LSE solicita aprovação da UE de aquisição da Refinitiv por US$27 bi

Toby Melville/Reuters
Toby Melville/Reuters

Presidente-executivo da LSE disse no mês passado que ainda estava comprometido em concluir o acordo no segundo semestre de 2020

A London Stock Exchange (LSE) pediu hoje (13) formalmente às autoridades de concorrência da União Europeia que aprovem sua aquisição de US$ 27 bilhões da empresa Refinitiv.

A Comissão Europeia estabeleceu prazo em 26 de junho para sua decisão, informou a notificação. Ela pode aprovar o negócio com ou sem condições ou abrir uma investigação de quatro meses após o final de sua análise preliminar, se houver sérias preocupações.

VEJA TAMBÉM: Thomson Reuters nomeia novo CEO; resultados vêm acima do esperado

Analistas esperam que a Comissão inicie uma investigação em grande escala após 26 de junho, devido à complexidade e à enorme quantidade de dados envolvidos no acordo.

O presidente-executivo da LSE, David Schwimmer, disse no mês passado que ainda estava comprometido em concluir o acordo no segundo semestre de 2020 e já estava respondendo questões dos funcionários da Comissão Europeia.

Embora a proposta de aquisição tenha sido anunciada no ano passado, os reguladores de concorrência da UE haviam solicitado um adiamento em todos os pedidos das partes envolvidas na fusão devido ao fato de sua equipe ter que trabalhar em casa durante a pandemia de coronavírus.

Uma fatia de 45% da Refinitiv pertence a Thomson Reuters , empresa controladora da Reuters News. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).