Déficit comercial dos EUA diminui com força e exportações atingem máxima recorde

O Departamento de Comércio disse hoje (4) que o déficit comercial diminuiu 6,2% para US$ 79,6 bilhões

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Mike Blake/Reuters
Mike Blake/Reuters

Porto de Los Angeles, EUA

Acessibilidade


O déficit comercial dos Estados Unidos diminuiu acentuadamente em junho uma vez que as exportações atingiram um nível recorde, tendência que levar o comércio a continuar contribuindo para o Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

O Departamento de Comércio disse hoje (4) que o déficit comercial diminuiu 6,2% para US$ 79,6 bilhões.

As exportações de bens e serviços subiram 1,7%, para um recorde histórico de US$ 260,8 bilhões, enquanto as importações caíram 0,3%, para US$ 340,4 bilhões.

O comércio foi o único ponto de destaque positivo na economia no segundo trimestre, adicionando 1,43 ponto percentual ao PIB, depois de ter sido um peso por sete trimestres consecutivos. A economia contraiu a uma taxa anual de 0,9% no trimestre de abril a junho.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Inscreva-se na seleção para a lista Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: