Carrefour eleva meta de corte de custos após alta no lucro de 2019

Philippe Wojazer/Reuters
Alexandre Bompard, CEO do Carrefour, durante evento sobre o plano Carrefour 2022 em La Defense, França

O Carrefour elevou meta de corte de custos hoje (27), após apresentar economias de € 1 bilhão no ano passado, o que ajudou a maior varejista da Europa a financiar investimentos em comércio eletrônico e reduções de preços de produtos para clientes.

A empresa teve alta de 7,4% no lucro operacional de 2019, refletindo economias no mercado interno e um desempenho robusto no Brasil, seu segundo maior mercado depois da França.

LEIA MAIS: Carrefour Brasil deve gastar menos de R$ 300 mi para converter lojas Makro em Atacadão

“O plano Carrefour 2022 está gerando resultados sólidos e coloca o grupo em uma trajetória de crescimento rentável”, afirmou o presidente-executivo, Alexandre Bompard, em comunicado.

O Carrefour está no meio de um plano de cinco anos para reduzir folha de pagamento e cortar custos, além de ampliar o investimento em comércio eletrônico para ampliar vendas, conforme enfrenta a concorrência de grandes rivais online como a Amazon.

A empresa francesa manteve seu dividendo anual inalterado em € 0,46 por ação e estabeleceu nova meta para vender € 300 milhões em ativos imobiliários não estratégicos até 2022. O grupo já havia atingido a meta de alienar € 500 milhões de ativos não estratégicos até 2019, um ano antes do previsto.

O Carrefour disse que agora está visando uma economia de € 2,8 bilhões anualmente até o final de 2020 contra uma meta anterior de € 2,6 bilhões. A empresa já atingiu € 2 bilhões até o momento. Também prometeu mais economias após 2020.

O lucro operacional recorrente de 2019 alcançou € 2,088 bilhões, em linha com o guidance da empresa de € 2,090 bilhões fornecido em janeiro.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).