Exercício é o melhor aliado da saúde mental neste período difícil

Shestock/Getty Images
Use a sua criatividade para se exercitar em casa

Eu sou médico psiquiatra, mas também sou atleta. Comecei fazendo maratonas – fiz 16. Depois, migrei para o triatlo. Fiz algumas provas de Ironman, uma espécie de triatlo turbinado, com distâncias bem maiores do que as de uma prova convencional de triatlo. Fiz 5 Iron e participei de 4 campeonatos mundiais.

Esta pequena introdução é para dizer que este psiquiatra que vos escreve gosta de se exercitar e é o maior incentivador da prática de atividades físicas, especialmente para quem tem algum distúrbio psiquiátrico.

O confinamento tem feito a nossa ansiedade e estresse irem às alturas, devido às inúmeras preocupações que nos têm acometido: emprego, dinheiro, investimentos, medo da morte e do futuro.

Exercitar-se é a melhor válvula de escape para a ansiedade e o melhor aliado neste período, pois tem um efeito profundamente positivo sobre a nossa saúde mental. Não é uma cura mágica para problemas mais graves, mas traz inúmeros benefícios. Listo, a seguir, alguns:

1. Alivia a ansiedade e tem efeito antidepressivo poderoso, ao abrandar a resposta do cérebro ao estresse.

2. Traz uma sensação de bem-estar. A atividade física é fator liberador de endorfinas, drogas naturais produzidas pelo nosso organismo que nos dão uma sensação de prazer e bem-estar.

3. O exercício também gera um efeito que lembra o da meditação. A mente fica ocupada, focada na prática, ajudando a distrair das angústias e das tensões.

4. Promove melhor qualidade do sono e ajuda a controlar o peso, aumentando a nossa autoestima.

5. Fortalece o sistema imunológico, ajudando a combater doenças.

Ver essa foto no Instagram

Forbes Saúde, com o dr. Arthur Guerra

Uma publicação compartilhada por Forbes Brasil (@forbesbr) em

Neste momento, temos de nos virar nos trinta. As academias estão fechadas, assim como os clubes. Exercícios em grupo ou outdoor estão fora de questão. Mas é possível encontrar formas de se manter fisicamente ativo.

Quando eu soube que teríamos de permanecer em quarentena, eu me desesperei e me descobri subindo e descendo os lances de escada do meu prédio para gastar energia. Use a sua criatividade. Você pode optar por ioga, capoeira, dança, enfim, o que quiser. O importante é que a atividade física escolhida lhe dê prazer.

Dr. Arthur Guerra é professor da Faculdade de Medicina da USP.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).