3 dicas para fazer dos alimentos aliados para melhorar a saúde

gettyimages-10000-Hours
Quando ingerimos alimentos que estão mais próximos do seu estado natural, nosso corpo e mente funcionam no auge

Resumo:

  • Mais de 50% dos norte-americanos adultos lutam contra doenças crônicas que poderiam ser evitadas e que estão diretamente ​​relacionadas a maus hábitos alimentares e sedentarismo; 
  • Veja as dicas de estratégia alimentícia que mais merecem sua atenção segundo os médicos ouvidos pela reportagem; 
  • Comer gordura saudável é um dos tópicos discutido.

LEIA MAIS: Restaurantes fazem menus especiais para curta temporada das trufas brancas

Segundo relatos do Center For Disease Prevention and Control (Centro de Controle e Prevenção de Doenças), mais de 50% dos norte-americanos adultos lutam contra doenças crônicas evitáveis ​​relacionadas a maus hábitos alimentares e inatividade física. Embora os alimentos sejam muito importante para o bem-estar geral, não é preciso uma preocupação exagerada. Nesta reportagem, médicos compartilham estratégias práticas que realmente merecem atenção. Mas é sempre bom consultar o seu profissional de saúde antes de fazer alterações na dieta.

  • Coma gordura saudável

    “Comer gorduras saudáveis ​​em todas as refeições deve ser uma prioridade, pois muitas vitaminas e compostos à base de plantas que obtemos de nossos alimentos são solúveis em gordura. Isso significa que as vitaminas ou compostos são absorvidos pelo organismo quando estão na presença de gorduras. Elas também são a espinha dorsal dos nossos hormônios, portanto, se você deseja manter o bom humor e a energia, garanta que as esteja ingerindo de forma saudável em alimentos como óleo de abacate, abacate, azeite, azeitonas, óleo de coco, coco, ghee (manteiga), nozes e sementes. Comida é remédio, mas somente se você estiver absorvendo suas propriedades. Nossos corpos são inteligentes e não priorizam a digestão se estiverem estressados ​​por fatores externos. Para absorver os alimentos adequadamente, é importante se concentrar em comer – e apenas comer. Fazer várias tarefas, trabalhar, dirigir ou caminhar enquanto come não ajuda na digestão, pois isso a distrai. Em vez disso, dê tempo ao seu corpo para assimilar e concentre-se realmente em mastigar, para que a comida possa ser decomposta adequadamente, começando pelas enzimas da saliva. Para otimizar a digestão dos alimentos, verifique se você está hidratado antes de comer, mas pare de ingerir líquidos 15 minutos antes da refeição. Além disso, não beba enquanto come ou por uma hora depois, pois esse hábito dilui o ácido clorídrico no estômago. Se necessário, tome pequenos goles de chá quente enquanto come para ajudar com alimentos secos.”

    – Krista Imre ND, cofundadora da Nature Medicine Clinic.

  • Reduza o consumo de alimentos processados

    “As escolhas alimentares são fundamentais para a nossa saúde. Quando escolhemos comer uma variedade de vegetais e frutas, consumimos vitaminas, minerais e antioxidantes que nossas células precisam para desempenhar suas funções básicas de produção de energia, desintoxicação e regeneração. Se nossa dieta é pobre em produtos e rica em alimentos processados ​​com conservantes, corantes e aromatizantes, nosso corpo assume esses aditivos que não são vistos como alimentos e eles precisam ser processados ​​fora do sistema. Isso sobrecarrega nossas vias de desintoxicação, ao mesmo tempo em que ficamos sem os nutrientes suficientes para que nossas células realizem esses processos de ‘limpeza’. Outra maneira de apoiar nossa saúde por meio dos alimentos é observando o teor de fibras. A dieta norte-americana padrão tem poucas fibras, com muita comida rápida e alimentos processados. A fibra em si tem mais benefícios do que apenas manter nossos intestinos regulares. À medida que a fibra passa pelo sistema digestivo, ela se agarra ao excesso de colesterol e hormônios. Assim, só o aumento do consumo de fibras pode melhorar a saúde cardiovascular, ajudar a manter o equilíbrio hormonal e melhorar a saúde intestinal ao apoiar o microbioma. Ao evitar fast-food, alimentos processados ​​e pré-embalados e adicionar mais produtos naturais à dieta, a maioria das pessoas terá uma base sólida para prevenir doenças e manter sua saúde em dia.”

    – Dra. Marlena Kennedy, Médica Naturopata

  • Coma comida de verdade

    “Todos os dias, enfrentamos a escolha de quais alimentos comer. Algumas ideias são discutíveis no quesito fato ou mito. Mas há uma coisa em que quase todos concordamos: devemos comer comida de verdade. Quando ingerimos alimentos que estão mais próximos do seu estado natural, nosso corpo e mente funcionam no auge. Comece incluindo um vegetal por dia. Escolha o que você gosta, coma todos os dias por uma semana e então adicione mais um. Depois disso, faça algumas leituras sobre nutrição ou encontre um mentor bem treinado para guiá-lo pelo resto do processo.”

    Adam Dombrowski ND LAc, cofundador da Nature Medicine Clinic

Coma gordura saudável

“Comer gorduras saudáveis ​​em todas as refeições deve ser uma prioridade, pois muitas vitaminas e compostos à base de plantas que obtemos de nossos alimentos são solúveis em gordura. Isso significa que as vitaminas ou compostos são absorvidos pelo organismo quando estão na presença de gorduras. Elas também são a espinha dorsal dos nossos hormônios, portanto, se você deseja manter o bom humor e a energia, garanta que as esteja ingerindo de forma saudável em alimentos como óleo de abacate, abacate, azeite, azeitonas, óleo de coco, coco, ghee (manteiga), nozes e sementes. Comida é remédio, mas somente se você estiver absorvendo suas propriedades. Nossos corpos são inteligentes e não priorizam a digestão se estiverem estressados ​​por fatores externos. Para absorver os alimentos adequadamente, é importante se concentrar em comer – e apenas comer. Fazer várias tarefas, trabalhar, dirigir ou caminhar enquanto come não ajuda na digestão, pois isso a distrai. Em vez disso, dê tempo ao seu corpo para assimilar e concentre-se realmente em mastigar, para que a comida possa ser decomposta adequadamente, começando pelas enzimas da saliva. Para otimizar a digestão dos alimentos, verifique se você está hidratado antes de comer, mas pare de ingerir líquidos 15 minutos antes da refeição. Além disso, não beba enquanto come ou por uma hora depois, pois esse hábito dilui o ácido clorídrico no estômago. Se necessário, tome pequenos goles de chá quente enquanto come para ajudar com alimentos secos.”

– Krista Imre ND, cofundadora da Nature Medicine Clinic.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).