8 aplicativos que vão facilitar - e muito - a rotina das mães

d3sign/Getty Images
d3sign/Getty Images

A tecnologia encontrou algumas soluções para facilitar a rotina das mães

A maternidade é linda, mas cheia de desafios. Afinal, conciliar a atenção dos filhos, vida pessoal e a dedicação ao trabalho torna a rotina extremamente turbulenta e atarefada. 

Em 2019, a jornada feminina demandava 53,3 horas semanais, segundo a Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua). Desse total, 34,8 horas eram ocupadas pela carreira e 18,5 pelos afazeres domésticos e cuidados com a família, especialmente os filhos. No caso dos homens, o levantamento revelou uma jornada de 50,3 horas semanais, sendo 10,4 delas de cuidados com a casa.

LEIA TAMBÉM: 6 aplicativos para cuidar da saúde mental

Nessa experiência multifacetada, a maternidade pode ser fonte de grandes alegrias, mas também de grandes preocupações. Entre colocar a criança para dormir, fazer um check-up na saúde e equilibrar as responsabilidades pessoais e profissionais, muitas vezes parece que faltam horas no dia para dar conta de tudo. Com tantos compromissos, é normal que, às vezes, não sobre tempo de buscar os filhos no colégio ou de verificar se todas as vacinas estão em dia.

Felizmente, a tecnologia encontrou algumas soluções para facilitar a rotina das mães por meio de plataformas de mobilidade urbana, contratação de babás, rede de apoio e monitoramento da saúde.

Veja, na galeria abaixo, 8 aplicativos que vão facilitar – e muito – o dia a dia de quem precisa conciliar várias jornadas:

  • Mães Fora da Caixa

    O aplicativo nasceu com o intuito de criar uma rede de apoio entre mães de diferentes faixas etárias e com as mais variadas experiências. Idealizada por Thaís Vilarinho, a plataforma permite a formação de grupos de discussão públicos ou privados para mostrar o lado real da maternidade e oferecer um ombro amigo para as mães que se sentem pressionadas com os desafios.

    A ferramenta conta, ainda, com um canal de conteúdos exclusivos sobre maternidade, separado de acordo com as dificuldades e vivências em cada fase: desejo de ser mãe, gravidez, puerpério, primeiros seis anos da vida da criança, pré-adolescência e adolescência. As publicações têm uma curadoria especializada, conduzida pela autora e comunicadora digital Gabriela Campanella. “Hoje em dia temos muitas regras e manuais sobre maternar que nos engessam. A ideia é evitar sair de uma caixa e entrar em outra”, explica Thaís.

    Para fortalecer o clima de acolhimento, parceria e empatia, os usuários podem trocar fotos e textos, e buscar, de forma personalizada, novas amizades. Como em um app de encontros, as mães podem utilizar a localização para se conectar com pessoas próximas e interagir com perfis semelhantes aos seus, para fortalecer a comunidade. O aplicativo é gratuito e está disponível para Android e iOS.

    Divulgação
  • Diário da Amamentação

    A plataforma oferece um serviço personalizado aos pais de recém-nascidos ou à espera de um filho. Com o app, o usuário consegue registrar as trocas de fralda no dia, a hora em que o bebê mamou, em qual seio e por quanto tempo, além de receber um lembrete para tomar a pílula anticoncepcional.

    O Diário da Amamentação indica também o endereço e telefone de locais baby friendly nas principais cidades brasileiras, com dicas dos restaurantes, shoppings, hotéis, bares e baladas mais bem preparados para receber a família. Na plataforma, o usuário tem acesso, ainda, aos bancos de leite e postos de coleta, responsáveis por promover o aleitamento materno e executar as atividades de recolhimento, controle de qualidade, pasteurização e distribuição do produto para mães que não conseguem amamentar.

    A ferramenta oferece também dicas para o aumento da produção do leite e para melhorar a noite de sono do bebê, orientação para cólicas e sangramento no mamilo e recomendações sobre a dieta materna, frequência e duração da amamentação. O aplicativo é gratuito.

    Divulgação
  • Ow Mãe

    Lançado em fevereiro deste ano, o OwMãe promete ajudar os pais com uma das partes mais demoradas e desafiadoras da rotina diária: o transporte. O serviço funciona semelhante a um app de transporte convencional, mas trabalha exclusivamente com crianças e adolescentes entre seis e 17 anos.

    As motoristas – somente mulheres – passam por uma rígida seleção antes de serem contratadas. Todas têm experiência anterior de cuidados infantis e passam por uma verificação de sete anos de antecedentes criminais, uso ou tráfico de drogas, referências pessoais e profissionais e entrevistas ao vivo. Para reforçar a segurança, a plataforma conta com uma tecnologia de acompanhamento por vídeo em tempo real por meio da qual os pais podem visualizar, de onde estiverem, todo o trajeto até o desembarque da criança.

    Inicialmente, o aplicativo funciona apenas em São José dos Campos e Taubaté, cidades do interior de São Paulo. A partir de 2022, a expectativa é expandir as operações para as principais capitais do país. A plataforma é gratuita.

    Divulgação
  • Baby Pass

    O Baby Pass é um app de mobilidade para o transporte exclusivo de mulheres ou crianças pequenas, sempre acompanhadas de seus responsáveis. Originalmente, a plataforma foi lançada no Rio de Janeiro e hoje opera também em São Paulo, Porto Alegre, Goiânia, Salvador, Maceió e outras nove cidades do país.

    O grande diferencial é que todos os carros são equipados com cadeirinhas de segurança para crianças de zero a sete anos, e o aplicativo proporciona rotas especiais destinadas ao público infantil, com opções de entretenimento e serviços, como parques, hospitais e shoppings, entre outros. Os pais têm a opção de contratar uma motorista exclusiva mensal para levar e buscar seus filhos no colégio, creches e atividades extracurriculares.

    A equipe de motoristas é 100% formada por mulheres, que recebem treinamentos online e presencial para dirigir com responsabilidade e instalar a cadeirinha de acordo com as normas. Segundo dados divulgados pelo próprio aplicativo, as motoristas já percorreram mais de 800 mil quilômetros transportando 22 mil crianças e 19 mil mulheres. A ferramenta é gratuita.

    Divulgação
  • Sitly

    A ferramenta nasceu para conectar pais e babás de forma rápida, simples e transparente. A plataforma utiliza a geolocalização para fazer um match de profissionais de confiança com as famílias sem precisar sair de casa.

    Ao se cadastrar, a babá indica o tipo de trabalho que está procurando e a quantidade de crianças que consegue cuidar ao mesmo tempo. O app também informa a disponibilidade, valor cobrado, nível de experiência, fotos, referências e outras habilidades da profissional, como dirigir, cozinhar, ajudar com a lição de casa e fazer compras. Os pais podem enviar mensagens e convidar para uma entrevista as mulheres que melhor atendam aos seus critérios.

    A plataforma promove o contato inicial entre as duas partes e, a partir disso, os interessados podem marcar uma entrevista ao vivo para esclarecer todas as questões. O aplicativo sugere uma lista de perguntas relevantes que podem ser feitas durante a conversa. Fazer o download do app e responder às mensagens é gratuito. Para iniciar uma conversa, é preciso assinar os planos mensais de R$ 29,90 para pais e R$ 19,90 para babás.

    Divulgação
  • App Nanny

    O aplicativo funciona como uma rede de apoio para ajudar os pais a encontrar profissionais capacitados e com conhecimentos de enfermagem para cuidar dos filhos. Para garantir a segurança e confiabilidade das babás, elas devem enviar fotos do CPF, RG e comprovante de endereço e a profissional só aparece na ferramenta de pesquisa depois da verificação dos documentos.

    O contratante é capaz de filtrar as características do profissional, definindo o período do trabalho, faixa etária da criança, formação acadêmica da babá, experiência e disponibilidade. O responsável também pode informar se a criança precisará de algum cuidado especial e outros detalhes, como fluência em outros idiomas.

    A plataforma trabalha com um sistema de compra de créditos, que devem ser adquiridos pelos usuários para utilizar os recursos e conseguir contratar uma babá. Inicialmente, os novos usuários recebem cinco créditos promocionais, que viabilizam o uso do sistema por tempo limitado.

    São quatro opções de planos de assinatura: dois dias (R$ 5), uma semana (R$ 25), 15 dias (R$ 39) e por mês (R$ 55). Eles dão direito à abertura de três, sete, 15 e 30 vagas respectivamente, e oferecem buscas ilimitadas de babás, acesso ao telefone, avaliações, referência e possibilidade de entrar em contato diretamente com a profissional.

    Divulgação
  • Minhas Vacinas

    A SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações), em parceria com a Pfizer, lançou uma plataforma para ajudar as famílias a administrarem o calendário de vacinação e não perderem seus históricos de imunização.

    Para manter a vacinação em dia, a plataforma oferece registros para crianças, adolescentes, gestantes, idosos e até atletas. Com base na idade e no sexo informados no cadastro, a ferramenta indica quais são as vacinas recomendadas para o usuário e onde estão disponíveis: rede pública, clínicas particulares ou em ambas.

    O aplicativo também calcula quando a próxima dose da vacina deve ser tomada e, conforme a data se aproxima, emite alertas para o usuário, permitindo que ele adicione lembretes ao calendário.

    Divulgação
  • Sound Sleeper

    Se o seu filho tem dificuldades para se acalmar e dormir, o Sound Sleeper pode ser a solução. Para o bebê pegar no sono suavemente, a plataforma oferece uma série de áudios de ruído branco, ideal para disfarçar ou abafar sons externos que interrompem o sono, como o barulho de carros, obras ou cachorros latindo.

    A biblioteca de áudios inclui sons de chuva, passeio de carro, ventilador, oceano, lareira, secador de cabelo e até do útero materno. O grande diferencial é o recurso listen-mode (modo ouvir): o choro do bebê liga o programa automaticamente. Os pais também têm a opção de gravar seus próprios sons relaxantes.

    Todos os áudios podem ter volume e duração regulados. A ferramenta promete ajudar a desenvolver bons hábitos de sono e manter a criança dormindo durante toda a noite. O aplicativo é gratuito, mas possui recursos exclusivos na versão paga, a partir de R$ 24,90 por mês.

    Divulgação

Mães Fora da Caixa

O aplicativo nasceu com o intuito de criar uma rede de apoio entre mães de diferentes faixas etárias e com as mais variadas experiências. Idealizada por Thaís Vilarinho, a plataforma permite a formação de grupos de discussão públicos ou privados para mostrar o lado real da maternidade e oferecer um ombro amigo para as mães que se sentem pressionadas com os desafios.

A ferramenta conta, ainda, com um canal de conteúdos exclusivos sobre maternidade, separado de acordo com as dificuldades e vivências em cada fase: desejo de ser mãe, gravidez, puerpério, primeiros seis anos da vida da criança, pré-adolescência e adolescência. As publicações têm uma curadoria especializada, conduzida pela autora e comunicadora digital Gabriela Campanella. “Hoje em dia temos muitas regras e manuais sobre maternar que nos engessam. A ideia é evitar sair de uma caixa e entrar em outra”, explica Thaís.

Para fortalecer o clima de acolhimento, parceria e empatia, os usuários podem trocar fotos e textos, e buscar, de forma personalizada, novas amizades. Como em um app de encontros, as mães podem utilizar a localização para se conectar com pessoas próximas e interagir com perfis semelhantes aos seus, para fortalecer a comunidade. O aplicativo é gratuito e está disponível para Android e iOS.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).