Apresentado por johnnie-walker-blue-label-logo-vector

141ª a 160ª posições

  • Anderson Lemos Birman

    R$ 2,48 bilhões, queda de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 68 anos
    Nascimento: MG
    Origem do patrimônio: Arezzo

    Junto com o filho Alexandre, Anderson Birman é sócio-controlador da empresa de calçados Arezzo & Co, maior marca de varejo de calçados femininos de luxo da América Latina. A companhia também é responsável pelas marcas Alexandre Birman, Schutz, Anacapri e Fiever – as duas primeiras criadas pelo filho.

  • Eugênio Pacelli Mattar

    R$ 2,46 bilhões, queda de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 73 anos
    Nascimento: MG
    Origem do patrimônio: Localiza

    Eugênio é sócio e presidente da Localiza, maior empresa de locação de veículos da América Latina, fundada ao lado do irmão José Salim e de Antônio e Flávio Resende. Os Mattar são sócios da Omni Táxi Aéreo.

  • Patrick Larragoiti e Família

    R$ 2,43 bilhões, queda de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 63 anos
    Nascimento: França / nat. brasileiro
    Origem do patrimônio: SulAmérica

    Larragoiti é herdeiro da quinta geração da família que controla a SulAmérica, maior seguradora independente do país. Ele presidiu a companhia entre 1998 e 2010 e foi o grande responsável pela reestruturação que a levou à abertura de capital, em 2007. Em 2020, o grupo vendeu o controle e as operações do setor de seguro de automóveis para a Allianz, em troca de R$ 3,18 bilhões.

  • Amarílio Proença de Macêdo e Família

    R$ 2,4 bilhões, queda de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 77 anos
    Nascimento: CE
    Origem do patrimônio: J. Macêdo

    Amarílio e o irmão Roberto controlam o grupo J. Macêdo, fundado em 1939 pelo pai, José Dias de Macêdo (1919-2018). Com sede em Fortaleza, é a maior empresa de moagem de trigo no Brasil, dona das marcas Dona Benta e Sol. A família tem negócios no mercado de tintas (Hidracor) e de máquinas.

  • Gilberto Schincariol Júnior e Irmãos

    R$ 2,4 bilhões, manutenção de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 38 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Schincariol

    Gilberto e os irmãos, Daniela e José Augusto, tinham uma fatia de 49,55% da antiga cervejaria que levava o nome da família. Assim como os primos Adriano e Alexandre, eles venderam em 2007 sua participação ao grupo japonês Kirin, por R$ 2,35 bilhões, e dividem a fortuna desde então. José Augusto tem investido em startups de tecnologia.

  • José Augusto Carvalho Aragão e Família

    R$ 2,4 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Aramac

    O empresário José Carvalho Aragão é fundador da Armac, maior empresa de locação de equipamentos para agronegócio e mineração do Brasil. A companhia abriu seu capital na B3 em 2021. O fundador controla a empresa ao lado da esposa, Lúcia, e dos dois filhos, Fernando (co-CEO e CFO) e José Pereira de Aragão (co-CEO). Lúcia é vice-presidente do conselho de administração.

  • Apresentado por:johnnie-walker-blue-label-logo-vector
  • Antônio Cláudio Brandão Resende

    R$ 2,39 bilhões, queda de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 76 anos
    Nascimento: MG
    Origem do patrimônio: Localiza

    Antônio é sócio-fundador da Localiza, ao lado do irmão Flávio e de Eugênio e José Salim Mattar.

  • Frank Geyer Abubakir e Família

    R$ 2,33 bilhões, aumento de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 50 anos
    Nascimento: RJ
    Origem do patrimônio: Unipar

    O empresário carioca Frank Geyer Abubakir é bisneto do emblemático empreendedor Alberto Soares de Sampaio, um dos pioneiros da petroquímica brasileira. Sampaio foi um dos fundadores da Petroquímica União e da Unipar, empresa de capital aberto da qual a família é grande acionista. Pioneira na implantação de polos petroquímicos no Brasil e na Argentina, a Unipar é líder na produção de cloro, soda e PVC na América do Sul.

  • André Street

    R$ 2,3 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 38 anos
    Nascimento: RJ
    Origem do patrimônio: Stone

  • Eduardo Cunha Monnerat Solon Pontes

    R$ 2,3 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 43 anos
    Nascimento: RJ
    Origem do patrimônio: Stone

    Street e Pontes são sócios-fundadores da Stone, fintech brasileira que abriu o capital na Nasdaq em 2018. Em 2020, a Stone comprou a Linx por R$ 6,7 bilhões. A incorporação foi um dos negócios de maior repercussão no mercado brasileiro em 2021, iniciando uma nova fase na guerra das maquininhas no país.

  • Márcia Pascoal Marçal dos Santos

    R$ 2,3 bilhões, queda de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 49 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Marfrig

    Esposa e sócia do empresário Marcos Molina, Márcia divide com ele as ações da MMS, holding controladora da companhia. Ela também detém uma participação direta na empresa. Com o aumento do valor de mercado da Marfrig em 2020, Márcia ingressou em separado no clube dos bilionários, do qual antes fazia parte junto com Marco Molina.

  • Sebastião Vicente Bomfim Filho

    R$ 2,3 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 68 anos
    Nascimento: MG
    Origem do patrimônio: Grupo SBF

    O empresário Sebastião Bomfim Filho comanda o Grupo SBF, que controla as redes de lojas Centauro, Almax Sports e ByTennis. O grupo é o maior vendedor de marcas internacionais de tênis esportivos no Brasil. A empresa tem ações negociadas em bolsa desde abril de 2019.

  • Apresentado por:johnnie-walker-blue-label-logo-vector
  • Alice Junqueira Moll

    R$ 2,28 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: RJ
    Origem do patrimônio: Rede D’Or

  • André Francisco Junqueira Moll

    R$ 2,28 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: RJ
    Origem do patrimônio: Rede D’Or

  • Jorge Neval Moll Neto

    R$ 2,28 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: RJ
    Origem do patrimônio: Rede D’Or

  • Paulo Junqueira Moll

    R$ 2,28 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: RJ
    Origem do patrimônio: Rede D’Or

  • Pedro Junqueira Moll

    R$ 2,28 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: RJ
    Origem do patrimônio: Rede D’Or

  • Renata Junqueira Moll Bernardes

    R$ 2,28 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: RJ
    Origem do patrimônio: Rede D’Or

    A médica Alice Junqueira Moll é esposa do empresário Jorge Moll Filho, controlador do grupo hospitalar Rede D’Or. Ela e os cinco filhos do casal detêm cada um 3,15% da empresa, que fez IPO na B3 em dezembro de 2020 como uma das dez maiores companhias abertas brasileiras em valor de mercado. Paulo Moll atua como CEO do grupo, enquanto André e Pedro Moll são membros do conselho de administração.

  • Apresentado por:johnnie-walker-blue-label-logo-vector
  • Guilherme da Costa Paes

    R$ 2,22 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: RJ
    Origem do patrimônio: BTG Pactual

    Paes é um dos sócios da BTG Pactual Holding, controladora do banco BTG. Entrou para a instituição em 1994 e tornou-se sócio em 1998. É irmão de Eduardo Paes, ex-prefeito do Rio de Janeiro.

  • Alexandre Tadeu da Costa

    R$ 2,2 bilhões, aumento de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 51 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Cacau Show

    Dono e CEO da Cacau Show, começou a carreira vendendo trufas e bombons em padarias de São Paulo nos anos 1990 a bordo de um Fusca 1978. A empresa é hoje uma das maiores redes de lojas de chocolates finos do mundo. Em 2013, a Cacau Show transformou-se em Cacau Par, holding dona da Brigaderia e de três fazendas de cacau em Linhares (ES).

  • Daniel Ricardo Behnke

    R$ 2,2 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: SC
    Origem do patrimônio: WEG

  • Davi Ricardo Behnke

    R$ 2,2 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: SC
    Origem do patrimônio: WEG

    Daniel e Davi Behnke são filhos e herdeiros de Heide Werninghaus Behnke, filha de Geraldo Werninghaus, um dos fundadores da WEG. Depois de passar ações aos filhos, Heide deixou a lista dos bilionários.

  • Eduardo Werninghaus

    R$ 2,2 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: SC
    Origem do patrimônio: WEG

  • Luisa Werninghaus Bernoldi

    R$ 2,2 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: SC
    Origem do patrimônio: WEG

    Eduardo e Luisa são acionistas da WEG, empresa cofundada pelo avô Geraldo Werninghaus (1932-1999). Os dois são herdeiros de Armin Werninghaus, filho mais jovem de Geraldo, que morreu em um acidente de carro nos anos 1980.

  • Felipe Voigt Trejes

    R$ 2,2 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: SC
    Origem do patrimônio: WEG

  • Pedro Voigt Trejes

    R$ 2,2 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: SC
    Origem do patrimônio: WEG

    Felipe e Pedro Voigt Trejes receberam parte das ações da WEG detidas pela mãe, Cladis Voigt Trejes. Outra parte foi para a irmã, Amelie Voigt Trejes (mais adiante na lista).