8 técnicas para evitar a fadiga mental e ter um cérebro mais feliz e saudável

Getty Images
Getty Images

Essas lições que tivemos, vão ser extremamente úteis para alcançar clientes futuros, e vão trazer ainda mais inovação para a empresa

“O trabalhador realmente eficiente não apinha seu dia com trabalho, mas divaga por suas tarefas com uma grande aura de facilidade e lazer”, diz Henry David Thoreau.

Provavelmente, você não está acreditando muito nesta citação, mas prometo que é verdade. Se você é como a maioria das pessoas, está acostumado a se apressar, correr e a ser multitarefas, confiante de que esta é a única maneira de alcançar seus objetivos. Se sua vida hoje faz com que você faça malabarismos com várias atividades ao mesmo tempo para conseguir concluí-las, você poderia ser um das milhões de pessoas que acredita que essa estratégia é essencial para sobreviver em uma cultura que espera que você troque pneus rodando 120 quilômetros por hora.

VEJA TAMBÉM: Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, e fique por dentro de tudo sobre empreendedorismo

Divagar é um bom remédio, contra-intuitivo, mas verdadeiro

Embora você ache que ser multitarefa é essencial para ter maior produtividade, os especialistas discordam. Eles dizem que lidar com e-mails, telefonemas e mensagens de texto ao mesmo tempo, realmente inibem sua capacidade de se concentrar e produzir. Isso fatiga seu cérebro e ofusca sua capacidade de interagir com os outros e aproveitar o momento presente. De longe, uma pessoa multitarefa parece produtiva e ocupada, mas não acredite em tudo que vê. Os cientistas dizem que uma explosão inicial de aumento de horas de trabalho pode aumentar a produtividade, mas com o tempo, essas longas horas acabam a diminuindo. E uma semana de trabalho de 80 horas pode levar a burnout em menos de um mês.

A ciência é simples

Pesquisadores da Universidade de Michigan descobriram que, quando você faz várias coisas ao mesmo tempo, na verdade, está forçando seu cérebro a se concentrar diferentemente a cada mudança de tarefa, reduzindo a produtividade em até 40%. A multitarefa não só prejudica a produtividade, como também neutraliza a eficiência e a qualidade do resultado, criando vários projetos incompletos que podem deixar você sobrecarregado e estressado.

Estudos da Universidade de Stanford confirmam que pessoas muito multitarefas têm problemas em concentrar e excluir informações irrelevantes, criando maior estresse. Em um esforço para lidar com a sobrecarga da multitarefa prolongada, os cientistas dizem que seu cérebro é religado, causando um raciocínio fraturado, falta de concentração e fadiga cerebral. Como resultado, os multitarefas levam mais tempo para alternar entre deveres e são menos eficientes em lidar com problemas.

LEIA MAIS: Qual é a probabilidade de você cometer um erro que vai acabar com sua carreira?

Seu cérebro fatigado pela decisão

Em algum momento, talvez você precise executar mais de uma atividade por vez. Mas tornar a multitarefa um padrão desgasta o cérebro. Cientistas descobriram um fenômeno conhecido como fadiga da decisão. Seu cérebro fatigado pode tomar decisões diferentes das que você faria depois de descansado. Quanto mais você realiza tarefas múltiplas e mais escolhas faz, mais difícil é para o seu cérebro tomar decisões simples: o que vestir, onde comer, quanto gastar ou como priorizar projetos de trabalho? A fadiga cerebral pode levar a atalhos, como a não verificação completa de um e-mail importante ou a exclusão de uma tomada de decisão com sua equipe. E isso pode causar você ter menos colegas de trabalho, comer fast food em vez de refeições saudáveis ​​e abrir mão dos exercícios físicos.

Dicas para prevenir a fadiga mental e criar um cérebro mais feliz

É um paradoxo, mas quanto mais você divagar, em vez de fazer tudo com velocidade, mais produtivo, eficiente e bem-sucedido se tornará. Veja na galeria a seguir oito dicas para ajudá-lo a frear a multitarefa, permanecer produtivo e evitar fritar o seu cérebro:

  • 1. Não permita que e-mails e mensagens de texto interrompam uma tarefa. Você manterá seu nível de estresse mais baixos assim.

    Getty Images
  • 2. Delegue as tarefas quando possível. Você terá menos trabalho e mais tempo para se concentrar em uma coisa de cada vez.

    Getty Images
  • 3. Faça menos tarefas simultâneas e diminua o ritmo. Ir devagar pode realmente catapultar sua felicidade, bem-estar e sucesso. Lembra das fábulas de Esopo? A tartaruga –não a lebre– venceu a corrida.

    Getty Images
  • 4. Priorize as tarefas mais importantes, uma de cada vez, e termine um grande projeto antes de iniciar outro. É menos provável que você fique sobrecarregado.

    Getty Images
  • 5. Evite pular de uma tarefa para outra tarefa, anote-a para não esquecê-la e retorne a ela depois de concluir seu projeto atual. Você terá melhor foco e concentração.

    iStock
  • 6. Traga sua atenção para o momento presente de vez em quando, observe o que está ao seu redor e respire. Isso é chamado de consciência de mente aberta. Você ficará menos estressado, mais produtivo e bem-sucedido a longo prazo.

    Getty Images
  • 7. Divague pelas suas tarefas e realize uma de cada vez para manter os relacionamentos vivos. A pressa e a multitarefa bloqueiam conexões importantes com colegas e entes queridos. Divagar no tempo presente permite que você se envolva com as pessoas ao seu redor.

    Getty Images
  • 8. Relaxe seu cérebro entre os deveres. Exercícios rápidos, relaxamento ao ar livre, respiração profunda, meditação, ioga, massagem e tai-chi são maneiras de criar um cérebro feliz.

    Getty Images

1. Não permita que e-mails e mensagens de texto interrompam uma tarefa. Você manterá seu nível de estresse mais baixos assim.

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).