/Reuters

Com agências fechadas, práticas de pagamento podem ser prejudiciais no pós-pandemia

Acessibilidade


No último dia 27, a Associação de Marketing Promocional (Ampro) lançou a campanha #JobEntregueJobPago para questionar prazos e regras de pagamento na área da comunicação.

Célio Ashcar Jr, sócio da Aktuellmix, uma das maiores agências de Live Marketing do Brasil, e outros têm colocado o assunto em pauta e defendido a bandeira a semanas, ainda mais neste momento em que o segmento de eventos sofre danos por conta da pandemia de Covid-19.

VEJA TAMBÉM: Marketing digital: 4 dicas para ter audiência online dedicada e engajada

Segundo a Ampro, que possui por volta de 280 agências associadas, o segmento de marketing promocional movimenta R$ 48 bilhões ao ano e gera 25 milhões de empregos diretos e indiretos.

O movimento questiona a prática das empresas de parcelar os pagamentos em 30, 60, 90, 120 e até 150 dias e o quanto isso pode ser prejudicial para os negócios atuantes no mercado em um momento que não há demanda e no cenário de pós-pandemia –visto que as agências receberão apenas um mês após o trabalho ser entregue.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A campanha tem sido divulgada por meio peças visuais publicadas em plataformas voltadas para o segmento de propaganda e marketing.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: