Carne entra na corrida dos descontos da Black Friday

Hipermercados, açougues e churrascarias dão descontos às proteínas em cenário marcado pela alta de preços.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Thomas Barwick/Getty Images
Thomas Barwick/Getty Images

Hipermercados, açougues e até churrascarias aderiram à febre da Black Friday para abaixar os preços de suas carnes

Acessibilidade


A Black Friday, que na matemática de seus inventores ocorre uma vez por ano, no dia seguinte à quarta quinta-feira de novembro, atrai milhões de consumidores para as lojas que oferecem descontos e promoções aos cântaros nos países em que ocorre, como é o caso do Brasil.  Geladeiras, Tvs gigantes, computadores, móveis, calçados e roupas fazem parte da lista de compras da maior parte dos seduzidos pela data, mas neste ano ela ganhou um objeto de desejo inusitado no país: a carne bovina, principalmente, mas também tem aves e suínos nos pacotes promocionais.

Com preços estratosféricos para a maior parte da população e consumo em queda, a data caiu como uma luva para baixar os estoques da proteína mais desejada pelos apaixonados por um bom churrasco e também outros cozidos e assados. Diversos hipermercados, açougues e churrascarias decidiram colocar seus descontos no ritmo da Black Friday.

LEIA TAMBÉM: Startup gera mais de R$1 milhão em negócios para agricultores familiares

A Forbes foi em busca de alguns deles, mas o conselho é pesquisar e ficar atento: a qualquer momento pode cair um filé no colo com um belo desconto. Das empresas conceituadas no mercado de carnes premium , o açougue de luxo Wessel, na capital paulista, é uma das que derrubaram alguns de seus preços. Entre eles estão o do bife ancho, o bife de chorizo, o shoulder e até os kits de churrasco. Os descontos podem chegar a 40% nos cortes selecionados. Por exemplo, um quilo de fraldinha, que custava R$ 86, agora sai por R$ 64,50.

Outro caminho é o site da Bom Beef, marca do açougueiro santista Domingos Neto, o Netão, que faz sucesso nas redes sociais e que apenas em seu canal do Youtube tem 1,1 milhão de seguidores. Netão preparou o “Kit Black Friday” ao custo R$ 299 com 1,2kg de três diferentes cortes de carne vermelha, 450g de panceta, 1kg de drumet temperado, 500g de linguiça, mais pão de alho, queijo coalho e farofa. Normalmente, o kit custaria acima de R$ 330.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Já o açougue popular Swift, marca da multinacional brasileira de alimentos JBS, selecionou 32 produtos como carnes, batatas fritas e até cerveja para oferecer frete grátis e 30% de cashback a quem pagar o valor de suas compras na plataforma PicPay. A Marfrig, outra empresa gigante no setor de alimentos que pela primeira vez embarca na Black Friday, criou uma promoção para a linha de carnes Bassi, além de R$ 50 de desconto nas compras feitas pelo aplicativo da marca.

Além dos produtos in natura, Black Friday da carne também atende aos comensais que frequentam restaurantes.  No Rio de Janeiro, a Churrasqueira Rio, em Ipanema, além de até 50% de desconto em seus chopes, oferece 20% nos seus cortes baby beef e alcatra de angus. Ontem (26) no delivery,  pratos executivos com 150g do corte escolhido saía por R$ 45. Outro carioca que aderiu aos descontos é o Bom Galeto, onde a costela defumada defumada com batata rústica sai por R$114.

As promoções não poderiam ter sido mais oportunas. Afinal, o ano de 2021 foi marcado pela alta de 22% no valor destes alimentos nos últimos 12 meses, segundo o indicador IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15). Em outubro, uma pesquisa da FGV (Fundação Getúlio Vargas) apontou que o preço da picanha, o corte mais cobiçado nos churrascos, aumentou 28,99%, hoje chegando a ser encontrada por valores de até R$ 170 o quilo. 

Compartilhe esta publicação: