Ibovespa opera em alta com suporte corporativo em dia de decisão do Fed

O dólar trabalha em queda contra o real nesta quarta-feira, perdendo 0,64% e negociado a R$ 5,42 na venda.

Ana Paula Pereira
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa abre em alta a sessão desta quarta-feira (28), ganhando 0,55% aos 120.050 pontos às 10h13, horário de Brasília. No radar dos mercados hoje está a decisão de política monetária do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, que deve manter a taxa básica de juros próxima de zero e o programa de recompra de títulos do governo até que o pleno emprego seja atingido.

“O mercado estará atento à avaliação do Federal Reserve sobre o ritmo de recuperação da atividade e o quadro inflacionário na economia americana, bem como a eventuais pistas sobre o timing de remoção dos estímulos monetários”, afirma a XP Investimentos em relatório matinal.

Os investidores globais também aguardam o discurso, previsto para a noite de hoje, do presidente Joe Biden sobre os 100 dias do seu governo, em que serão conhecidos os detalhes da segunda etapa do pacote econômico do governo. O plano deve incluir US$ 1 trilhão em novos despesas com educação e cuidado infantil ao longo de dez anos e US$ 800 bilhões em créditos fiscais para famílias de média e baixa renda, segundo autoridades da Casa Branca.

No plano doméstico, a CPI da Covid segue concentrando as atenções. Ontem o Senado instalou a Comissão, elegeu Omar Aziz (PSD-AM) como presidente e indicou Renan Calheiros (MDB-AL) como relator. O cronograma da investigação deve ser anunciado nesta semana. Ainda segundo a análise da XP, o tom das declarações na instalação da CPI sinaliza que as ações do Planalto devem concentrar o foco das investigações.

Entre os destaques corporativos do dia, a WEG reportou lucro líquido de R$ 764 milhões no primeiro trimestre deste ano, alta de 73,7% na comparação com o mesmo período de 2020, quando a empresa registrou resultado positivo de R$ 440 milhões.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O dólar trabalhava em queda contra o real nos primeiros negócios desta quarta-feira, perdendo 0,64% e negociado a R$ 5,42 na venda, com os investidores à espera da decisão de política monetária do Federal Reserve e digerindo os mais recentes desdobramentos políticos em Brasília.

O movimento de queda do dólar está em linha com o comportamento da moeda norte-americana ante outras divisas emergentes, como peso mexicano, peso chileno, lira turca e rand sul-africano.

Em Wall Street, os índices futuros de ações operam de lado nesta manhã, com investidores em compasso de espera frente aos anúncios previstos para o dia. Às 10h13, horário de Brasília, o Dow Jones futuro tinha queda de 0,17% aos 33.826 pontos, enquanto o S&P 500 futuro avançava 0,06% aos 4.181 pontos.

O mercado também digere a bateria de balanços corporativos da semana. Na noite de ontem, a Alphabet, controladora do Google, reportou aumentou 162% em seu lucro trimestral, para US$ 17,9 bilhões, ou US$ 26,29 por ação, superando as estimativas de US$ 15,88 por papel. O resultado foi apoiado em parte por ganhos não realizados de investimentos de capital de risco e depreciação mais lenta de alguns equipamentos de data center. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: