Príncipe Harry e Meghan vão deixar de usar marca “Sussex Royal”

ReutersToby-Melville
ReutersToby-Melville

A decisão segue semanas de conversas entre o casal e a família real britânica

O príncipe Harry e sua esposa, Meghan, decidiram não usar a palavra “royal” (real) em suas marcas depois que começaram uma nova vida no Canadá.

A decisão segue semanas de conversas entre o casal e a família real britânica sobre como eles se apresentarão ao mundo no futuro.

Ambos concordaram, no mês passado, com a avó de Harry, a rainha Elizabeth, que não trabalhariam mais como membros da realeza depois do anúncio surpresa de que queriam assumir um “novo papel progressivo” e que esperam financiar a si mesmos.

“Foi acordado que a organização sem fins lucrativos, quando for anunciada nesta primavera [no hemisfério norte], não será chamada de Sussex Royal Foundation”, disse uma porta-voz do casal. “O duque e a duquesa de Sussex não pretendem usar o termo ‘SussexRoyal’ após a primavera de 2020.”

LEIA MAIS: Príncipe Harry e Meghan renunciam de funções como membros da família real

No momento, Harry e Meghan usam a marca extensivamente.

O nome do site deles é sussexroyal.com e eles se inscreveram para ter direito ao uso de Sussex Royal e Sussex Royal Foundation em livros, artigos de papelaria, roupas como pijamas e meias, campanhas de caridade e assistência social.

No início desta semana, o príncipe Harry e Meghan anunciaram que deixarão formalmente suas funções como membros da família real no final de março.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).