Mundo terá período relativamente longo de menos crescimento e mais inflação, diz Campos Neto

Ele ressaltou que o pico da inflação acumulada em 12 meses no Brasil deve ocorrer em abril.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Adriano Machado/Reuters
Adriano Machado/Reuters

O mundo após a guerra na Ucrânia terá um período relativamente longo de menos crescimento e mais inflação, disse hoje o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto

Acessibilidade


O mundo após a guerra na Ucrânia terá um período relativamente longo de menos crescimento e mais inflação, disse hoje o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, ressaltando que a polarização pós-conflito redesenha as cadeias globais e pode criar oportunidades para o Brasil.

“O movimento de cadeias globais de valor significa para o mundo um período relativamente longo de menos crescimento e mais inflação”, disse.

Em seminário do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre regras fiscais, Campos Neto disse que essa mudança de panorama pode gerar choques positivos para o Brasil, como no mercado de minerais e na comercialização de alimentos, se houver disponibilidade de fertilizantes.

Na apresentação, ele ressaltou que o pico da inflação acumulada em 12 meses no Brasil deve ocorrer em abril, mantendo previsão próxima à apresentada em fevereiro, quando disse que o pico ocorreria entre abril e maio.

 

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: