Stone&Co demite 1.300 para enfrentar crise do Covid-19

Empresa pretende investir em serviços financeiros e ferramentas de venda online.

Redação
Compartilhe esta publicação:
iStock
iStock

Stone vai acelerar nos próximos meses iniciativas para investir em serviços financeiros e ferramentas de venda online

Acessibilidade


A Stone&Co anunciou hoje (12) a demissão de 20% de sua força de trabalho, cerca de 1.300 trabalhadores, conforme a empresa de meios de pagamentos busca enfrentar a forte queda das vendas no varejo brasileiro em razão da pandemia do novo coronavírus.

“Ao longo do mês de abril, ficou claro que o futuro é bem mais incerto do que todos pensavam no início de março. Por isso, o nosso planejamento precisa ser revisto”, afirmou o presidente da Stone, Thiago Piau, em carta aos funcionários.

VEJA TAMBÉM: Não haverá demissão em massa, diz presidente da Petrobras

“Essa medida nos dará a robustez para manter o nível de serviço da Stone…É o momento de tomar algumas medidas austeras”, acrescentou.

Piau também disse no comunicado que a Stone vai acelerar nos próximos meses iniciativas para investir em serviços financeiros e ferramentas de venda online para “ir além da maquininha”, mas não deu mais detalhes.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O executivo acrescentou que, apesar de os lojistas estarem fazendo o possível e o impossível para se adaptarem à quarentena e à realidade online, a redução nas vendas nos clientes de máquinas de pagamentos da Stone foi inevitável.

“Agora que está mais claro o tamanho do impacto, precisamos alocar os recursos na companhia com ainda mais responsabilidade. Rever a nossa estratégia”, afirmou o executivo. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: