167ª a 180ª posições

Lurdete Ertel
Apresentado por:johnnie-walker-blue-label-logo-vector
16 de dezembro de 2022     Atualizado há 1 ano
Compartilhe esta publicação:
  • Laércio José de Lucena Cosentino

    R$ 2,19 bilhões, aumento de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 62 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Totvs

    É fundador e maior acionista da Totvs, maior empresa de consultoria e soluções de TI na América Latina. Fundada em 1983 como Microsiga, oferece serviços para 41 países. Cosentino deixou a presidência em 2018, após 35 anos no cargo, para se dedicar a outros projetos. O principal deles é a Mendelics, especializada em análise genômica com tecnologia de sequenciamento, que investiu R$ 10 milhões para desenvolver, em parceria com o Hospital Sírio-Libanês, um teste para a Covid-19.

  • José Salim Mattar Júnior

    R$ 2,18 bilhões, queda de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 70 anos
    Nascimento: MG
    Origem do patrimônio: Localiza

    José Salim Júnior é sócio-fundador da Localiza, ao lado do irmão Eugênio e de Antônio e Flávio Resende. Os Mattar são sócios da prestadora de serviços de transporte aéreo Omni Táxi Aéreo.

  • Fernando Galletti de Queiroz e Família

    R$ 2,1 bilhões, aumento de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 54 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Minerva

    Fernando é CEO da Minerva Foods e, junto de sua família, controla a VDQ Holdings, que possui a segunda maior fatia de ações (19%) da companhia de alimentos. O maior acionista é o grupo saudi-inglês Salic. Além do Brasil, o grupo liderado pela família Queiroz atua no Paraguai, Uruguai, Colômbia e Argentina.

  • Marcelo Henrique Limirio Gonçalves e Família

    R$ 2,1 bilhões, aumento de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 68 anos
    Nascimento: GO
    Origem do patrimônio: MCLG

    Marcelo Limirio Gonçalves é presidente do grupo MCLG, holding com portfólio focado no agronegócio e no ramo imobiliário. O empresário era dono do laboratório Neo Química, que vendeu para a Hypermarcas (atual Hypera Pharma). Desde então, passou a investir em outros negócios, como a aquisição do Hotel Nacional, ícone do Rio de Janeiro que foi restaurado pelo empresário. Também passou a se dedicar ao agronegócio com a Fazenda Nova Piratininga, que ocupa uma área de mais de 200 mil hectares nos estados de Goiás e Tocantins. É considerada a maior fazenda do Brasil.

  • Tercio Borlenghi Junior e Família

    R$ 2,08 bilhões, queda de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 52 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Ambipar

    Tercio é o acionista controlador do grupo Ambipar. Fundada em 1995 pelo empresário, a companhia está presente em mais de 15 países e atua no tratamento, reúso, reparo e reciclagem de materiais. Com a pandemia, está realizando também o serviço de desinfecção de ambientes. Em 2020, abriu capital e captou R$ 1,08 bilhão.

  • Apresentado por:johnnie-walker-blue-label-logo-vector
  • Amelie Voigt Trejes

    R$ 2,07 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: SC
    Origem do patrimônio: WEG

    Amelie é um dos três filhos de Cladis Voigt Trejes e dividiu com os irmãos parte das ações detidas pela mãe na WEG.

  • Carlos Pires de Oliveira Dias e Família

    R$ 2,05 bilhões, queda de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 71 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: RaiaDrogasil

    Integrante da família fundadora da Drogasil, Carlos esteve à frente da rede de farmácias até sua fusão com a Droga Raia, da família Pipponzi, em 2011. Assim como seus sócios, os Oliveira Dias ficaram com 15% das ações do maior conglomerado de farmácias do país. Carlos é marido de Regina Camargo Pires de Oliveira Dias, herdeira da empreiteira Camargo Corrêa.

  • Fabrício Bittar Garcia

    R$ 2,05 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 45 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Magazine Luiza

  • Flávia Bittar Garcia Faleiros

    R$ 2,04 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: ND
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Magazine Luiza

  • Franco Bittar Garcia

    R$ 2,03 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 39 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Magazine Luiza

    Com fatias acionárias ligeiramente diferentes, os irmãos Fabrício, Flávia e Franco são herdeiros das ações do casal Wagner e Maria Trajano Garcia, participantes da fundação do Magazine Luiza, por meio da holding Walter Garcia Participações. Fabrício, que trabalha na empresa desde 1996, é o atual vice-presidente de operações da gigante varejista.

  • Apresentado por:johnnie-walker-blue-label-logo-vector
  • Flávio Brandão Resende

    R$ 2,02 bilhões, aumento de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 69 anos
    Nascimento: MG
    Origem do patrimônio: Localiza

    Flávio é sócio-fundador da Localiza, ao lado do irmão Antônio e de Eugênio e José Salim Mattar.

  • Ernesto Zarzur e Família

    R$ 2 bilhões, queda de patrimônio
    Subiu na lista

    Idade: 88 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Eztec

    Fundador da incorporadora e construtora Eztec, Zarzur conduz a empresa com a ajuda de seus quatro filhos homens (Flávio, Sílvio, Marcelo e Marcos), que ocupam a presidência da companhia em rodízio. A Eztec tem ações na bolsa desde 2007.

  • Roberto Luiz Jatahy Gonçalves e Família

    R$ 2 bilhões, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 52 anos
    Nascimento: RJ
    Origem do patrimônio: Grupo Soma

    Os irmãos Roberto e Claudia Jatahy fundaram, em 1991, a varejista de moda feminina Animale. Em 2010, a empresa se associou à Farm, dando origem ao Grupo Soma, que se apresenta como a maior plataforma de moda do país. A empresa fez seu IPO na B3 em 2020.

  • Alexandre Ostrowiecki

    R$ 1,98 bilhão, queda de patrimônio
    Caiu na lista

    Idade: 43 anos
    Nascimento: SP
    Origem do patrimônio: Multilaser

    O empresário é CEO e principal acionista da Multilaser, que abriu o capital na B3 em 2021. A empresa foi fundada em 1987 por Israel Ostrowiecki, pai de Alexandre, e começou trocando cartuchos de tinta para impressoras. Em 1991, ela havia se tornado a única na América Latina a oferecer o serviço de recarga de cartuchos. A partir daí, a Multilaser se diversificou e atualmente vende mais de 5 mil produtos, de pendrives e cartões de memória a smartphones, notebooks e brinquedos.

Compartilhe esta publicação: