Alta nos preços faz Grupo Locale adaptar cardápio

Divulgação
Divulgação

Valor das matérias-primas chegou a aumentar 81%, mas restaurateur Gabriel Fullen mantém o otimismo

No comando do japonês Oguru, da Locale Trattoria e da Locale Caffè, os sócios Gabriel Fullen, Nicholas Fullen e Sandro Myasaki assistiram com preocupação ao fechamento das portas de restaurantes e bares da capital paulista durante a pandemia. “Estávamos vivendo um cenário jamais visto pela nossa geração”, contam os restaurateurs que administram o Grupo Locale.

Enquanto os salões permaneceram vazios, a maior dúvida dos empresários não se resumia à data de reabertura. Eles queriam saber o que mudaria a partir dali no relacionamento com os clientes. “Não sabíamos se eles iriam consumir como antes, se pagariam mais pelos produtos ou se ficariam mais sensíveis aos preços”, conta Gabriel.

LEIA MAIS: A aposta na gastronomia sustentável do chef Raphael Vieira, do 31 Restaurante

A questão só complicou quando, além do distanciamento, os insumos básicos do menu passaram a sofrer altas de até 81%, como foi o caso do salmão. Outras matérias-primas como laticínios (50%), filé mignon (20%) e os vinhos (15%) também registraram mudanças expressivas no valor quando comparadas ao ano passado. Na corda bamba entre o bom atendimento e a atratividade do público, o jeito foi andar conforme a receita.

“’Aproveitando’ o fato de que a pandemia nos deixava com tempo para olhar para dentro de casa, conseguimos melhorar nossa eficiência desde o pré-preparo até o porcionamento dos produtos. Com isso, tentamos compensar parte do aumento dos preços, mas sabíamos que apenas o controle interno não resolveria o problema”, explica Gabriel Fullen.

Foi assim que o grupo apelou para pequenas alterações no cardápio da rede. A Trattoria, por exemplo, ganhou um novo prato – o rigatoni com polvo e ragù de linguiça artesanal. A delícia foi produzida partir de partes do polvo que eram descartadas anteriormente após o preparo do carpaccio feito com o ingrediente.

A outra mudança foi operacional. Desde março de 2020, o número de colaboradores do Grupo Locale mais do que dobrou, somando quase 200 funcionários nas sete operações. A estruturação faz parte de um sonho maior – o de expandir o negócio de forma saudável e orgânica. “Estamos muito otimistas, pois vemos que nossos clientes sentiram falta de visitar os nossos restaurantes. Também vemos que o atendimento e a experiência estão cada vez mais valorizados e isso é muito motivador”, finaliza.

Veja na galeria a seguir outros destaques do mundo gastronômico:

  • Adriano de Laurentiis, do Cais, assina menu do Pitico

    Até domingo (25), o chef Adriano de Laurentiis, à frente do restaurante Cais, estará no Pitico, badalado bar e restaurante em Pinheiros. A parceria vai oferecer lanches e preparos descomplicados valorizando a sazonalidade de peixes e frutos do mar. Entre as opções estão o Tuna Burger (R$ 36), hambúrguer de atum com molho caesar e alface romana; e a Kafta de atum com especiarias (R$ 32), bolinho de alheira (R$ 25) e empanadas de quiabo, queijo e milho (R$ 14).

    Bruno Geraldi
  • Tasca da Esquina comemora dez anos com especial de receitas portuguesas

    O premiado restaurante Tasca da Esquina, localizado nos jardins, em São Paulo, está comemorando dez anos com clássicas receitas portuguesas reinventadas pelo chef Vítor Sobral. Como entradas, a casa servirá lula salteada, alhada de camarão, vinagrete de polvo e pica pau, seguidos de bacalhau ao forno, lombinho, raia e carril de camarão. Para fechar a noite, as sobremesas sericaia e encharcada, doces típicos da região portuguesa. Os pratos poderão ser degustados como um menu em três etapas (entrada, principal e sobremesa), por R$ 100, até o dia 31 de julho.

    Divulgação
  • Terraço Itália oferece jantar exclusivo com vinhos Marquês de Casa Concha

    O segundo Wine Dinner do ano acontece no dia 28 de julho, a partir das 19h. Organizado pelo Terraço Itália, o evento terá um menu exclusivo de receitas italianas assinadas pelo chef Pasquale Mancini, acompanhadas por diferentes cepas de Marquês de Casa Concha, da vinícola Concha y Toro. De entrada, será servido uma salada de frutos do mar harmonizada com Marques de Casa Concha Chardonnay, seguida por dois pratos principais: tortelli de vitela em creme de grana padano, com a cepa Merlot, e carré de cordeiro com risoto de radicchio trevigiano, degustado com o Carmenere. Para encerrar, os convidados provarão Delícias de Chocolate acompanhadas pelo Late Harvest. Custa R$ 450 por pessoa.

    Gustavo Steffen
  • Blondine lança Linha Reserva de cervejas maturadas em madeira brasileira

    A cervejaria Blondine acaba de lançar a Linha Reserva com três novos rótulos de cerveja de guarda maturadas em madeiras selecionadas. O primeiro deles, Milk Stout em Bálsamo (R$ 119), traz uma cerveja cremosa com notas complexas de tosta que remetem a café adoçado, com um leve defumado da torra do malte, em equilíbrio com refrescância do anis, erva doce e resinoso proveniente da madeira. Já a Imperial Black IPA Bourbon em Carvalho Americano (R$ 119) tem notas de café, baunilha e leve pinho em equilíbrio com o caramelo intenso do malte. A Russian Imperial Stout com Peanut Butter em Jequitibá (R$ 119) apresenta, no aroma, notas de chocolate amargo, com um leve condimentado e castanhas. Cada rótulo tem uma produção limitada a 600 garrafas.

    Divulgação
  • Burger da Rua ajuda mais de 9.000 pessoas em situação de vulnerabilidade social

    Criado em 2019 pelos sócios Antônio Alves, Raphael Fernandes e Victor Miranda, o Burger da Rua nasceu com o objetivo de oferecer sanduíches simples, saborosos e que também ajudem o próximo. Alinhada a projetos de impacto social, a hamburgueria já doou mais de 9.000 lanches para ONGS como Moradores de Rua e Seus Cães, Bem da Madrugada e Entrega por SP, entre outras. Localizada no bairro de Moema, em São Paulo, a hamburgueria funciona no estilo take away e delivery, com um cardápio enxuto de quatro burgers fixos e um lanche do mês, todos com média de R$ 18, e combos por R$ 29.

    Divulgação
  • Origem 75 inaugura empório dentro do restaurante

    Batizado de Estação 75, o novo empório do restaurante Origem 75 oferece opções rápidas, frescas e orgânicas no conceito grab and go, para serem consumidos fora do espaço. As opções incluem quiches de cogumelos, alho poró e espinafre (R$ 51); focaccia de alecrim com tomate cereja (R$ 18); trio de homus com beterraba, cenoura e pistache (R$ 41); esfirra de abóbora cabotian com cebola caramelizada (R$ 29); brigadeiro de beterraba (R$ 21) e kombucha de café e maracujá com manjericão (R$ 13).

    Divulgação

Adriano de Laurentiis, do Cais, assina menu do Pitico

Até domingo (25), o chef Adriano de Laurentiis, à frente do restaurante Cais, estará no Pitico, badalado bar e restaurante em Pinheiros. A parceria vai oferecer lanches e preparos descomplicados valorizando a sazonalidade de peixes e frutos do mar. Entre as opções estão o Tuna Burger (R$ 36), hambúrguer de atum com molho caesar e alface romana; e a Kafta de atum com especiarias (R$ 32), bolinho de alheira (R$ 25) e empanadas de quiabo, queijo e milho (R$ 14).


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).