Will Smith se recusou a deixar o Oscar após tapa em Chris Rock, diz a Academia

A Academia pode tomar medidas, incluindo suspender, expulsar ou sancionar Smith por violar os padrões de conduta da organização.

Zachary Snowdon Smith
Compartilhe esta publicação:
Myung Chun / Los Angeles Times via Getty Images
Myung Chun / Los Angeles Times via Getty Images

Will Smith dá um tapa no comediante Chris Rock no palco durante o 94º Oscar no Dolby Theatre

Acessibilidade


A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas pediu ao ator Will Smith que deixasse a cerimônia do Oscar depois de dar um tapa no comediante Chris Rock no domingo, mas Smith recusou. A informação foi revelada pela organização hoje (30) ao anunciar a abertura de procedimentos disciplinares contra o ator, que venceu o prêmio de Melhor Ator naquela noite.

Em seu comunicado, a Academia reconheceu que “poderíamos ter lidado com a situação de maneira diferente”.

A Academia pode tomar medidas, incluindo suspender, expulsar ou sancionar Smith por violar os padrões de conduta da organização, que proíbem “contato físico inapropriado, comportamento abusivo ou ameaçador e comprometer a integridade da Academia”.

A Academia chamou o incidente de “um evento profundamente chocante e traumático para se testemunhar pessoalmente e na televisão”, elogiando Rock por sua resposta autocontrolada ao ataque.

A organização pediu desculpas a Rock e aos indicados, convidados e espectadores do prêmio pelo incidente.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O conselho de governadores da organização se reunirá em 18 de abril, momento em que uma ação disciplinar pode ocorrer, disse a Academia.

Entenda o caso

Smith invadiu o palco do Oscar, deu um tapa em Rock e gritou “mantenha o nome da minha esposa fora da sua boca” depois que o comediante fez uma piada sobre a cabeça raspada da esposa de Smith, Jada Pinkett Smith, que tem alopecia, uma condição que causa cabelo perda. Smith mais tarde fez um discurso choroso de aceitação depois de ganhar um Oscar de Melhor Ator por sua atuação na cinebiografia de tênis “King Richard”, mas seu discurso excluiu notavelmente um pedido de desculpas a Rock, e ele mais tarde foi visto dançando e comemorando com a família e colegas do show business.

No dia seguinte, depois que a reação ao ataque começou a crescer, Smith se desculpou com Rock e a Academia no Instagram, comentando que a piada “era demais para [ele] suportar”. Apesar desse gesto de contrição, a Academia disse a seus membros que ainda estava “chateada e indignada” com o comportamento de Smith, informou a CNN. O Departamento de Polícia de Los Angeles disse que Rock se recusou a registrar um boletim de ocorrência, mas observou que ainda tinha a opção de fazê-lo posteriormente.

Reação

“Fiquei enojado com a ovação de pé”, disse Jim Carrey à co-apresentadora da CBS Mornings, Gayle King, ontem (29), referindo-se à resposta que Smith recebeu ao ganhar o Oscar de Melhor Ator. “Eu senti que Hollywood é apenas covarde”.

Em tempo

Embora a audiência da cerimônia de domingo tenha aumentado mais de 6 milhões de espectadores, ou cerca de 60%, este aindou foi o segundo Oscar menos assistido desde pelo menos a década de 1970, de acordo com o Hollywood Reporter.

Mais sobre o Oscar 2022

Oscar 2022: “No Ritmo do Coração” vence como Melhor Filme, mas tapa de Will Smith rouba a cena

Os melhores looks das estrelas no tapete vermelho

Oscar 2022: as melhores e mais impactantes joias da noite

Academia diz que não tolera violência após Will Smith bater em Chris Rock

Compartilhe esta publicação: