As 5 atitudes típicas da rotina de um CEO

Getty Images
O CEO deve ter a visão do futuro da empresa, o destino para o qual quer conduzi-la

Ao longo da minha carreira, tive o privilégio de trabalhar com CEOs de diferentes capacidades e perspectivas. Auditei empresas lideradas por CEOs, assessorei, financiei e investi em CEOs. Fui orientada por eles. E tenho orientado CEOs como parte da diretoria. Sou CEO da minha própria empresa de investimento e gestão de impacto, a Pique Ventures.

LEIA MAIS: Os melhores CEOs do Brasil

Não está explícito no contrato de um CEO que é preciso assumir outros trabalhos, se necessário, para preencher uma lacuna temporariamente. Isso pode acontecer durante o corte de gastos ou um período de reestruturação da empresa. Mas, se um CEO executa outras funções por longo prazo, não se concentra no seu trabalho como tal.

Veja, na galeria de fotos abaixo, 5 atitudes típicas de um CEO:

  • 1. Tomar decisões e assumir responsabilidades

    Esta é a maior parte do trabalho: tomar decisões e assumir a responsabilidade pelos resultados. O CEO deve ter a visão do futuro da empresa, o destino para o qual quer conduzi-la. Pensar estrategicamente é decidir como a companhia construirá o seu futuro. É pensar de maneira macro. Quando inicia o microgerenciamento ou a execução de uma tarefa específica, o CEO não está mais agindo como um CEO.

  • 2. Liderar o time

    Eles guiam a empresa na direção da visão que têm e definem a cultura da companhia, a forma como todos devem pensar e agir para alcançar esse objetivo.

  • 3. Garantir que a empresa esteja capitalizada

    Ou seja: assegurar que a empresa não fique sem dinheiro para fazer o que precisa ser feito. Independentemente de onde vem o capital, sejam lucros acumulados (ou seja, retidos), endividamento ou patrimônio líquido, é tarefa do CEO garantir capital para a empresa.

  • 4. Administrar os riscos

    Eles trabalham para reduzir a incerteza e a volatilidade. Isso torna a companhia mais atraente para clientes e fornecedores. Além disso, faz dela um local interessante para trabalhar, um ambiente com uma variedade maior de pessoas, e mais agradável. Até porque a redução dos riscos diminui o custo de capital de uma companhia e a tensão interna.

  • 5. Prestar contas ao proprietário

    Isto é, responder aos donos do negócio, aos seus acionistas e também àqueles com propriedade moral — qualquer pessoa comprometida com a visão e as metas da empresa. Os CEOs são responsáveis ​​perante os proprietários de uma empresa ou um Conselho de Administração que os represente pelo desempenho e o impacto da companhia.

1. Tomar decisões e assumir responsabilidades

Esta é a maior parte do trabalho: tomar decisões e assumir a responsabilidade pelos resultados. O CEO deve ter a visão do futuro da empresa, o destino para o qual quer conduzi-la. Pensar estrategicamente é decidir como a companhia construirá o seu futuro. É pensar de maneira macro. Quando inicia o microgerenciamento ou a execução de uma tarefa específica, o CEO não está mais agindo como um CEO.

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).