Ibovespa fecha em alta, mas pandemia ainda preocupa no exterior

O dólar fechou o dia em alta de 0,78%, negociado a R$5,16.

Artur Nicoceli
Compartilhe esta publicação:

Reprodução/Forbes

Acessibilidade


O Ibovespa encerrou em alta de 0,70% aos 116.636 pontos, sem muitas oscilações durante a sessão. Os investidores passaram o dia atentos às notícias no Reino Unido e ao crescimento de casos de coronavírus nos Estados Unidos.

No mercado doméstico, os investidores focaram na disputa entre Rodrigo Maia e seus opositores da Câmara, além das especulações sobre o sucessor no cargo à presidência da casa. Os entraves políticos ressaltam a dificuldade que outras pautas econômicas podem enfrentar e como a agenda pode ter dificuldade para ser votada.

As bolsas norte-americanas fecharam em campo misto COM os EUA batendo a marca de 18 milhões de casos de coronavírus e a Europa anunciando no último domingo (20) uma nova cepa do vírus. As preocupações com os níveis elevados de infectados ofuscou a aprovação do auxílio de subsídios de US$ 900 bilhões que ocorreu ontem (20).

O Dow Jones está em baixa de 0,67% e o S&P 500 caiu em 0,21%. já o Nasdaq Composite está em alta de 0,51%.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O dólar emendou a terceira alta consecutiva e fechou no maior patamar em quase duas semanas frente ao real, alavancado pelo rali da moeda norte-americana no exterior, num dia mais negativo para ativos de risco em geral diante de preocupações com a Covid-19. O dólar fechou o dia em alta de 0,76%, negociado a R$5,16.

Mesmo com as notícias da mutação do coronavírus confirmada pela Europa no último domingo (20), hoje (22), as ações europeias registraram seu melhor dia em seis semanas. O FTSE 100 encerrou em alta de 0,57%, o Dax em 1,30%, o Cac 30 em 1,36%, o Stoxx 600 em 1,18% e o FTSE MIB em 2,03%. A melhora é reflexo do otimismo em torno do Brexit que resultou em vendas generalizadas.

A União Europeia (UE) deu o impulso final na tentativa de chegar a um acordo comercial com o Reino Unido. Os dois lados caminham para uma negociação sobre pesca, embora a questão continue sem solução. A saída do bloco ocorrerá em 31 de dezembro de 2020, o que significa que os atuais acordos de livre comércio irão parar de existir. (Com Reuters)

DESTAQUES DO IBOVESPA

Maiores Altas

SUZB3: +3,80% a R$ 57,32
BEEF3: +3,33% a R$ 10,56
MRFG3: +3,19% a R$ 14,89
PRIO3: +3,09% a R$ 58,35
KLBN11: +2,97% a R$ 25,64

Maiores Baixas

CVCB3: -3,99% a R$ 18,99
AZUL4: -3,48% a R$ 35,23
GOLL4: -3,47% a R$ 23,12
EMBR3: -2,81% a R$ 8,30
CSNA3: -2,43% a R$ 30,11

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: