Nielsen rejeita oferta de aquisição que avalia empresa em US$ 9,1 bi

O grupo havia proposto a aquisição da companhia por US$ 25,40 por ação.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Brendan McDermid/Reuters
Brendan McDermid/Reuters

Corretores em Wall Street, Nova York

Acessibilidade


A Nielsen rejeitou no domingo a proposta de aquisição feita por um consórcio de empresas de investimentos que avaliou a companhia de pesquisa de mercado em US$ 9,13 bilhões.

O grupo havia proposto a aquisição da companhia por US$ 25,40 por ação, valor considerado pelo conselho de administração da Nielsen como muito baixo.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

No início deste mês, o Wall Street Journal publicou que um consórcio de empresas de private equity que incluía a Elliott Management estava em negociações para comprar a Nielsen por cerca de US$ 15 bilhões, incluindo dívidas.

A Elliott, investidor ativista, havia pressionado a Nielsen para a avaliar uma venda da companhia em 2018, o que fez a companhia considerar se dividir em duas empresas de capital aberto um ano depois.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Mas esse plano foi descartado em 2020, quando a Nielsen decidiu vender sua unidade de dados de bens de consumo por US$ 2,7 bilhões para aumentar o foco em negócios de mídia.

A Elliott não respondeu imediatamente a um pedido de comentário sobre a rejeição da oferta pela Nielsen.

A WindAcre Partnership, um dos maiores acionistas da Nielsen, disse que saudou a decisão da empresa de rejeitar a oferta.

Compartilhe esta publicação: