Dia Mundial do Sono: colchões de luxo por até R$ 2,5 milhões

Quanto vale uma noite bem dormida? Para quem pode pagar por materiais de luxo e fabricação artesanal, muito.

Giovanna Simonetti
Compartilhe esta publicação:
Brandon Barré
Brandon Barré

No Dia Mundial do Sono, selecionamos os colchões mais luxuosos e caros do mundo

Acessibilidade


A ciência já comprovou que uma noite bem dormida tem impacto sobre nossa saúde física e mental, por isso investir em rituais e produtos que proporcionem um sono de qualidade tem seu valor. Há quem leve essa máxima a sério e desembolse centenas de milhares de reais – ou mais – em colchões de alto luxo e tecnologia. 

Hoje (18) é o Dia Mundial do Sono, e resolvemos comemorar a data reunindo cinco das mais caras marcas de colchão do mundo. Alguns deles são feitos artesanalmente e demandam centenas de horas de serviço especializados. Os materiais são naturais como crina de cavalo e cashmere. Alguns têm 30 anos de garantia. Confira a seguir: 

VEJA TAMBÉM: 5 hotéis de luxo pelo mundo que são verdadeiros retiros do sono

Hastens 

Divulgação

A empresa sueca, fabricante de colchões desde 1852 e já na sexta geração de mestres artesãos, é uma das marcas mais luxuosas do mercado do sono. Fornecedora oficial da família real da Suécia desde 1952, tem uma lista de clientes que inclui personalidades como o rapper Drake e o jogador Cristiano Ronaldo. O preço da Hastens é justificado por eles pela quantidade de horas gastas para chegar ao resultado final – os colchões são feitos totalmente artesanalmente – e pelo tipo de material, que são naturais e da maior qualidade, entre eles crina de cavalo, lã, algodão e linho. 

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Com camas que começam em US$ 10 mil (R$ 51 mil), a estrela da marca é a Grand Vividus. Feita em parceria com o designer de interiores de luxo Ferris Rafauli, seu projeto levou 2anos para ser concluído e cada unidade leva 600 horas de trabalho manual para ser montada e costurada. De couro natural e 100% algodão, distribuído por diversas camadas, e molas amarradas individualmente para dar suporte personalizado, custa em torno de  até US$ 500 mil (R$ 2,59 milhões). Detalhe: com lista de espera. 

Outros de seus modelos com preços extravagantes são o Vividus (US$ 210 mil) e o Marwari Special Edition (cerca de US$ 68 mil). 

Vispring

Divulgação

Especializada em camas de luxo desde 1901, a marca britânica tem modelos a partir de US$ 8.500 (R$ 43.500) e podem chegar a US$ 93 mil (cerca de R$ 477 mil) com as opções de personalização. Com 30 anos de garantia e feito artesanalmente, o colchão mais caro é o Diamond Majesty, com três camadas de molas e estofamento de lã, pêlo da cauda de cavalo, lã Shetland, seda, cashmere, fibra de alpaca, bambu e algodão orgânico. No programa de customização, é possível até fazer cada metade da cama de um jeito diferente (mais firme ou suave) para ajustar às necessidades de quem vai dormir em cada lado. 

Kluft

Divulgação

A norte-americana Kluft produz colchões de US$ 2.000 a US$ 30 mil (entre R$ 10 mil e 153 mil). Destaque para o luxuoso Palais Royale, com mais de 2.000 molas e 10 camadas de estofamento feitas com cashmere, lã mohair e de alpaca, algodão orgânico e crina de cavalo. O modelo é projetado com um sofisticado sistema de mapeamento corporal, costura lateral tradicional à mão e tufos de estofado inseridos manualmente. 

VEJA TAMBÉM: 10 perfumes mais caros do mundo

Duxiana

Divulgação

Outra marca de origem sueca com 96 anos de história, os colchões da Duxiana são escolhidos por hotéis ultra-luxuosos, como o Burj Al Arab Jumeirah, em Dubai.

Com preços que começam em US$ 4.495 (R$ 23 mil), seu modelo de cama mais caro e avançado é o The Xclusive, a partir de US$ 27.600 (cerca de R$ 141 mil). Ele é um “sistema de dormir” totalmente personalizável, com quase o dobro de molas de um colchão médio (mais de 4.000), distribuídas em várias camadas e que se adaptam ao peso e corpo de cada pessoa. Cada zona do corpo – ombros, quadril e pernas – pode ter uma configuração de firmeza diferente.

Avocado

Divulgação

Marca norte-americana que tem definido os padrões de produtos de cama sustentáveis, a Avocado fabrica colchões sem químicos, com materiais naturais que ela mesma plantou e colheu. Em 2020, associou-se à marca de bem-estar da atriz Gwyneth Paltrow, Goop, para produzir a cama mais luxuosa (e cara) de seu catálogo. Apenas o colchão avulso vai de US$ 24 a 34 mil (R$ 123 a 174 mil), enquanto a cama completa parte de US$ 38 mil (R$ 194 mil) e pode chegar até US$ 58 mil (cerca de R$ 297 mil). 

Totalmente artesanal, tem 29 camadas feitas com materiais com certificado de orgânicos e origem sustentável, como algodão, lã, alpaca, látex puro, fibras de coco, cashmere, seda e cânhamo. Para cada uma das camas, é necessária uma equipe de 12 artesãos e várias semanas de trabalho. São oferecidos 25 anos de garantia.

Compartilhe esta publicação: