Ibovespa tem correção e fecha em alta de 4,85%

Getty
A alta vem após o Ibovespa fechar em baixa de quase 14% ontem (16), ampliando as perdas em 2020 para cerca de 30%

A bolsa paulista fechou com o Ibovespa em alta hoje (17), em sessão de recuperação técnica, com papéis de bancos entre os destaques positivos, mas especialistas dizem que a volatilidade deve seguir presente em razão de incertezas sobre o tamanho real do efeito da pandemia do coronavírus nas economias.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 4,85%, a 74.617,24 pontos. O volume financeiro da sessão somou R$ 33,7 bilhões.

A alta vem após o Ibovespa fechar em baixa de quase 14% ontem (16), ampliando as perdas em 2020 para cerca de 30%. Na mínima desta sessão, o índice chegou a 70.782,50 pontos. Na máxima, bateu em 77.254,59 pontos.

“O mercado precisa ter uma ‘luz no fim do túnel’ do coronavírus. Estabilizar a situação nos países mais afetados seria extremamente positivo para a sociedade e os mercados”, avaliou o estrategista Don Kawa, da TAG Investimentos, em comentários no Twitter.

LEIA MAIS: Ibovespa futuro ensaia recuperação e sobe

Para ele, a incerteza permanece. “Teremos ainda muita volatilidade. Contudo, já consigo afirmar que uma parte não desprezível do ajuste foi feita”, ponderando, entretanto, que quedas adicionais são sempre possíveis.

Novas medidas de estímulos econômicos foram anunciadas no mundo entre a noite de ontem e a madrugada desta terça-feira, respaldando a recuperação em alguns mercados, mas o ambiente segue volátil em meio a dúvidas sobre a eficácia dessas ações. O foco está voltado para potenciais anúncios no campo fiscal.

Na visão do economista-chefe do banco Julius Baer, Janwillem Acket, os mercados financeiros no momento estão precificando uma recessão global, apesar de ações coordenadas de política monetária, dos esforços para lidar com a liquidez e as restrições de crédito. “A bola está no campo fiscal agora.”

O anúncio do Federal Reserve de que relançará compras de dívida corporativa de curto prazo para apoiar os mercados de crédito ajudou na melhora dos ânimos nesta sessão.

No Brasil, a evolução do contágio do Covid-19 também continua sendo monitorada, principalmente seus reflexos na atividade econômica no país. Em São Paulo, que concentra a maioria dos casos, foi registrada a primeira morte pelo vírus nesta terça-feira

Após pacote de estímulos anunciado pelo governo na véspera, investidores estão na expectativa da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que começa nesta terça-feira e terá seu desfecho na quarta-feira (18), principalmente a possibilidade de um corte da Selic, atualmente em 4,25%.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).