C-Suite: Priscilla Cortezze é a nova diretora de sustentabilidade da Volkswagen

Divulgação
Divulgação

Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero, Priscilla Cortezze [foto] já passou pelo setor de comunicação de empresas como Microsoft Brasil e Citi

Entre as movimentações dos C-Levels na última quinzena, a C-Suite destaca a intensa troca de cadeiras em duas empresas do mercado financeiro: o Banco Mercedes-Benz e a fintech Recarga Pay. Entre as novidades da primeira está Marcello Larussa, que assumiu como diretor comercial no lugar de Diego Marin, novo CEO da empresa na Argentina. Além disso, Cristina Rensi é a nova head da corretora de seguros da instituição financeira, enquanto Viviane Jacob ocupa a cadeira de diretora de crédito. 

Já na companhia de pagamentos digitais, Mariana Mello assume como nova head de vendas da equipe de customer experience, enquanto Gabriel Nogueira passa a ser o head de projetos especiais. Já a diretoria de parcerias ficará a cargo de Julia Canalini e a liderança de pagamento com  Nelson Leite. 

LEIA MAIS: C-Suite: Adriana Vieira é a nova diretora da Nespresso Professional no Brasil

No setor automotivo, a BMW anunciou que Otávio Rodacoswiski assumiu a diretoria geral da fábrica da empresa em Araquari, Santa Catarina. O executivo entra no lugar de Mathias Hofmann, que depois de três décadas na companhia decidiu se aposentar. Já Douglas Pereira é o novo vice-presidente de recursos humanos da Volkswagen no Brasil e América Latina, com exceção do México. O administrador fica com a cadeira que era de Marcellus Puig, que deixa sua carreira no Brasil para retornar à Alemanha e assumir a posição de head de RH da Volkswagen Passenger Cars. 

Nesta edição, a C-Suite conversou com Priscilla Cortezze, a nova diretora de sustentabilidade da Volkswagen. Recém-criada, a área será integrada à diretoria de assuntos corporativos e relações com a imprensa, que também está sob comando da executiva. Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero, Priscilla já passou pelo setor de comunicação de empresas como Microsoft Brasil e Citi. 

Leia, a seguir, os planos da executiva na nova posição:

Forbes: Quais os maiores desafios em conciliar os interesses econômicos e sustentáveis de uma marca como a Volkswagen?

Priscilla Cortezze: Para a Volkswagen a sustentabilidade significa dar igual importância ao cumprimento das metas econômicas, sociais e ambientais ao mesmo tempo. Fomos a primeira fabricante de automóveis a aderir ao Acordo de Paris e pretendemos nos tornar neutros em emissões de CO2 até 2050. A proteção do clima é um objetivo central na nossa estratégia de negócio e já anunciamos investimentos de 14 bilhões no programa Way to Zero, um amplo pacote de medidas para acelerar a descarbonização da empresa e de seus produtos. Nosso foco principal está em acelerar a transição para a mobilidade sustentável, descarbonizar a nossa cadeia de suprimentos e a produção, e garantir fontes de energia limpas. Temos metas bastante concretas: queremos reduzir – já em 2025 – as emissões por veículo produzido em 50% e que, até 2030, mais de 70% dos nossos carros vendidos na Europa e 50% na China e Estados Unidos sejam elétricos. Aqui no Brasil, o uso de biocombustíveis como o etanol é uma estratégia complementar para ajudar a neutralizar as emissões de carbono e, recentemente, anunciamos que vamos sediar um centro de pesquisa e desenvolvimento de biocombustíveis voltado para o estudo de soluções tecnológicas baseadas em etanol e de outros biocombustíveis para mercados emergentes.  

F: Quais as principais tendências de ESG entre as fabricantes de automóveis?

PC: Nós na Volkswagen defendemos uma mobilidade sustentável para todos, da produção à vida útil e à reciclagem dos carros. Temos a missão de sermos protagonistas nesta transformação da mobilidade, já que de nada adianta termos um carro elétrico abastecido com energia à carvão ou nuclear. Temos que mirar em fontes renováveis como hidráulica, solar ou eólica, e em biocombustíveis como o etanol. Ter produtos cada vez mais neutros em carbono e um entendimento do impacto de toda a cadeia de produção e uso de um automóvel é, sem dúvida, uma das grandes demandas dos nossos consumidores. Vejo a indústria também muito engajada na agenda de diversidade e inclusão, reconhecendo que temos muito a avançar ainda. Mas o tema está na agenda da liderança e tenho visto avanços em número de mulheres líderes, por exemplo.   

F: Na sua opinião, em quais metas o setor automotivo deve se concentrar nas próximas décadas?

PC: Eu diria que duas grandes forças estratégicas impactam o nosso negócio: a descarbonização e a digitalização. Estamos assistindo a uma revolução da indústria com a gradativa substituição das tecnologias de combustão para elétricos, mas também vivemos um avanço sem precedentes com os carros se tornando conectados e autônomos. Imagina você entrando numa carro e não precisar dirigir? O automóvel pode ser a sua sala de estar, seu homeoffice… A digitalização também abre um leque de novos modelos de negócios para a indústria. Um exemplo são os carros por assinatura. Nós temos o VW Sign&Drive, com abrangência nacional, no qual o cliente prefere a conveniência de assinar um serviço e não comprar um bem. Aqui na Volkswagen está bem claro para todos que queremos ser a marca líder em mobilidade sustentável e vamos atingir a meta de neutralizar as nossas emissões de carbono até, no máximo, 2050.

 F: O que você espera nos primeiros seis meses como diretora de sustentabilidade da Volkswagen?

PC: Temos muitas áreas da empresa já implementando diversas ações ESG – o tema está no negócio. Nossa área tem a missão de integrar essas ações e trazer uma visão estratégica, com uma governança robusta. Gosto de reforçar que vamos olhar não apenas os riscos, mas principalmente as oportunidades, considerando múltiplos stakeholders e uma agenda mais ampla de toda a sociedade. Queremos fazer parcerias com grandes empresas e também com startups. Nesses próximos seis meses vou me concentrar, principalmente, na criação do centro de P&D em biocombustíveis, uma grande oportunidade de transformar o Brasil, de fato, num centro de excelência global em tecnologias baseadas no etanol. Queremos exportar esse conhecimento para o mundo.

VEJA TAMBÉM: C-Suite: Fábio Sant’Anna é novo diretor de gente, diversidade e inclusão da Arcos Dorados

Veja, abaixo, outras movimentações C-Level que ocorreram nos últimos 15 dias:

  • Banco Mercedes-Benz anuncia mudanças no quadro executivo

    O Banco Mercedes-Benz comunicou quatro mudanças em seu quadro executivo. Diego Marin, atual diretor comercial da instituição, deixará seu cargo para assumir como CEO da empresa na Argentina. Em seu lugar assumirá Marcello Larussa [foto], que desde 2016 atua como head da Mercedes-Benz Corretora de Seguros – posição que passará a ser ocupada por Cristina Rensi, atual gerente de marketing e produto.

    Marcelo Festucia, por sua vez, deixará o cargo de diretor de crédito para Viviane Jacob, que está há sete anos na empresa, dois deles como gerente regional de créditos nos Estados Unidos e cinco como head de crédito e operações na Malásia. Segundo a companhia, as mudanças estão alinhadas à estratégia de inovação, transformação digital e crescimento do banco.

    Divulgação
  • Marcelo Kopel é o novo CFO da CVC Corp

    O grupo de viagens CVC Corp comunicou a chegada de Marcelo Kopel como novo CFO (chief financial officer). O executivo assumirá o lugar de Maurício Montilha, que passa a ser presidente da VHC (Vacation Homes Collection), área de locação e administração de residências que faz parte da companhia. Ao longo da carreira, Kopel passou por grupos como o Itaú Unibanco e o Nubank, onde foi diretor financeiro, além de outras instituições financeiras, como a Redecard, Citibank, Credicard, Bank of America e Banco ING.

    Divulgação
  • Regina Botter é a nova general manager da OLX

    A OLX Brasil, plataforma de compra e venda online, contratou Regina Botter como sua a nova general manager da unidade de negócios OLX, que inclui o marketplace e a OLX Pay.
    Com mais de 20 anos de experiência no mercado, Regina ingressou na empresa após passagem pela Catho, onde ocupou o cargo de COO (Chief Operating Officer). Além disso, a executiva carrega no currículo posições de liderança em empresas como ABN AMRO Bank, Santander, Webmotors e Visa.

    Divulgação
  • Volkswagen anuncia novo vice-presidente de recursos humanos

    A fabricante de automóveis Volkswagen anunciou Douglas Pereira como novo vice-presidente de recursos humanos para o Brasil e região SAM (que engloba os países da América Latina, com exceção do México). O executivo substituirá Marcellus Puig, que retorna para a Alemanha para assumir como head de RH da Volkswagen Passenger Cars. Formado em administração de empresas pela FEI, com especialização em gestão pela FIA e MBA executivo pela Fundação Getulio Vargas, Pereira iniciou a sua carreira na VW em 1995 como aprendiz. Desde lá, atuou em diversas posições da área de RH, de assessor da vice-presidência a gerente executivo.

    Divulgação
  • EY Brasil anuncia nova diretora de marketing, comunicação e marca

    A EY, empresa de serviços de auditoria, consultoria, impostos, estratégia e transações, comunicou que Gabriela Boff é a nova diretora de branding, marketing e comunicação para Brasil e América do Sul. A executiva possui 25 anos de experiência, acumulando passagens por empresas como Sodexo, DXC Technology, HPE, EDS e Sun Microsystems.

    Divulgação
  • RecargaPay contrata quatro novos heads

    A RecargaPay, fintech de pagamentos e serviços financeiros digitais, reforçou seu time de liderança com a chegada de quatro novos executivos. Entre eles, está Mariana Mello, nova head de vendas da equipe de customer experience. Com mais de 15 anos de experiência em gestão comercial, a executiva acumula passagens pela Housi, CVC e Decolar. Outra novidade é Gabriel Nogueira, novo head de projetos especiais. O profissional é especialista em gestão e implementação de projetos, tendo passado por companhias como a Bain & Company, Tok&Stok e Cosin Consulting, além de ser cofundador e consultor do Programa de Mentoria Minuano.

    Já para comandar o time de parcerias, a empresa contratou Julia Canalini [foto]. Ao longo de mais de 15 anos de carreira, a head já passou pelo Rappi, Oyo e Quicko. Por fim, Nelson Leite se junta à companhia para ocupar a posição de head de pagamentos. Especialista em serviços e negócios digitais, o executivo passou por empresas como Rede, Mastercard e Banco BV.

    Divulgação
  • Daniela Spinardi é a nova diretora de canais para LATAM da Nuvemshop

    A plataforma de e-commerce Nuvemshop anunciou a chegada de Daniela Spinardi como nova diretora de canais para a América Latina. Com experiência adquirida ao longo de mais de dez anos de carreira nos setores de estratégia de gestão de negócios digitais, a executiva possui passagens em consultorias como a McKinsey & Company e a Strategy&. Graduada em administração pela Fundação Getulio Vargas, a gestora também possui MBA executivo pelo MIT, nos Estados Unidos.

    Divulgação
  • Mosaico anuncia novo CEO

    A Mosaico, plataforma de conteúdo e originação de vendas para o comércio eletrônico – dona das marcas como Buscapé e Zoom -, anunciou Maurício Cascão como novo CEO do grupo. O executivo entra no lugar de Thiago Flores, que passa a ocupar um assento no conselho de administração da companhia.
    Com mais de 23 anos de experiência no setor de TI e telecom, Cascão já atuou como CIO (chief information officer) da TIM, tendo passado também por empresas como HP, AT&T e Mandic, onde foi sócio. Formado em sistemas de comunicação pela École Pytechnique Fédérale, de Lausanne, na Suíça, possui MBA em finanças pela Universidade de Ohio, nos Estados Unidos.

    Divulgação
  • Otávio Rodacoswiski é o novo diretor geral da fábrica do BMW Group em Araquari

    A fabricante de automóveis BMW Group do Brasil anunciou Otávio Rodacoswiski como novo diretor geral da fábrica da empresa em Araquari, Santa Catarina. O executivo vai substituir Mathias Hofmann, que, após 30 anos de empresa, decidiu se aposentar.
    Com mais de 20 anos de experiência na indústria automotiva e na produção de motores, motocicletas e automóveis, Rodacoswiski é formado em engenharia mecânica pelo Centro Universitário Positivo. Ao longo da sua carreira no grupo, ele já atuou no setor de production system strategy, em Munique (Alemanha), e já foi lean manufacturing specialist na fábrica de motores de Steyr (Áustria). Depois de retornar ao Brasil, em 2009, passou pela gerência das fábricas de Manaus, São Paulo e Araquari, onde permaneceu até a atual promoção.

    Divulgação
  • Salesforce anuncia novidades no time de liderança

    A empresa especializada em CRM (gestão de relacionamento com o cliente) Salesforce contratou três novos executivos para seu time de liderança. Ricardo Tassi assume como solutions and strategy director for financial services para a América Latina. O executivo, que trabalhou anteriormente na EY e na McKinsey & Company, será responsável pelo desenvolvimento de soluções com bancos e seguradoras.

    Já Luiz Victor Rodrigues – que também acumula passagem pela McKinsey & Company e já atuou na Sintec – é o novo financial services sector para América Latina, enquanto Paulo Abreu, ex-OLX, Bradesco Seguros, HSBC e McKinsey, será o novo líder regional da equipe, respondendo como senior director business development para a mesma região.

    Reprodução/Forbes
  • Leonardo Gava é o novo diretor de operações da Allianz Partners Brasil

    A Allianz Partners Brasil, companhia de seguros e assistência B2B2C, anunciou a promoção de Leonardo Gava ao posto de diretor de operações do grupo. Com 18 anos de experiência no mercado de operações de call center, sete deles na Allianz, o executivo conta com uma extensa bagagem em transformação operacional, redesign de processos e implementação de novos contratos focados em eficiência e experiência do cliente. Graduado em ciências da computação pela Universidade Anhembi Morumbi, Gava também possui MBA de gestão empresarial na Fundação Getulio Vargas.

    Reprodução/Forbes
  • José Gabizo assume a presidência da FICO América Latina e Caribe

    José Augusto Gabizo é o novo presidente da FICO na América Latina e Caribe a partir do dia 1º de outubro.. A empresa, especializada em software de análise preditiva, era liderada anteriormente por Alexandre Graff, que deixa sua posição para assumir como vice-presidente sênior global de desenvolvimento de negócios para a área de parcerias e alianças da empresa. Há mais de sete anos na FICO, Gabizo ocupava o cargo de diretor comercial para clientes estratégicos.

    Divulgação

Banco Mercedes-Benz anuncia mudanças no quadro executivo

O Banco Mercedes-Benz comunicou quatro mudanças em seu quadro executivo. Diego Marin, atual diretor comercial da instituição, deixará seu cargo para assumir como CEO da empresa na Argentina. Em seu lugar assumirá Marcello Larussa [foto], que desde 2016 atua como head da Mercedes-Benz Corretora de Seguros – posição que passará a ser ocupada por Cristina Rensi, atual gerente de marketing e produto.

Marcelo Festucia, por sua vez, deixará o cargo de diretor de crédito para Viviane Jacob, que está há sete anos na empresa, dois deles como gerente regional de créditos nos Estados Unidos e cinco como head de crédito e operações na Malásia. Segundo a companhia, as mudanças estão alinhadas à estratégia de inovação, transformação digital e crescimento do banco.

 


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).