Caminhos do Cacau: da amêndoa ao chocolate, como a fruta que sai da lavoura se transforma em delícias

No Dia do Cacau, conheça a trajetória do fruto que começa no campo e leva benefícios para a saúde e o bem-estar.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Getty_John Kevin
Getty_John Kevin

Do campo à mesa, o cacau é uma das frutas mais apreciadas do mundo

Acessibilidade


Hoje, 26 de março, é o dia do ingrediente base do chocolate, o cacau, fruta presente na Amazônia desde a Era Pré-Colombiana e que depois se espalhou. No ano passado, o país processou  224.168 toneladas de amêndoas de cacau, volume 4,43% superior a 2020, de acordo com a AIPC ( Associação Nacional das Indústrias Processadoras de Cacau). Foi o melhor resultado desde 2014.

Há inúmeras marcas de chocolates, das mais populares às mais sofisticadas. O brasileiro consome uma média de 2,6 quilos de chocolate per capita/ano, ainda longe de países no topo do consumo, como Suíça, Alemanha, Áustria, Irlanda e Reino Unido, todos com volumes acima de 7 kg/per capita/ano, com os suíços indo a 9 kg/per capita. Mas o brasileiro é um apreciador do doce. Pesquisas da ABICAB (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas ) mostram que o chocolate está presente em 90% dos lares brasileiros.

LEIA TAMBÉM: Saiba quem são os melhores produtores de cacau do Brasil

Para mostrar os desafios da cadeia produtiva do cacau, a Forbes Agro preparou uma série de reportagens, a partir de hoje, para você conhecer o que os produtores, a pesquisa e a indústria do cacau estão buscando para elevar a qualidade dessa cadeia do alimento. Mas não sem antes você conhecer o Theobroma cacao, ou cacaueiro. Confira a seguir o que é cacau e nos próximos dias outras histórias no ESPECIAL CAMINHOS DO CACAU:

1 – A árvore

Em grego, theo significa Deus e broma, bebida, ou bebida dos deuses. A árvore Theobroma cacao é uma planta do gênero Theobroma. Na biologia, gênero é um conjunto de características de aparência e funcionalidade, e que possui um grau de proximidade genética elevado. Basta comparar o fruto do cacaueiro com o fruto do cupuaçuzeiro para conferir as semelhanças: cacau e cupuaçu são do mesmo gênero. A árvore Theobroma cacao, originária da chuvosa bacia do rio Amazonas, pode medir de 3 metros até 20 metros de altura.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Ar razzaq_Getty
Ar razzaq_Getty

A árvore do cacau pode ser crescer de 3 metros a até 20 metros de altura

2 – O fruto

A floração acontece no verão. Os frutos do cacau podem ser colhidos em duas épocas. A safra vai de setembro de um ano a fevereiro do ano seguinte, com uma segunda safra, a temporão, ou fora do tempo apropriado para a planta, entre março e agosto. De cor dourada ou vermelha, o fruto do cacaueiro tem a forma de amêndoa onde estão de 20 a 40 sementes. Fresca, a semente do cacau é aromática, amarga e oleosa.

Ceplac
Ceplac

O fruto do cacaueiro tem a forma de amêndoa onde estão de 20 a 40 sementes

3 – A lavoura

As lavouras de cacau podem ser cultivadas em sistema cabruca ou sombreado e o sistema a céu aberto. No sistema cabruca, o cacaueiro fica embaixo de árvores. A sombra deve ser de 20%. O cacau também pode ser plantado em consórcio com espécies nativas, entre elas a seringueira, mogno, angelim, jatobá, cumaru, freijó, ipê, andiroba, cedro, angelim, jatobá.  A pleno sol, como o próprio nome diz, o cacau é plantado sozinho em uma área. Esse sistema é muito utilizado no Pará.

Aguido Ferreira_Ceplac Bahia
Aguido Ferreira_Ceplac Bahia

Sistema de plantio de cacau a pleno sol, sem a proteção de árvores maiores

4 – O processo

O processo para transformar o cacau em chocolate é relativamente simples, por meio da torra e moagem das amêndoas secas. O processo pode ser industrial ou caseiro. São quatro as etapas no processamento.  A primeira é o cacau em amêndoas, que é ter o produto fermentado e depois seco. A segunda etapa é do cacau líquor, produto resultante da torra e moagem das amêndoas, depois de retiradas as cascas e as impurezas. A terceira etapa é a separação da manteiga e da torta de cacau. Para que isso ocorra, o líquor é prensado, separando os dois produtos. A quarta etapa é o processamento do chocolate, fabricado a partir da mistura do liquor, ou da torta, com a manteiga e outros  ingredientes como açúcar e leite.

Dianazh_Getty
Dianazh_Getty

A manteiga do cacau é a parte separada, depois da prensagem do liquor

5 – Os produtos

O chocolate, nas suas mais variadas composições, é o principal produto do cacau. Mas há muitos outros derivados do cacau, como o mel do cacau, nibs, manteiga e polpa para sucos, geleias e doces. Os cosméticos e produtos de higiene pessoal também têm ganhado mercado com sabonetes, shampoos, protetor solar, perfumes, condicionadores, óleos e hidratantes corporais, creme dental e tinturas.

 Gettyimages
Gettyimages

Chocolate é o principal produto do cacau, mas há vários outros

6 – As propriedades

O cacau é rico em cafeína e glicosídeo, mais cálcio, vitamina C, fósforo, magnésio, ferro, potássio, zinco e vitamina B1. A semente pode conter entre 34% e 56 % de matéria graxa e óleo, além de fécula, açúcar, amido, ácido oxálico, tanino e enzimas. A polpa adocicada possui 12 % de sacarina.   É um alimento funcional por ser antioxidante, anti-inflamatório e cardioprotetor.

 Gettyimages
Gettyimages

De sabor adocicado, a polpa possui 12 % de sacarina

CONFIRA MAIS REPORTAGENS DO ESPECIAL “CAMINHOS DO CACAU”:

Por que a Dengo paga mais aos produtores pelo cacau de seus chocolates

Chocolate Ferrero tem por trás uma legião de produtores estrangeiros

Conheça as iniciativas que estão fazendo seu chocolate mais gostoso

Como o cacau de origem salvou uma fazenda baiana da falência

Compartilhe esta publicação: