Grow encerra operação com patinetes em 14 cidades do Brasil

GettyImages/ Maskot
GettyImages/ Maskot

A Grow declarou que busca promover um ajuste operacional e continuar prestando serviços de forma estável, eficiente e segura

A Grow anunciou hoje (22) que vai reestruturar suas operações no Brasil, encerrando serviço de aluguel de patinetes elétricos em 14 cidades do país. A empresa também informou que vai recolher suas bicicletas das ruas para realizar uma verificação de suas condições.

Segundo a empresa, que afirmou estar buscando parcerias públicas e privadas para expandir suas operações, a decisão pela reestruturação foi tomada para promover um ajuste operacional e “continuar prestando serviços de forma estável, eficiente e segura”.

LEIA MAIS: Operadora de patinetes Lime encerrará atividades no Brasil

Presente em sete países, a Grow nasceu em janeiro do ano passado, após a fusão das companhias de patinetes elétricos e bicicletas Grin, do México, e Yellow, do Brasil.

“Planejar essa reestruturação nos colocou diante de decisões difíceis, porém necessárias para aperfeiçoar a oferta de nossos serviços e consolidar a nossa atuação na América Latina”, afirmou o presidente-executivo da Grow, Jonathan Lewy.

No início do mês, a operadora norte-americana de patinetes elétricos Lime Technologies anunciou que encerrará suas operações no Brasil, pouco mais de seis meses após a entrada do serviço no mercado nacional.

A Grow, que afirma ser a terceira maior companhia de micromobilidade do mundo, encerará suas operações com patinetes elétricos em Belo Horizonte, Brasília, Campinas (SP), Florianópolis, Goiânia, Guarapari (ES), Porto Alegre, Santos (SP), São Vicente (SP), São José dos Campos (SP), São José (SC), Torres (RS), Vitória e Vila Velha (ES).

LEIA TAMBÉM: Regulamentação e segurança colocam em xeque futuro dos patinetes elétricos

Os patinetes que estavam nessas cidades serão transferidos para São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, que continuarão com o serviço, afirmou a companhia.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).