Mortes por coronavírus chegam a 5.466 no Brasil

ReutersConnect/Ricardo Moraes
ReutersConnect/Ricardo Moraes

Corpo sendo retirado de Hospital Evandro Freire no Rio de Janeiro

O número de casos de coronavírus no Brasil registrou hoje (29) o maior avanço em 24 horas desde o início da pandemia, com um recorde de 6.276 casos, o que eleva o total de infecções no país para 78.162, informou o Ministério da Saúde em boletim.

Já a contagem de mortes em decorrência da Covid-19, a doença causada pelo vírus, avançou em 449 na comparação com terça-feira, atingindo 5.466, de acordo com a pasta.

LEIA MAIS: Coronavírus atinge em cheio PIB norte-americano

Na véspera, o país havia contabilizado o maior número diário de óbitos desde o início da crise, 474, ultrapassando o total registrado pela China, epicentro inicial da pandemia.

Segundo o ministério, a taxa de letalidade do coronavírus no Brasil é de 7%.

São Paulo segue como o Estado do país mais afetado pela doença, com 26.158 casos –avanço de 2.117 na comparação com a véspera– e 2.247 mortes, sendo 198 nas últimas 24 horas.

O governador paulista, João Doria (PSDB), disse nesta terça-feira que, diante de um cenário que indica adesão de 48% à quarentena no Estado, “não há qualquer condição de flexibilização de isolamento”.

LEIA TAMBÉM: Sua casa é pequena? Aprenda a otimizá-la para o home office

Na sequência da contagem do Ministério da Saúde, vem o Rio de Janeiro, com 8.869 casos e 784 mortes, acompanhado por Ceará (7.267 infecções, 441 óbitos) e Pernambuco (6.194 casos, 538 mortes). O Estado que possui os menores números de coronavírus é o Tocantins, com 116 casos e três óbitos. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).