Michelin mantém três estrelas de cinco restaurantes em Nova York em lista de 2020

Divulgação
O Le Bernardin retornou ao posto de três estrelas no Guia Michelin

Resumo:

  • Guia Michelin anunciou ontem (21) a lista de restaurantes estrelados em Nova York;
  • O ranking se expandiu neste ano também para o condado de Westchester;
  • Os cinco restaurantes com três estrelas são os mesmos do ano passado;
  • A lista adicionou dez novos estabelecimentos que valem uma refeição.

Em sua 32ª edição, o famoso guia Michelin, considerado o mais importante do mundo da comida, acaba de lançar sua lista de 2020 para a cidade de Nova York e o condado de Westchester. É um dos três rankings (ao lado do James Beard Awards e do World’s 50 Best Restaurants) que pode influenciar consideravelmente o sucesso de um restaurante: ganhar apenas uma estrela pode solidificar o lugar de um estabelecimento no firmamento culinário. Só fazer parte da lista Bib Gourmand (composta por mais lugares “acessíveis”) é o tipo de honra que pode manter os clientes próximos.

Divulgação
O Four Horsemen é um de oito novos restaurantes de uma estrela em Nova York

Este ano foi muito parecido com o ano passado: ainda não há muito movimento nas categorias de três e duas estrelas, apesar de a cidade de Nova York ter uma das cenas gastronômicas mais dinâmicas e diversificadas do mundo. No total, houve apenas dez restaurantes recém-estrelados este ano, abaixo dos 15 do ano passado.

Os cinco restaurantes de três estrelas de 2020 são os mesmos que estiveram no topo da lista nos últimos anos. O Eleven Madison Park, de Daniel Humm; o Le Bernardin, de Eric Ripert; o Per Se, de Thomas Keller; o Masa, de Masa Takayama; e o Chef’s Table at Brooklyn Fare, de César Ramirez, mantiveram seu status. A única mudança significativa recentemente foi o “rebaixamento” de Jean-Georges para duas estrelas em 2018, depois de mais de dez anos com três.

Divulgação
O Le Jardinier, do Chef Alain Verzeroli, oferece um menu baseado em vegetais

Embora fosse bom poder ver alguns novos lugares na lista de três estrelas, também é difícil argumentar sobre a excelência dos cinco principais restaurantes. A consistência ao longo do tempo -boa comida e serviço extraordinário, ano após ano- é um dos principais critérios para atingir esse nível de distinção. “Ao validar uma estrela pela primeira vez ou renovar a distinção, os avaliadores visitam o restaurante várias vezes ao longo do ano para garantir que o chef e sua equipe possam demonstrar o mesmo domínio dos cinco critérios em todo o menu em cada visita”, diz Gwendal Poullennec, diretor internacional dos guias Michelin. “Essa abordagem garante aos nossos leitores, que são nossos principais clientes para os guias, que eles possam confiar nas opiniões da Michelin sobre um restaurante de uma estrela (ou duas ou três) em qualquer mercado que visitarem.”

Divulgação
O Marea, do Chef Michael White, foi um dos restaurantes “rebaixados” de duas para uma estrela

Quanto à classificação de duas estrelas, há duas novas inclusões: o Atomix (um restaurante coreano contemporâneo) e o Blue Hill at Stone Barns (espaço inovador e avançado de produção do chef Dan Barber, em Tarrytown). Os dois são adições refrescantes, considerando que as duas unidades do Blue Hill têm sido amplamente reverenciadas por clientes criteriosos e entusiasmados por anos. Afinal, Barber é o tipo de chef que pode fazer uma cenoura parecer tão atraente quanto o porterhouse mais suculento.

Por outro lado, o Marea, de Michael White, especializado em cozinha italiana costeira, foi rebaixado para uma estrela. Como foi o Sushi Ginza Onodera. E ainda mais restaurantes foram despidos de sua única estrela: Faro, Café Bouloud, Babbo, Junoon, Kyo Ya e Cafe China.

Divulgação
O Ukiyo é um dos novos restaurantes do guia, mas não está em funcionamento segundo seu website

Como sempre, as mudanças mais notáveis ​​deste ano aconteceram na categoria de uma estrela, com oito novos restaurantes, a maioria decididamente mais casual do que o que os avaliadores da Michelin geralmente preferem: Benno, Crown Shy, Estela, The Four Horsemen, Le Jardinier, Odo, Oxalis e Ukiyo.

Há uma grande mudança na lista de 2020: a expansão do guia da cidade de Nova York para o Condado de Westchester, ao norte da cidade. E, embora essa seja uma grande modificação, apenas um restaurante está na área: o Blue Hill at Stone Barns. Mas podemos ver mais representações de Westchester nos próximos anos.

Existem alguns buracos flagrantes no guia deste ano. Certamente, o Lilia (de Missy Robbins) e o King (de Jess Shadbolt, Clare de Boer e Annie Shi), ambos lugares em que comensais exigentes de Nova York se reúnem, merecem pelo menos um Bib Gourmand. (Vale a pena notar que a designação Bib Gourmand é vista como uma lista de observação de tipos de restaurantes que poderiam chegar a uma estrela e mais além.)

Divulgação
O Benno, na 27th Street, foca em receitas mediterrâneas

Veja a lista completa abaixo:

3 estrelas (cozinha excepcional, vale a viagem)

Chef’s Table at Brooklyn Fare

Eleven Madison Park

Le Bernardin

Masa

Per Se

2 estrelas (cozinha excelente, vale desviar o caminho)

Aquavit

Aska

Atera

Atomix (novo participante)

Blanca

Blue Hill at Stone Barns (novo participante)

Daniel

Gabriel Kreuther

Ichimura at Uchū

Jean-Georges

Jungsik

Ko

L’Atelier de Joël Robuchon

The Modern

1 estrela (cozinha de alta qualidade, vale a parada)

Agern

Ai Fiori

Aldea

Bar Uchū (fechado)

Batârd

Benno (novo participante)

Blue Hill

Bouley at Home

Carbone

Casa Enrique

Casa Mono

Caviar Russe

Claro

The Clocktower

Contra

Cote

Crown Shy (novo participante)

Del Posto

Estela (novo participante)

The Four Horsemen (novo participante)

Gotham Bar and Grill

Gramercy Tavern

Hirohisa

Jeju Noodle Bar

Jewel Bako

Kajitsu

Kanoyama

Kosaka

L’Appart

Le Coucou

Le Jardinier (novo participante)

Marea (anteriormente com duas estrelas)

Meadowsweet

The Musket Room

Nix

Noda

NoMad

Odo (novo participante)

Okuda

Oxalis (novo participante)

Oxomoco

Peter Luger

The River Café

Satsuki

Sushi Amane

Sushi Ginza Onodera (anteriormente com duas estrelas)

Sushi Inoue

Sushi Nakazawa

Sushi Noz

Sushi Yasuda

Tempura Matsui

Tuome

Ukiyo (novo participante)

Uncle Boons

Wallsé

ZZ’s Clam Bar

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).