C-Suite: Carolina Lamiaux é a nova nova country manager da American Express no Brasil

Acompanhe também a movimentação de outros executivos C-Level na última quinzena .

Maria Laura Saraiva
Compartilhe esta publicação:

Divulgação
Divulgação

Carolina Lamiaux [foto] está há 16 anos na empresa de serviços financeiros

Acessibilidade


Desde a última quinzena, a C-Suite está de olho na movimentação entre os principais executivos C-Levels do mercado. Desta vez, com destaque para as empresas do setor de saúde. 

A executiva Michele Borba assumiu o cargo de CRO (chief revenue officer) na healtech Filóo Saúde. Sérgio Saraiva foi nomeado chairman de operações da plataforma Medpass no Brasil. Na Sami, startup de planos de saúde, Victor Lambertucci assume como novo CMO (chief marketing officer) do grupo. 

LEIA MAIS: C-Suite: Priscilla Cortezze é a nova diretora de sustentabilidade da Volkswagen

Entre as que têm novos CEOs estão o Grupo Ferrero, responsável pelas marcas Nutella, Kinder, Ferrero Rocher e Raffaello, e a mineradora de zinco Nexa. Esta entrará em processo de transição de liderança a partir do dia 1º de novembro, quando Tito Martins, atual presidente, deixará seu posto para Ignacio Rosado.

Nesta edição. a C-Suite conversou com Carolina Lamiaux, nova country manager da American Express no Brasil. Há 16 anos na empresa, já liderou estratégias de desenvolvimento de negócios em diversos países da América Latina. 

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A seguir, os planos da executiva no novo cargo:

Forbes: A demanda por serviços financeiros envolvendo cartão de crédito está em plena ascensão no Brasil, segundo os últimos dados da Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito e Serviços). Como a American Express encara esse momento de mercado? 

Carolina Lamiaux: É um momento de forte crescimento. Estamos focados em nosso crescimento de participação para os próximos anos, com expansão de clientes por meio de parceiros e na melhoria da proposta de valor e rede de aceitação. 

F: Em relação ao mercado nacional, qual é a principal diferença do público brasileiro quando comparado aos demais países?  

CL: Mesmo o Brasil representando cerca de 50% do mercado de cartões da América Latina, existe uma enorme oportunidade de crescimento. Para se ter uma ideia, em mercados mais maduros, como os Estados Unidos, a relação cartão de crédito por habitante é de praticamente dois cartões. No Brasil, essa relação está próxima de um cartão para cada habitante (dados EuroMonitor). 

F:As tendências globais se mantêm por aqui? 

CL: Em termos de tendências globais, a pandemia impulsionou as compras on-line e o uso de meios de pagamento digitais ou sem contato no mundo todo, segundo relatório Global Payments Report 2021 da FIS. Em 2020, os cartões de crédito lideraram o ranking de meios de pagamento. Ainda de acordo com o estudo, as participações dos cartões devem permanecer estáveis até 2024, com cerca de 50% dos valores das transações globais no PDV.  No Brasil, a pesquisa da FIS revelou que o cartão de crédito também continua sendo o principal meio de pagamento, seguido pelos cartões de débito e pré-pagos. Já as transações NFC (sem contato) cresceram muito e já representam 10% de todo o volume no crédito, conforme dados da Abecs do segundo trimestre de 2021.  Neste cenário, com tantas opções de pagamento, torna-se ainda mais importante se diferenciar dos concorrentes e agregar valor a seus clientes. A American Express tem uma longa tradição na prestação de serviços de alto valor agregado e  queremos reforçar essa presença.

F: Em seu comunicado de admissão, você disse que esse é um segmento ascendente para mulheres. Ao longo da sua carreira, sentiu dificuldades por estar no mercado financeiro?

CL: Eu tive a sorte de trabalhar na American Express nos últimos 16 anos, uma companhia que promove o desenvolvimento das mulheres e a diversidade. Como mulher não tive barreiras para crescer: comecei como gerente e fui promovida à diretora depois de ser mãe – um forte reconhecimento de que gênero não impõe barreiras por aqui. Hoje, na liderança de um dos mercados mais relevantes, tenho outra demonstração de que podemos contribuir com nossa visão e experiência. Somos todos responsáveis, a partir de nossas ações e liderança, como indivíduos dentro das organizações, por promover e contribuir para uma maior equidade e diversidade em nossas equipes.

VEJA TAMBÉM: C-Suite: Adriana Vieira é a nova diretora da Nespresso Professional no Brasil

F: O que você espera dos primeiros seis meses no cargo?

CL: Nosso foco é expandir os negócios no país e meu trabalho será orientado para aprimorar parcerias e proposta de valor, enquanto continuamos aumentando nossa cobertura de aceitação e oferecendo melhores soluções para empresas de todos os tamanhos.

Abaixo, outras movimentações C-Level da última quinzena:

  • Grupo Ferrero nomeia Max de Simone como novo CEO para América do Sul

    A empresa, dona das marcas Nutella, Kinder, Ferrero Rocher, Raffaello e Tic Tac, era comandada por Leonardo Limitone, transferido para a área de negócios na América do Norte. Agora, Max de Simone será o responsável pelo desenvolvimento da operação comercial em toda a região. Com quase 30 anos de experiência na companhia, o executivo atuou em diversos países na Europa, incluindo Portugal, onde foi CEO.

    Divulgação
  • NEXA anuncia transição de CEO

    A Nexa, mineradora global de zinco, anunciou que vai alterar a sua liderança em 2022. Tito Martins, atual presidente da empresa, deixará seu posto para Ignacio Rosado. O executivo ingressará nas atividades da empresa a partir de 1º de novembro para iniciar um um processo de transição de CEO que se estenderá até o dia 31 de dezembro.

    Com 16 anos de experiência na indústria de metais e mineração, Rosado acumula destaques no setor, como a liderança do IPO da Hochschild Mining Plc e a estratégia de aquisição da Canadian Mining Assets. Formado em economia pela Universidad del Pacífico, no Peru, ele possui MBA executivo pela Ross School of Business, nos Estados Unidos.

    Divulgação
  • Juliana Hadad é a nova head da Norte Invest

    O Norte Ventures, fundo de venture capital criado por fundadores de startups, anunciou um novo reforço: Juliana Hadad. Aos 28 anos, a economista será a nova head of new revenue da companhia. Formada em política e economia na New York University, em Nova York, a executiva possui um extenso currículo como investidora anjo. Além disso, ela é cofundadora da DinDin, fintech vendida para o Bradesco no último ano. Com passagens pela Austrália e Inglaterra, Juliana também tem carreira internacional como especialista em novos produtos e inovação.

    Hares Pascoal
  • Pedro Cerdeira entra para o time da Tractian

    A Tractian, startup de soluções tecnológicas para a indústria, anunciou a chegada de Pedro Cerdeira como head de dados e machine learning. O profissional é graduado em engenharia da computação pela Universidade Federal do Espírito Santo, tendo também uma extensão universitária na University of Queensland, na Austrália. Ao longo da sua carreira, Cerdeira já passou por empresas como a PicPay, onde foi de estagiária para head of data.

    Divulgação
  • Bruno Augusto é o novo country manager da RTB House no Brasil

    O grupo de tecnologia RTB House comunicou a nomeação de Bruno Augusto como novo country manager da operação brasileira. O executivo ficará no lugar de André Dylewski, que deixa o país para assumir o posto de business development director para a América Latina. Engenheiro de formação, Bruno é mestre em gestão comercial pela Universidade do Porto, em Portugal. Há 15 anos no mercado, iniciou sua carreira na Accenture de Lisboa.

    Divulgação
  • Medpass nomeia Sergio Saraiva como chairman de operações

    O executivo Sergio Saraiva foi nomeado chairman de operações da Medpass Brasil, plataforma de saúde digital. Com mais de 30 anos de carreira, o executivo acumula passagens pela Rappi Brasil, Cielo, Diletto, a Giroflex e o Grupo Ambev. Formado em administração no CEUB (Centro Universitário de Brasília), Saraiva tem três MBAs pelo Coppead-UFRJ, FGV e Insper, respectivamente.

    Divulgação
  • BD anuncia novo líder para América Latina

    A BD, empresa de tecnologia médica, anunciou que o brasileiro Rodrigo Hanna é o novo senior vice president & general manager para América Latina. O executivo sucede Esteban Rossi, que deixa a posição para assumir como VP e general manager da unidade de Medical Delivery Systems para Europa, Oriente Médio e África. Na empresa desde 1997, Hanna vivia na Suíça e era responsável pela unidade de Biosciences.

    Divulgação
  • Bruno Klassmann é o novo CFO da Appmax

    A Appmax, startup de processamento de vendas online, anunciou a contratação de Bruno Klassmann como novo CFO (chief financial officer). Com mais de 15 anos de experiência de mercado, o executivo é formado em ciências econômicas e em ciências contábeis pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e Unisul, respectivamente. Ao longo da sua jornada na área de finanças, ele já atuou como auditor na EY, head de finanças na Saque e Pague e CFO interino no Agibank.

    Divulgação
  • Tmov anuncia novo CPO

    O Tmov, marketplace voltado para o agronegócio, contratou João Oliveira como novo CPO (chief product officer). Graduado em Ciência da Computação, o profissional é especializado em gestão de projetos, marketing digital e ciências de dados pela FGV (Fundação Getulio Vargas). Além disso, o executivo acumula passagens por players importantes do mercado, como a GetNinjas, Grupo Stefanini, Zurich Seguros, Benner e Ambev.

    Divulgação
  • Andrea Spinelli é a nova chief financial officer da Movile

    A desenvolvedora de tecnologia Movile anunciou a chegada de Andrea Spinelli como nova CFO (chief financial officer) da empresa. A executiva chega para agregar com sua experiência à frente dos departamentos financeiros de companhias como o Facebook, a Microsoft e a Oracle. Graduada em administração de empresas pela USP (Universidade de São Paulo), ela conta com mais de 20 anos de atuação no mercado.

    Divulgação
  • Cadastra tem novo diretor de transformação digital

    A Cadastra, empresa especializada em performance digital, comunicou a chegada de Rafael Amaral como novo diretor de transformação digital. Com doze anos de experiência, seis deles em áreas relacionadas ao marketing, o executivo é formado em publicidade e propaganda pela Mackenzie. Ao longo da sua carreira, já participou de campanhas de sucesso como a “Vem pra rua”, da Fiat, e a campanha da Copa do Mundo Fifa 2014, que ganhou a prata na categoria rádio no Festival de Cannes. Amaral ainda contribuiu para nomes como a FCB Brasil, Natura e Louis Dreyfus Company – onde foi responsável pelo início da transformação digital da marca.

    Divulgação
  • Paulo Fróes assume cargo de diretor corporate finance & DCM na StoneX Brasil

    Paulo Fróes é o novo diretor corporate finance & DCM da StoneX Brasil, empresa de serviços financeiros customizados que atua no mercado agrícola brasileiro. Ele traz para a companhia mais de 20 anos de experiência em análise, captação e implementação de estratégia de investimentos para clientes corporativos. Já atuou no Santander, Citibank, Banco Fator, Fisher Investimentos e SRM Asset. Também foi cofundador da Bem Agro e da Gybe Capital. Formado em business administration & international business pela Lynn University, nos Estados Unidos, Fróes é especializado em finanças pela University of Miami.

    Divulgação
  • Michele Borba é a nova chief revenue officer da Filóo Saúde

    A healtech Filóo Saúde comunicou a contratação de Michele Borba para o cargo de CRO (chief revenue officer). A executiva usará seus 25 anos de experiência para gerir toda área comercial da empresa, bem como para a expansão dos negócios. Com pós-graduação em administração de empresas pelo Insper e MBA pela Fundação Dom Cabral, a nova CRO já atuou na Zurich Seguros, Itaú-Unibanco, Santander Seguros e Aon Affinity.

    Divulgação
  • KPMG contrata António Andrade para equipe SAP

    A prestadora de serviços KPMG reforçou a equipe de SAP com a chegada de António Andrade como sócio-diretor do time. Graduado em informática de gestão pela Universidade Autónoma de Lisboa, em Portugal, o executivo conta com uma extensa carreira na área de tecnologia da informação. Ao longo da sua vida profissional, atuou 20 anos com softwares SAP, tendo passado por companhias como o Grupo GBI, ROFF, Indra e Grupo Meta.

    Divulgação
  • Leonardo Amaral é o novo COO da Marvin

    A Marvin, fintech de pagamentos B2B, anunciou que Leonardo Amaral é o novo COO (chief operating officer) do grupo. Com passagem pelo Safra, Safra Pay e, recentemente o ASA Investments, o executivo é bacharel em física e tem MBA em finanças pelo Insper.

    Divulgação
  • Victor Lambertucci é o novo CMO da Sami

    A startup de planos de saúde Sami comunicou a chegada de Victor Lambertucci como novo CMO (chief marketing officer) do grupo. Ao longo da sua carreira, o executivo teve passagens por empresas como o Nubank, Easy Taxi e a Wildlife. Nesta última, foi um dos responsáveis por alavancar a companhia de jogos para mais de 2 bilhões de downloads. Na Sami, ele liderará as frentes de marketing e growth.

    Reprodução/Forbes

Grupo Ferrero nomeia Max de Simone como novo CEO para América do Sul

A empresa, dona das marcas Nutella, Kinder, Ferrero Rocher, Raffaello e Tic Tac, era comandada por Leonardo Limitone, transferido para a área de negócios na América do Norte. Agora, Max de Simone será o responsável pelo desenvolvimento da operação comercial em toda a região. Com quase 30 anos de experiência na companhia, o executivo atuou em diversos países na Europa, incluindo Portugal, onde foi CEO.

 


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: