Perdigão aposta em culinária como lazer e lança campanha interativa com consumidores

Reprodução
Reprodução

Para executiva da Perdigão, nunca se cozinhou tanto em casa

“Percebemos que comida e comer junto se tornou lazer das pessoas. Nunca se fez tanto bolo, pão e churrasco”, afirma a gerente-executiva da Perdigão, Luciana Bulau. Segundo a executiva, em entrevista exclusiva à coluna Forbes Taste, foi esse o ponto de partida para a criação de uma campanha, cuja “pièce de résistance” é uma propaganda que teve suas cenas gravadas remotamente na casa dos consumidores da marca de alimentos.

A ação também desenvolveu uma novidade dentro do hub Comer Junto –estratégia que havia sido lançada em 2018. No site, os consumidores têm a opção de fazer uploads de suas receitas com produtos Perdigão, que poderão entrar no site da marca depois de passarem por uma curadoria. Desde a estreia da propaganda na TV, o hub recebeu 1,4 milhões de acessos.

LEIA MAIS: EXCLUSIVO: Depois de pouco mais de um ano no Brasil, fabricante plant based NotCo vai lançar e-commerce próprio

“O ‘comer junto conectado’ foi um twist na nossa estratégia. Estar em grupo passou a ser menos importante e focamos no ritual”, explica Luciana, acrescentando que, de janeiro a maio, o site da Perdigão teve mais acessos do que em 2019 inteiro, tudo por conta da busca das pessoas por encontrar o que fazer dentro de casa.

A necessidade da rápida criação de uma nova estratégia de marketing foi apenas um dos impactos –esse positivo– da pandemia. “O primeiro foi de abastecimento. Nossa cadeia é viva. Não é apertar um botão e redimensionar sua produção”, conta Luciana. “Também precisamos correr atrás do digital, pois éramos dependentes do físico. Agora lançamos um e-commerce que atende parte de São Paulo.”

O movimento digital já estava acontecendo dentro da empresa, mas, como na maioria dos casos vistos desde que a crise do novo coronavírus começou, foi acelerado. “Já estávamos nos aproximando das plataformas de delivery. E [agora] muita gente que não tinha familiaridade nenhuma entrou. Então, aceleramos, e a tendência é investir e multiplicar na BRF [multinacional fruto da fusão entre Perdigão e Sadia] como um todo”, pontua.

De acordo com Luciana ainda não é possível traçar com clareza uma tendência no consumo de alimentos no pós-pandemia, mas há alguns insights. “É tudo muito dinâmico. Vemos o voltar para dentro de casa”, diz. “Acho que tem uma busca por praticidade, pratos prontos tiveram aumento de vendas. E o outro lado é o autoral, com uma quebra do estigma de cozinhar.”

***

Empório estrelado

O estrelado restaurante carioca Lasai, do chef Rafa Costa e Silva, acaba de lançar o Lasai Empório, um serviço de kits gastronômicos com menu casa para ser preparado na própria cozinha do cliente. O kit serve duas pessoas e contém entrada, prato principal e sobremesa. Entre as opções, costelinha de porco e arroz de rabada. A caixa vem com instruções e dá acesso a vídeos passo a passo.

***
Portugueses inéditos

A vinícola portuguesa Niepoort, do famoso produtor Dirk Niepoort, é agora representada no Brasil pela Grand Cru. São oito rótulos –de Porto, Douro, Dão e Minho–, além das famílias de vinho do porto. A importadora pretende trazer os vinhos da Niepoort produzidos na região da Bairrada ainda neste ano, como o bem avaliado Nat Cool. São novidades inéditas no Brasil: Niepoort Dão Conciso 2015, Dão Rotulo Tinto 2016 e Niepoort Dão Rotulo Touriga Nacional 2016.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo: .

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).