Audi Q3 e Audi Q3 Sportback voltam a ser produzidos no Brasil

Produção da fábrica de São José dos Pinhais (PR) será retomada em 2022; também estão previstos R$ 20 milhões de investimentos em pontos de recarga.

Brand Voice Audi
Compartilhe esta publicação:
Divulgação

Antonio Calcagnotto (Responsável por Assuntos Institucionais e Sustentabilidade na Audi do Brasil), Johannes Roscheck (CEO e Presidente da Audi do Brasil), Ratinho Junior (Governador do Paraná) e Abílio Oliveira (Presidente da Assoaudi) (Crédito: Divulgação)

Acessibilidade


A Audi anuncia nesta terça-feira, 14, a retomada de sua produção local a partir de 2022. A fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná, volta a produzir os modelos Audi Q3 e Audi Q3 Sportback com o motor 2.0 TFSI de 231 cv. O anúncio contou com a presença de Carlos Massa Ratinho Junior, Governador do Estado do Paraná, Johannes Roscheck, CEO e presidente da Audi do Brasil e Abílio Oliveira, presidente da Assoaudi.

A produção marcará dois fatos inéditos: será a primeira vez que a Audi montará um modelo com a tração quattro no País e também o fato inédito de equipar uma transmissão tiptronic de oito velocidades a um veículo com motor transversal, que proporciona rápidas e confortáveis trocas de marchas.

“Estamos felizes em anunciar a retomada da produção na fábrica de São José dos Pinhais, a única da marca na América do Sul. Mesmo em um momento desafiador, a empresa sempre trabalhou para viabilizar a fabricação nacional por acreditar no potencial do País e na credibilidade que a marca ganha na visão dos nossos clientes”, disse Johannes Roscheck, CEO e presidente da Audi no Brasil.

A produção do Audi Q3 com motor 2.0 em suas duas carrocerias será feita em uma linha de montagem exclusiva, a mesma que produziu a geração anterior do SUV até 2019. Os modelos chegarão no porto de Paranaguá divididos em conjuntos de peças e partes vindos da fábrica de Györ, na Hungria, para a montagem em solo brasileiro.

Para Ratinho Junior, Governador do Estado do Paraná, “o anúncio da retomada da produção da Audi em sua fábrica em São José dos Pinhais vem coroar o bom momento para o Paraná, que se recupera com rapidez dos impactos da pandemia com o crescimento da economia e da geração de empregos. Nos orgulhamos de ser a casa da Audi na América do Sul, o que nos trouxe muitas conquistas nas últimas décadas”.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Investimento em mobilidade elétrica

Além da confirmação da produção local, a Audi do Brasil, em conjunto com suas concessionárias, aproveitaram a ocasião para fazer um segundo anúncio, relacionado à estratégia de eletrificação da marca no País. A partir de 2022, serão investidos mais de R$ 20 milhões para instalar estações de recarga DC de 150kW em quase todas as concessionárias da marca no Brasil. Nestes carregadores, o 100% elétrico Audi e-tron, por exemplo, recarrega a bateria de 0% a 80% em menos de 25 minutos.

*BrandVoice é de responsabilidade exclusiva dos autores e não reflete, necessariamente, a opinião da FORBES Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: