41ª a 60ª posições

Lurdete Ertel
Apresentado por:johnnie-walker-blue-label-logo-vector
16 de dezembro de 2022     Atualizado há 1 ano
Compartilhe esta publicação:
  • Guilherme Dias Fernandes Benchimol

    R$ 7,7 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 45 anos
    Nascimento: RJ
    Origem do patrimônio: XP Investimentos

    Guilherme Benchimol é o fundador da XP Investimentos, criada em Porto Alegre (RS) em 2001. Hoje, a companhia é a maior assessoria de investimentos do Brasil. Fez seu IPO em Nova York em 2019. Benchimol continua a ter a maior participação entre os sócios gestores.

  • Dulce Pugliese de Godoy Bueno

    R$ 7,65 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 74 anos
    Nascimento: RJ
    Origem do patrimônio: Amil / Dasa

    Dulce fundou a rede de assistência de saúde Amil em 1972 com o ex-marido, Edson de Godoy Bueno (1943-2017). Eles se divorciaram, ela saiu da administração diária da companhia, mas manteve uma elevada participação acionária. Após a compra da empresa pela gigante norte-americana UnitedHealth em 2012, a médica acompanhou Edson em seus novos negócios, como a rede de laboratórios Dasa.

  • Liu Ming Chung

    R$ 7,6 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 59 anos
    Nascimento: Taiwan / nat. brasileiro
    Origem do patrimônio: Nine Dragons Paper

    Com infância desfrutada em Santo André (SP), Ming Chung naturalizou-se brasileiro após morar no país entre as décadas de 1970 e 1980 e graduar-se em odontologia na Universidade de Santo Amaro. Ao lado da esposa, Cheung Yan (presente na lista internacional de bilionários da Forbes), criou a Nine Dragons Paper, maior fabricante de embalagens da China. O casal mora em Hong Kong, onde a gigante está listada na bolsa.

  • Artur Noemio Grynbaum

    R$ 7,25 bilhões, aumento de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 53 anos
    Nascimento: PR
    Origem do patrimônio: O Boticário

    Sócio do Grupo O Boticário, fundado pelo cunhado Miguel Krigsner em 1977, Artur Grynbaum foi CEO da companhia até o ano passado (hoje é vice-presidente do conselho de administração). Além da rede própria, o grupo compreende hoje as marcas de beleza Eudora, Multi B, Quem Disse, Berenice?, The Beauty Box e Vult.

  • José Roberto Lamacchia e Leila Pereira

    R$ 7,2 bilhões, aumento de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 78 / 57 anos
    Nascimento: SP / RJ
    Origem do patrimônio: Crefisa

    O casal é dono da Crefisa, empresa de crédito pessoal para negativados, e da Faculdade das Américas (FAM), fundada em 1998. Apaixonados por futebol, José e Leila são os maiores investidores desse esporte no Brasil, em especial no Palmeiras, clube atualmente presidido pela empresária. Ela também é presidente da Crefisa.

  • Carlos Eduardo Sanchez

    R$ 7,2 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 60 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: EMS / Grupo NC

    Criador do primeiro e maior laboratório de genéricos do país, Sanchez controla o Grupo NC, holding que compreende as farmacêuticas NC Farma (EMS, Germed, Novamed, entre outras) e NC PAR (Clintech e Bionovis), além da NC Invest, de investimentos, e a 3Z Realty, de negócios imobiliários. O bilionário é dono ainda da NSC, empresa de comunicação em Santa Catarina, com rádio, jornal e TV (afiliada da Rede Globo).

  • Apresentado por:johnnie-walker-blue-label-logo-vector
  • Jorge Luiz Silva Logemann e Família

    R$ 7,17 bilhões, aumento de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 68 anos
    Nascimento: RS
    Origem do patrimônio: SLC

    A família Logemann comanda o grupo gaúcho SLC, que envolve a SLC Agrícola, uma das maiores proprietárias de terras cultivadas do país. Até outubro de 2018, o grupo tinha a SLC Alimentos, que foi comprada pela concorrente Camil por R$ 308 milhões. O conglomerado já havia vendido a Ferramentas Gerais, maior varejista de ferramentas e suprimentos da América Latina, em 2017, depois de 16 anos de controle.

  • Henrique Dubugras

    R$ 7,15 bilhões, novo na lista
    Idade: 26 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Brex

  • Pedro Franceschi

    R$ 7,15 bilhões, novo na lista
    Idade: 25 anos
    Nascimento: RJ
    Origem do patrimônio: Brex

    Henrique Dubugras e Pedro Franceschi são fundadores da fintech Brex, com sede em São Francisco (EUA). A empresa foi criada com a intenção de revolucionar a indústria de cartões de crédito corporativos. Em janeiro, a empresa levantou US$ 300 milhões em uma rodada de financiamento liderada pelas empresas de investimento Greenoaks Capital e TCV, o que lhe garantiu uma avaliação de mercado de US$ 12,3 bilhões. Henrique e Pedro somam uma participação de 28% na startup. Além dos cartões de crédito corporativos, a Brex também lançou softwares de gerenciamento de despesas e de pagamento de contas comerciais.

  • Blairo Borges Maggi

    R$ 7,1 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 66 anos
    Nascimento: PR
    Origem do patrimônio: AMaggi

  • Hugo de Carvalho Ribeiro e Família

    R$ 7,1 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 70 anos
    Nascimento: MG
    Origem do patrimônio: AMaggi

  • Itamar Locks e Família

    R$ 7,1 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 67 anos
    Nascimento: SC
    Origem do patrimônio: AMaggi

  • Lucia Borges Maggi

    R$ 7,1 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 91 anos
    Nascimento: RS
    Origem do patrimônio: AMaggi

  • Marli Maggi Pissollo e Família

    R$ 7,1 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 68 anos
    Nascimento: RS
    Origem do patrimônio: AMaggi

    Lucia Maggi, seus filhos Blairo e Marli e os genros Itamar e Hugo controlam a gigante agrícola AMaggi, criada por André Maggi (1927-2001). Com sede em Cuiabá, a companhia tem negócios de navegação e energia e fazendas de grãos. Blairo já foi governador do Mato Grosso duas vezes (2003-2010), senador (2011-2019) ministro da Agricultura no governo Temer. Presidente da divisão Agro do grupo, Itamar é marido de Vera Lúcia, e Hugo é casado com Fátima. Os dois genros são controladores do banco Amaggi Crédito SA.

  • Apresentado por:johnnie-walker-blue-label-logo-vector
  • João Alves de Queiroz Filho

    R$ 6,95 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 69 anos
    Nascimento: GO
    Origem do patrimônio: Hypera

    Cofundador da Arisco, o empresário controla a gigante Hypera Pharma (antiga Hypermarcas), dona de um vasto portfólio de produtos de consumo, com marcas como Merthiolate, Monange e Zero-Cal. Em 2021, a companhia comprou 12 marcas de medicamentos da empresa Sanofi no Brasil, México e Colômbia.

  • Antônio Luiz da Cunha Seabra

    R$ 6,9 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 79 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Natura

    Formado em economia e com a experiência de quem começou a trabalhar aos 15 anos em um fabricante de máquinas de escrever e calculadoras, Seabra criou a Natura em 1969. Ele é o principal acionista, ao lado de Guilherme Leal. Em 2020, a companhia concluiu a compra da concorrente internacional Avon em um negócio bilionário envolvendo troca de ações. Com isso, a empresa combinada se tornou o quarto maior grupo de beleza do mundo, com mais de 6,3 milhões de revendedoras e presença em 100 países.

  • Morris Dayan e Família

    R$ 6,9 bilhões, aumento de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 53 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Daycoval

    Morris tornou-se o maior acionista do Banco Daycoval em 2015, depois que Sasson Dayan, um dos fundadores e então principal acionista, repassou as cotas a outros integrantes da família. O banco é até hoje controlado pela família de origem libanesa Dayan, que o fundou nos anos 1950.

  • David Feffer

    R$ 6,9 bilhões, queda de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 66 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Suzano Papel e Celulose

  • Daniel Feffer

    R$ 6,8 bilhões, queda de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 63 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Suzano Papel e Celulose

  • Ruben Feffer

    R$ 6,6 bilhões, queda de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 52 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Suzano Papel e Celulose

  • Jorge Feffer

    R$ 6,6 bilhões, queda de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 62 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Suzano Papel e Celulose

    David e seus irmãos Daniel, Jorge e Ruben são netos do imigrante ucraniano Leon Feffer (1902-1999), que fundou, em 1939, a fábrica de papel que hoje é conhecida como Suzano. David é o maior acionista individual da companhia, cujo controle divide com seus três irmãos. Ele e Daniel atuam no conselho de administração da companhia. Já Jorge e Ruben, os irmãos mais jovens, não se envolvem com a empresa: Ruben é sócio da produtora de audiovisual Ultrassom e da distribuidora de filmes Elo, enquanto Jorge tem experiência no setor editorial e de educação ambiental.

Compartilhe esta publicação: