5 razões para investir em si mesmo tanto como no seu negócio

GettyImages
GettyImages

Investir internamente significa que você se concentra na única constante na equação da empresa: você

É fácil comprar um novo curso de capacitação, investir em um software ou contratar um assistente virtual. Mas para a maioria dos empreendedores, não é tão fácil fazer as escolhas certas, movimentar nossos corpos uma vez ao dia ou exercitar a delegação de tarefas, para não deixar transbordar o copo do trabalho.

Fern White BDS, cirurgiã-dentista, coach certificada de high performance e CEO de duas empresas de sete dígitos está empenhada em garantir que todo empreendedor de alto desempenho invista em si e em seus negócios. Por quê? Porque o ROI, o retorno de investimento, vale a pena.

VEJA TAMBÉM: 10 dicas para atingir a chamada produtividade consciente no home office

Veja, na galeria de imagens a seguir, cinco motivos listados por White sobre por que é preciso investir em si mesmo:

  • 1. Investir em você mesmo é o melhor ROI

    A maioria das pessoas escolhe facilmente investir fora quando assunto é negócios. Eles baixam um novo software ou contratam um gerente de mídia social para fazer a empresa marcar presença nas redes.

    “Embora investir externamente possa resolver um ou alguns problemas (como horas gastas para escrever postagens no Instagram), investir em si mesmo resolve problemas infinitos. Investir “internamente” significa melhorar sua percepção mental, por exemplo, começar o dia com um ritual matinal que clareie suas ideias, melhore seu desempenho físico, com tempo para pausas regulares a cada 15 minutos durante o dia para se movimentar e hidratar ou melhorar suas habilidades de comunicação no Facebook Lives”, diz White.

    Apesar de qualquer ambiente comercial ou econômico ser uma montanha-russa perpétua de mudanças, investir internamente significa que você se concentra na única constante na equação da empresa: você.

    GettyImages
  • 2. Seu negócio é um reflexo seu

    Você não apenas define a missão do seu negócio, mas também define os valores e o tom das operações. Se você está frenético e estressado, isso reflete na vibração e na energia que sua empresa emite. E, se você estiver calmo e tranquilo, sua empresa refletirá isso também.

    “Quer você esteja contratando, demitindo, estabelecendo expectativas ou criando limites, seu comportamento sempre reflete na cultura da sua equipe. Portanto, se houver drama ou fofocas no escritório, em vez de externalizar a culpa (‘é por causa dessa pessoa’), pergunte-se: ‘O que eu fiz ou deixei de fazer para criar este ambiente?’ O que você ignora, tolera”, observa White.

    A parceria com um coach de negócios que atribua a responsabilidade a você, aliado a um terapeuta que pode ajudá-lo a desvendar os gatilhos que o afetam ou o investimento em cursos online sobre liderança podem ajudar. Você será capaz de se tornar o exemplo do que deseja que sua equipe e seus negócios sejam.

    GettyImages
  • 3. Quando você cresce, sua empresa cresce

    Outro motivo pelo qual a estratégia “você em primeiro lugar” é o investimento mais inteligente: ao investir em si mesmo, os desafios que o derrubariam são superados com mais rapidez e facilidade. Pense nos obstáculos que enfrentou quando começou seu negócio. Você é capaz de visualizar facilmente como os enfrentaria agora, se tivesse investido em si mesmo desde o início, com um coach ou curso certo.

    “Quando você investe em suas habilidades pessoais de transformação e liderança, também se envolve com colegas que o jogam para cima”, diz White. “Esse novo grupo pode abrir portas para oportunidades, soluções que você nunca imaginou, possibilidades que nunca sonhou ou parcerias que nunca teve coragem de buscar.”

    GettyImages
  • 4. Ser um copo vazio é receita para o desastre

    “Atualmente administro duas empresas bem-sucedidas de sete dígitos como profissional da saúde, mas há dez anos eu estava no modo de colapso. Pensava que o sucesso fosse medido pela quantidade de conquistas que obtive –o que me ajudou a triplicar a receita da minha clínica”, lembra White. “Mas, como resultado, eu também tinha triplicado minha carga de trabalho e estava empurrando meu corpo direto para o abismo. Acabei tremendo e chorando no chão da minha cozinha”.

    Os líderes gastam muita energia e tempo apoiando e servindo os outros. Muitas vezes, isso significa que você pode se sentir tenso, sobrecarregado e esgotado.

    “Viver em um estado crônico de estresse tem três resultados negativos”, diz White. “Primeiro, isso o torna estúpido. Tomamos decisões ruins como líderes quando nosso cérebro assume o modo de sobrevivência. O córtex pré-frontal, a parte do pensamento racional, fica offline. Segundo, nos preocupamos com a escassez. Entramos no estado de autoproteção e nos preocupa não ter o suficiente para retribuir. Então, nós nos esforçamos mais e levamos nossa equipe para um lugar de medo e pânico. Terceiro, ficamos doentes. Alimentar-se de estresse (adrenalina e cortisol) constantemente resulta em interferência no processamento de todos os outros hormônios –nossos sistemas de imunidade e reparo, entre muitos outros, são prejudicados e ficamos esgotados”.

    A solução é tirar um tempo para si. Você pode ter vários negócios em sua vida, mas existe apenas um de você. Isso não é auto-indulgente ou egoísta, é uma necessidade absoluta –especialmente agora. Quando reservar um horário para se recuperar ou descansar, você se alimenta de coisas boas, hormônios saudáveis ​​e pensamentos ponderados. Com isso, você será capaz de pensar com mais clareza e objetividade, tomar melhores decisões e ter melhores ideias. Você terá energia para trabalhar de forma mais eficaz e será mais resiliente para enfrentar as tempestades dos negócios.

    “Foi somente quando comecei a investir em mim mesmo tanto quanto invisto nos negócios que consegui recuperar minha saúde, descobrir o equilíbrio indescritível que todos procuramos e ainda aumentar minha receita. Para mim, isso significou iniciar um ritual matinal, prestar mais atenção ao que eu comia e incorporar mais movimento em minha vida diária”, diz White.

    GettyImages
  • 5. Investir em si pode ajudá-lo a focar no que você tem de melhor“

    Quando você não sabe delegar, comunicar claramente ou treinar outras pessoas, isso significa que você vai gastar grande parte do seu tempo trabalhando em tarefas operacionais, microgerenciando funcionários ou, pior ainda, refazendo o trabalho de outras pessoas, lembra White. “Investir em si mesmo para aumentar suas habilidades de liderança permite que você possa empoderar sua equipe. Você poderá deixar de ser o operador comercial e o proprietário da empresa. Você poderá dedicar mais tempo às atividades que melhor desempenha. É aqui que você criará o maior impacto para seus negócios, para sua vida e todos aqueles a quem serve. É onde você ganha como líder, visionário e criador. “

    ExtremeMedia/GettyImages

1. Investir em você mesmo é o melhor ROI

A maioria das pessoas escolhe facilmente investir fora quando assunto é negócios. Eles baixam um novo software ou contratam um gerente de mídia social para fazer a empresa marcar presença nas redes.

“Embora investir externamente possa resolver um ou alguns problemas (como horas gastas para escrever postagens no Instagram), investir em si mesmo resolve problemas infinitos. Investir “internamente” significa melhorar sua percepção mental, por exemplo, começar o dia com um ritual matinal que clareie suas ideias, melhore seu desempenho físico, com tempo para pausas regulares a cada 15 minutos durante o dia para se movimentar e hidratar ou melhorar suas habilidades de comunicação no Facebook Lives”, diz White.

Apesar de qualquer ambiente comercial ou econômico ser uma montanha-russa perpétua de mudanças, investir internamente significa que você se concentra na única constante na equação da empresa: você.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).